quinta-feira, 29 de setembro de 2016

As Forças Patrióticas e a Intervenção Constitucional


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Antônio José Ribas Paiva

A INTERVENÇÃO CONSTITUCIONAL, sem dúvida, é o único meio para a NAÇÃO RESGATAR o BRASIL dos criminosos, que usurparam os Poderes da República.
       
As FORÇAS PATRIÓTICAS, civis e militares, devem intervir no processo político e nomear a JUNTA GOVERNATIVA, que será o governo de transição para a democracia.
       
O Presidente Michel Temer, sozinho, não tem condições de implementar a passagem para a democracia, porque depende da classe política, sabidamente, imbricada com o crime. Por tudo isso, a Nação deve intervir e nomear o Governo de Transição, que poderá ser o próprio Michel Temer, desde que o presidente concorde em representar as FORÇAS PATRIÓTICAS e, com elas, RESGATAR o BRASIL do CRIME ORGANIZADO.


Antônio José Ribas Paiva, Advogado, é Presidente do Nacional Club.

2 comentários:

Martim Berto Fuchs disse...

Concordo, mas tenho comigo duas dúvidas.
1ª Quem escolheria os civis ? Um político ? Nem pensar.
2ª Na área militar temos duas correntes bem definidas, e não é de hoje. Uma delas, a que me assusta, cujo pensamento já me referi em artigo, quer, por exemplo, que se use imediatamente as reservas de mais de US$ 300 bilhões para investimento. E, pior ainda, se não for suficiente, que se imprima. Nem uma palavra quanto ao custo criminoso do setor público. Aí não vai dar certo.

http://capitalismo-social.blogspot.com.br/2016/02/61-passos-para-implantacao-do-ante.html
http://capitalismo-social.blogspot.com.br/2016/05/ponte-para-o-nada.html

ALMANAKUT BRASIL disse...

RAMBU

Hyperfilmes

https://www.youtube.com/watch?v=AR15eUeP9rg