sábado, 13 de agosto de 2016

Chovendo no molhado


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira

No momento em que se apossar definitivamente da caneta, o personagem só não passará para a história se for idiota.

Dois anos e quatro meses é prazo mais que suficiente para fazer uma limpeza e tanto.

Não será mais chantageado por maus políticos. Não precisará que aprovem mais lei nenhuma. Governará cumprindo à risca as já existentes.

Desaparelhará toda a máquina administrativa e passará um pente fino em todos os gastos.

Se preciso for, convocará dona Onça para dar um corretivo nos rebelados por crise de abstinência.

Não aumentará nem mais um centavo de imposto e, se possível, diminuirá as alíquotas daqueles que independem de autorização legislativa.

Investirá em infraestrutura. Fiscalizará as obras em andamento com atrasos no cronograma.

Aposto em sua vaidade.

Jesus no Golgota aceitou a companhia de Dimas. Perdoou seu passado e hoje é considerado santo.

Se isso não fizer, terá sido apenas um borra botas a mais.


Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

Nenhum comentário: