quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Maria do Rosário, Nunca Mais!


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Milton Pires

A recente presença da Deputada Maria do Rosário numa manifestação dos médicos gaúchos é a prova da existência de um monstro que não cessa de se transformar para permanecer vivo na mídia e na vida política da Nação.

Militante de uma Organização Criminosa disfarçada de “partido político”, Maria do Rosário fez toda sua carreira relativizando o crime, dividindo a responsabilidade dos autores com a sociedade e alegando a existência de uma “dívida histórica” com os marginais.

O assassinato cruel da médica Graziela Muller Leria, de 32 anos, é o resultado de treze anos de um governo que sempre defendeu bandidos, que tirou, com o estatuto do desarmamento, a última chance de defesa do cidadão comum e que destruiu e humilhou os médicos do Brasil.

Dentro da administração pública, em todos os níveis, o PT assediou moralmente os médicos, exonerou, perseguiu, e denunciou junto aos Conselhos Regionais de Medicina todos aqueles que tiveram a coragem de enfrentar sua verdadeira legião de militantes no serviço público. Para fazê-lo aproveitou-se daqueles “profissionais da saúde” recalcados, gente de quinta categoria que associou-se ao PT constituindo aquilo que Hannah Arendt chamava de “ralé”.

A rede hospitalar brasileira foi destruída pelos petistas em benefício de um sistema cuja base é a “UPA” - unidade de pronto atendimento – um lugar onde se atende tudo que é primário e deveria estar num posto de saúde ou é grave demais e deveria estar num hospital de verdade.

Desesperado para vencer a eleição de 2014, o partido de Maria do Rosário trouxe ao Brasil os escravos da ditadura cubana – gente que, sequer, sabemos se cursou a faculdade de medicina ou não e médicos brasileiros (como a Dra. Graziela) foram demitidos para que prefeitos como Fortunati e secretários como Casartelli colocassem cubanos no seu lugar.

Se quiser prestar “solidariedade” a alguém, Maria do Rosário deve, da próxima vez, procurar passeatas de médicos cubanos. Em breve são eles que vão estar nas ruas do Brasil implorando para não serem mandados de volta ao regime assassino de Fidel Castro.

Aos médicos brasileiros o PT já não consegue enganar – Maria do Rosário Nunca Mais.


Milton Simon Pires é Médico.

3 comentários:

amauri moraes disse...

ESSA LORPA ENVERGONHA OS GAUCHOS

Fabiano Santos disse...

Essa criatura, no máximo, ganha votos de lgbts e presidiários. O trabalhador honesto que der seu voto a um tipo desses, ou é desinformado ou está vendendo seu voto.

Anônimo disse...

O PT DESEMPENHOU COMO SEMPRE MUITO MAU O SEU PAPAEL POIS DEIXOU UM ASSASSINO TRAFICANTE DE ORGÃOS SEM SER INCOMODADO NEM POR UM MOMENTO MAS O SEU LUGAR NO INFERNO ESTÁ GUARDADO, FDP ASSASSINO, CADÊ O PEDRINHO??? ONZE CORPOS COM PONTOS CIRURGICOS E TODOS OS ORGÃOS ROUBADO POR VOCÊ...