segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Convocação à Ação


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos I. S. Azambuja

Mais um texto, resumido, publicado no livro “A Verdadeira História do Clube Bilderberg”, de autoria de Daniel Stulin, publicado no Brasil em 2005 pela editora Planeta. Daniel Stulin é jornalista, especialista em Comunicação. Investiga as atividades secretas do Clube Bilbergerg há 13 anos. É ganhador de três prêmios de pesquisa nos EUA e Canadá.
Alguns depoimentos do autor:

- ‘O Clube Bilderberg quer uma era de pós-nacionalismo, na qual já não haverá países, somente regiões e valores universais, uma economia universal, um governo universal – designado; não eleito – e uma religião universal” (jornal Época, Madri);

- “Já tentaram me matar por investigar o Clube Bilderberg” (La Gaceta de los Negocios);

- Bilberberg pretende destruir todas as religiões. Não apenas a católica, mas a islâmica, a judia, todas...” (La Gaceta de los Negocios);

- “Não acredite em mim, investigue! Tenho pilhas de documentos que atestam tudo o que digo” (La Vanguardia).

______________________________

Conforme o que já expusemos anteriormente, poderia parecer aos que crêem que há algo de verdade no que foi dito que tudo está perdido, que é questão de tempo antes que sejamos escravizados e enviados a um campo de concentração.

Entretanto, nada está mais distante da realidade. O movimento para que nos libertemos das garras opressoras da Nova Ordem Mundial é mais forte a cada dia que passa. Se eu tivesse sido o único ou fossemos poucos, eles, a Nova Ordem Mundial no teriam destruído há tempo. Nem têm êxito e nunca o terão. Os projetos dos Globalizadores para conseguir o Poder e a Escravidão total se defrontam com uma resistência incrível.

Em 1966 tentaram destruir o Canadá e juntar o que dele restasse aos EUA para formar assum um superestado americano. Nós os impedimos. A enorme consternação e os protestos públicos por Toto o território canadense obrigaram os globalizadores a modificar seus planos. A adiar a data da destruição até o ano 2000. Isso não poderá ser realizado, Os canadenses estão alertas. Agora estamos no ano de 2005 e Bilberberg espera o desmembramento do Canadá para o ano d 2007. Fracassarão mais uma vez.

Na França e na Holanda os membros sagrados da comunidade Européia, os cidadãos recusaram de forma esmagadora a Constituição Européia, mais um passo na direção do governo mundial. A Inglaterra é um farol de esperança para nós, os europeus livres. Porque, por muito que os membros do Bilderberg, os políticos britânicos, os jornais, os grandes capitais tenham empurrado a Inglaterra para a Comunidade Européia, um referendo atrás de outro, pesquisa após de pesquisa, os cidadãos dizem alto e claro que o país não quer tomar parte da usurpadora ameaça global. O reino do absurdo levou, inclusive, o Primeiro-Ministro Tony Blair,a declarar publicamente que “é patriótico ceder a independência”. 

Nos EUA as notícias para os membros do Bilberbergs são ainda piores. Uma das chaves da destruição americana é a iniciativa dirigida por Bilberberg de desarmar os americanos, algo que atenta contra a Constituição e a Declaração dos Direitos dos Estados Unidos, que concedem aos cidadãos americanos o direito de portar armas. Sem resistência armada será muito fácil deter e matar todos os que se opuserem aos planos Bilderberg de criar um Estado Global. Isso pode parecer um paradoxo. Acaso o objetivo não era – diziam – viver num mundo sem violência? Não quando os membros do Bilberberg pretendem escravizar o mundo inteiro. Nossa esperança são as milícias dos EUA. Sim, é isso mesmo. Rockefeller disse há alguns anos que o prazo para criar uma Nova Ordem Mundial está acabando. Ele sabe o que diz. O que queria dizer é que cada vez torna-se mais difícil convencer o mundo a entregar sua liberdade por meios pacíficos, porque a cada dia milhares de pessoas se dão conta da terrível ameaça que o Estado Global representa. Se os membros do Bilderberg não podem alcançar seu Governo Mundial por meios pacíficos, então lutarão para obtê-lo cm a força Por isso as milícias dos EUA e as milícias canadenses são nossos redentores!

Enquanto esses homens e mulheres valentes estiverem dispostos a defenderem os direitos que lhe foram concedidos pelos Fundadores; enquanto estiverem dispostos a morrer para defender a liberdade, estamos a salvo. Segundo estimativas conservadoras, as milícias e SUS seguidores contam com milhões de pessoas, segundo um estudo secreto realizado pelo governo dos EUA, que imediatamente vazou para nós, os patriotas que lutamos contra essa ameaça global.

Os membros do Bilderberg haviam planejado a criação de um Estado Global para o ano 2000. Agora, em 2005, têm cda vez mais frentes abertas e enfrentam uma população que não está disposta a ceder o seu direito fundamental à liberdade. O Canadá não foi obrigado, nem a Inglaterra, nem a França, nem a Holanda. Embora o presidente dos EUA, a maior parte do seu gabinete e uma grande parte do Poder Legislativo estejam nas mãos dos membros do Bilderberg, nunca foi tão difícil. O prazo para resolver-se por meios pacíficos está se esgotando. E os membros dos Bilberberg têm medo de uma confrontação violenta, porque há milhões de nós, armados e esperando do outro lado. Por isso querem desarmar as milícias.

Estão desesperados. Colocaram-se em contatos com agentes secretos. Divisões do Exército e agentes da Polícia, para perguntar-lhes se em caso de conflito armado (quer dizer, em caso d guerra civil) ele, os oficiais eu juraram proteger seus compatriotas estariam dispostos a lutar contra eles. A maioria não o fará porque entre seus compatriotas que luta pela liberdade encontram-se suas próprias famílias, seus amigos, os amigos de seus amigos e os parentes de seus amigos. Assim, pois, os membros do Bilberberg têm utilizado sua arma secreta: um palhaço convertido em diretor de cinema, chamado Michael Moore. Moore não defende nossa causa, é um deles. Seu filme, sobre a Associação Nacional do Rifle, Tiros em Columbine, é uma paródia da Justiça. Se fosse um herói americano de verdade Michael Moore defenderia as Milícias e a Associação Nacional do Rifle. As armas não matam. Os membros do Bilderberg, sim.

Preste atenção. Observe o descontentamento generalizado.

As cidades apodrecem ente o crime, a prostituição e as drogas. As taxas de suicídio são mais altas que nunca. A conduta degenerada apresenta-se com arte New Age. Mas os membros do Bilderberg nunca encontraram tantas dificuldades. Não estamos sozinhos e nada está perdido! Consulte a Internet, em qualquer site de buscas. Tecle ECHELON, PROMIS, BILDERBERG, MK-ULTRA, HAARP, NEW WORLD ORDEN, ONE WORLD GOVERNMENT. Há dezenas de milhões de páginas dedicadas a esses temas, o que significa que há milhões de pessoas contra a Nova Ordem Mundial.

Lunáticos, dirão. Teorias da conspiração. A maioria das páginas certamente se limita a copiar material já publicado. Mas, vamos contá-las como números, como pessoas que se opõem aos projetos traçados por Bilderberg paa impor uma Escravidão Global. Por isso são tão importantes esses números. Temos milhões, dezenas de milhões de aliados entre as pessoas da rua. E isto não é tudo. Temos espiões em toda parte. A maioria os associados menos importantes do Bilderberg são nossos olhos e ouvidos!

A maioria dos agentes secretos e dos serviços secretos de nível inferior, como o MI6, a CIA,, o FBI, a Real Polícia Montada do Canadá, o Centro Nacional de Inteligência ou o KGB tmbém são dos nossos. Sabemos o que pensa Bilderberg e conhecemos suas intenções. Por isso, apesar das extraordinárias medidas que tomam pa proteger-se e para ocultar informações incriminadoras por trás de um véu de segredo, saberemos imediatamente quais são as suas intenções. E os membros do BilderBerg o sabem e não podem fazer nada para evitar isso.

A situação é extremamente grave. Temos de enfrentar o esforço combinado de algumas das pessoas mais brilhantes da história da humanidade conspirando contra nós com o objetivo de nos subjugar. Mas a vontade humana é imortal. Os tiranos mataram milhões de pessoas, e ainda assim outros lutaram e recuperaram a liberdade, Durante os últimos duzentos anos, desde o nascimento dos Iluminati em 1776, os mais poderosos do mundo estiveram planejando a nossa destruição. Controlam a Comunidade Européia, as Nações Unidas, o governo dos EUA, as principais instituições bancárias do mundo.  

O fato de o clube Bilderberg, uma organização secreta, contar com 120 convidados em cada ua de suas reuniões anuais, e nelas contar com todos os presidentes europeus, americanos e canadenses, com todos os delegados europeus, os principais banqueiros europeus, os presidentes do FMI, do Banco Mundial e do Banco Europeu,  estatisticamente uma sociedade que o secretário-geral da OTAN não representa estatisticamente uma sociedade que consiste em quase 1 bilhão de pessoas.

A liberdade move o coração humano e o medo o paralisa. Entre a cacofonia ensurdecedora do silêncio patriótico, há vozes insurgentes que exigem atenção. A democracia tem seu fundo moral na verdade, na tolerância, na liberdade e no respeito pela dignidade humana. Os membros do Bilderberg desprezam o patriotismo porque é a antítese da escravidão.

Entretanto, isso não e o suficiente. A política do Bilderberg deve ser perseguida na sociedade civil e nas instituições m que se infiltrou: aldeias e cidades pequenas, escolas primárias, organizações culturais, grupos de jovens, associações profissionais. Isso não pode ser feito pelos partidos políticos, que são meras máquinas eleitorais. A moralidade humana deveria sustentar a segurança global e o impulso para essa nova moralidade deveria emanar de personagens não governamentais.

Há de existir um movimento, na sociedade e na política, baseado na cooperação entre partidos progressistas, organizações da sociedade civil e intelectuais. Trata-se de um projeto a longo prazo. A globalização é uma ameaça histórica. Pretende destruir o legado do patriotismo e da própria modernidade. Só se pode lutar contra ela de maneira holística, sem meias medidas.     

A Nova Ordem Mundial impôs um único governo totalitário, uma única moeda global e uma religião sincrética universal à população mundial mediante mentiras e ofuscamentos.

Numa sociedade cada vez mais dividida há elementos que podem destacar o que compartilhamos, que temos em comum e fazê-lo diretamente, com grande intensidade. A dignidade humana e a diversidade cultural que imediatamente se compreendem em qualquer parte, não necessitam de tradução, são alguns dos aspectos mais valiosos da tradição universal.

Merecem todo o apoio que devem receber. Vale a pena lutar e morrer por essa liberdade.    

Carlos I. S. Azambuja é Historiador.

3 comentários:

Anônimo disse...

Tem certeza de que quem escreveu essa trama não foi o 'Paulinho' Coelho?

Anônimo disse...


...



...












.

acp

Escreva um seu artigo seu a desmentir o falso decalogo de lenin que desde que a internet existe engana tolos. Aquele, sobre greves, libertinagem, armas... Nem lenin nem nenhum comuna o escreveu.

Ou pesquise e publique artigo de outrem.

acp

.

.

acp

Escreva um seu artigo seu a desmentir o falso decalogo de lenin que desde que a internet existe engana tolos. Aquele, sobre greves, libertinagem, armas... Nem lenin nem nenhum comuna o escreveu.

Ou pesquise e publique artigo de outrem.

acp

.




.




.



.




.




.



.




.




.




.



.




.




.



.




.




.



.




.




.




.


.











...



...












.

Anônimo disse...

NOVA ORDEM MUNDIAL,
potenciais perigos:
recrutamento global,
vacinações forçadas,
prisões para opositores,
controle da população,
--- DITADURA TOTAL ---

http://www.anovaordemmundial.com/2014/05/como-a-nova-ordem-mundial-quer-nos-eliminar.html

http://www.extraterrestreonline.com.br/2016/09/experimentos-com-haarp-estao-matando.html


Quem fala, semeia, quem escuta colhe.
Pitágoras

O pessimista reclama do vento. O otimista espera que ele mude. O
sábio ajusta as velas.
John Maxwell

A melhor maneira de sermos enganados é julgar que somos mais
espertos do que os outros.
La Rochefoucauld