quinta-feira, 14 de julho de 2016

Funai, para o Brasil e para o Índio


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Ney de Oliveira Waszak

O Brasil iniciou as ações para se livrar da esquerda, no dia 17 de abril de 2016, no artigo com o título de “Primeiro passo”, afirmo que o perigo não passou, é a necessária eterna vigilância.

Apesar de grande parte da mídia, manter proteção para comunistas perniciosos. O brasileiro, já está identificando os malefícios que esses comunistas, chamados de esquerda, causaram desde o início dos governos da chamada “nova república”, após os governos Militares.

Neste caminho do Governo Temer, se separando da esquerda, podemos verificar o corte de recursos para os bandidos como mst, cimi, parada “gay”, une e outros grupos erradamente chamados de movimentos sociais, quando deveriam ser chamados de quadrilhas.

Este corte de verbas irá incrementar os assaltos, furtos e explosão de caixas de bancos, pois as quadrilhas mencionadas necessitarão de recursos e o furto ao erário foi diminuído.

Entendo que neste início do governo do senhor Temer, há a necessidade de compor com o legislativo para votação de várias medidas essenciais, mas é fundamental já tomarem a direção correta, sem intervenção da esquerda.
O atual Presidente cometeu o erro de voltar atrás ao rever sua posição em relação ministério da cultura, que somente serviu para passar recursos para bandidos travestidos de artistas.

O Presidente Temer está prestes ao segundo passo, com a indicação do Gen Peternelli, para Presidente da Funai. Com a desculpa de atender aos índios o ministro da justiça, , deseja barrar essa indicação, o que na realidade representa é o desejo da esquerda e não a dos brasileiros e dos índios.

Conforme afirmei em outro artigo, o senhor Temer tem a oportunidade de se transformar em estadista, ou se manter mais um assecla da esquerda, comprometido com a promoção pessoal, com o bolivarianismo e não com o Brasil.

A confirmação do Gen Pertenelli será um marco positivo para o governo Temer e para o bem estar dos Índios.

A negação do CIMI (conselho indigenista missionário), entidade ligada a CNBB, entidade não reconhecida pela Santa Sé, responsáveis por patrocinar invasões e outras ilegalidades, ao se indignar com a indicação do brioso General, somente significa que a indicação é correta.

O medo do CIMI e CNBB, é que não irão manipular os índios conforme as ordens comunistas e do foro de São Paulo.

Desde o famigerado governo de fernando henrique cardoso, os índios estão servindo de massa de manobra para usurpação do Brasil e de nossas riquezas. Está na hora de uma pessoa responsável e confiável dirigir a Funai.

O Presidente Temer, não deve ter medo de fazer o correto, não se curve aos irresponsáveis que decidem conforme suas conveniências. Essas pessoas, que não deveriam compor o seu novo governo, pois são comprometidos com a esquerda e os objetivos do foro de São Paulo, que é o estado bolivariano e não o Brasil.

O importante é atender aos Índios ou atender a esquerda, representada pela CNBB e CIMI, para vender o Brasil?

Devemos lembrar do Índio, neto de bororó, terena e guará, o Marechal Cândido Mariano da Silva Rondon, o maior indigenista, cujo lema em relação aos índios era:

“Morrer, se preciso for. Matar, nunca!”


Ney de Oliveira Waszak é Coronel na Reserva do EB.

2 comentários:

Estéfani JOSÉ Agoston disse...

O coronel, como é esperado de alguém ligado ao Fabianismo, comete intencionalmente algumas imprecisões no texto, uma delas na afirmação......."Neste caminho do Governo Temer, se separando da esquerda, podemos verificar o corte de recursos para os bandidos como mst, cimi, parada “gay”, une e outros grupos erradamente chamados de movimentos sociais, quando deveriam ser chamados de quadrilhas"......., imprecisão, pois quando e onde foram cortados recursos para o mst, cimi, parada gay e por minha própria conta incluo o Auxílio-Prisão? Onde e quando isto foi noticiado? Acompanho a mídia e notícias referentes ao presidentro Michel Temer Lullia, e não tenho encontrado notícias neste sentido, ou estou errado? Se alguém souber de algo de fonte oficial de corte dos recursos conforme mencionado pelo coronel fabiano, Ney de Oliveira Waszak, por fineza, corrija-me aqui mesmo.

Por outro lado, a mentirosa afirmação do coronel, de que o presidentro "está se separando da esquerda", é gritantemente falsa, pois diversos ministros são notoriamente da esquerda, inclusive um deles tendo chamado Lulla da Sillva para "colaborar" com o governo do vice de Dillma Rousseff.

Oras, é notório de que uma facção das FFAA brasileiras tem se empenhado, ativamente, na defesa de governos corruptos pós Movimento de 64, facção esta composta de Fabianos, alguns enrustidos manhosamente ocultando tendências no campo social e político de um marxismo light, de um comunismo adulçorado, que na realidade é uma forma de tentarem nos vender uma ideologia que é vigente na China, Coréia do Norte e Cuba.

Assim, coronel Waszak, não tente se esconder sob uma capa de cordeiro, pois que os senhores são os lobos vorazes que até hoje ardilosamente comem o Brasil e o trabalho de cidadãos decentes pelas beiradas.

Ah, em tempo, e o Auxílio-Reclusão? Vosso presidentro não se alevanta a acabar com esta excrecência, não se digna a dar um fim no auxílio a bandidos, seja por solidariedade ou cumplicidade?

Anônimo disse...

Esquerda volver, direita volver, meia volta volver vão tudo toma no CÚ, esse bando de fdp que enfiaram tudo no cú ficaram 20 anos fazendo todo tipo de mérda e enterrando o povo na mérda fica ai falando bosta pois estão com a vida mansa vivendo nas costas dos trabalhadores pagadores de impostos, façam uma campanha e acabem com as máfias que vocês criaram e largaram aqui cometendo todo tipo de crime e sabotagem...