segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Bancários iludidos


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Paulo Roberto Gotaç

Sem surpresa, chegou, pendularmente em setembro, a vez dos bancos. 
A greve, como instrumento legítimo do trabalhador, visando à conquista de melhores condições salariais e operacionais, é um conceito há muito esquecido pelos sindicalistas brasileiros, que a usam tão somente como trampolim político, conforme amplamente demonstrado pela trajetória de inúmeros petistas, articuladores de movimentos no passado, quando não estavam ainda no poder e que, quando dele se apoderaram durante os últimos quase 14 anos, felizmente hoje apeados, foram guindados a cargos distanciados dos interesse dos trabalhadores que outrora diziam representar. 

O mais preocupante é que os supostos beneficiários, iludidos, que deveriam reagir a esse modelo pernicioso, não percebem ou fingem não perceber que são usados e se deixam levar pelo oba-oba, sem conquistar ganhos reais significativos, pelo simples fato de não ser exatamente esse o propósito dos organizadores. 

Enquanto isso, a população menos favorecida.sofre com a interrupção de serviços essenciais.

Paulo Roberto Gotaç é Capitão de Mar e Guerra, reformado.

2 comentários:

Anônimo disse...

Não esquecer que boa parte de PTstas tradicionais, como Genoíno, Gushiken, Berzoini entre os principais, saíram da categoria dos bancários.

Augusto disse...

ACORDA BANCÁRIOS! (Não façam o JOGO desses pelegos, digam não a esses COMUNISTAS, esses vagabundos) ACORDA TRABALHADORES! ACORDA POVO!
Sindicato e formado de PELEGOS que nunca trabalharam...
Se os verdadeiros trabalhadores brasileiros (seja funcionário público o da iniciativa privada) quiserem mudar realmente esse país, tem que começar NÃO aceitando ordem e imposições de sindicato e expulsando sindicatos e bandeiras vermelhas das manifestações e reinvindicações. FIM DO IMPOSTO SINDICAL JÁ! (MUITO mais da metade dos sindicatos fecha as portas). Vamos mandar esses COMUNISTAS fazer greve em Cuba...