domingo, 31 de julho de 2016

O Esforço Civilizatório


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira

Há uma anedota, não sei se verídica, de que alguém perguntou ao Duce (Mussolini) se era difícil governar a Itália, auge da civilização.Ele teria respondido: “Não é difícil; é inútil!”

Os países são como os cães.Há os de boa índole e os perigosos.

O Brasil pode ser comparado a um amoroso golden retriever.

Voluntarioso, alegre e indisciplinado.

Não tem propriamente um dono; dedica-se a alguém que o afague e alimente. Por sua grandeza inefável, só a música pode definí-lo.

A ópera Guarani de Carlos Gomes, em sua ária “Sento una forza indomita” foi a melhor tentativa de mostrar-nos o que é nosso grande país.


Os maus brasileiros, traidores da Pátria, querem nos vender a idéia de que somos vira-latas.

A nossa verdadeira raça ainda está se formando.

Em breve assombraremos o mundo, com mil maravilhas.

Se fosse perguntado sobre qual é a maior virtude do brasileiro, responderia sem hesitar: é a fé!

Fé em Deus que nos brindou com todas as formosuras da natureza.

A fé no próximo: a compaixão. A fé em nós mesmos: a perseverança.

A gratidão aos maiores e a esperança nos pósteros. “Criança, ama com paixão o país em que nasceste. Jamais verás algum como este!”



Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador. Não é Malandro, porém adora Ópera.

2 comentários:

Anônimo disse...

O espírito do povo brasileiro é solidário, não-competitivo e independente, como se uma sabedoria básica (dada por um clima favorável e uma natureza generosa) intuisse que as nações que lideram o mundo têm um fundo psicopático que não vale a pena imitar.

Anônimo disse...

Esse aí das 4:22 PM vai para o matadouro sem saber. É gado mesmo...