sábado, 17 de setembro de 2016

Nota de repúdio às ofensas de Lula a servidores concursados


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Estratégia Concursos

O Estratégia Concursos vem a público repudiar veementemente ofensa dirigida aos servidores públicos concursados pelo Senhor Luis Inácio Lula da Silva, denunciado ontem (14/09/2016) pelo Ministério Público Federal por corrupção e lavagem de dinheiro.
Palavras do ex-presidente:

“A profissão mais honesta é a do político. Sabe por quê? Porque todo ano, por mais ladrão que ele seja, ele tem que ir pra rua encarar o povo e pedir voto. O concursado, não. Ele se forma numa universidade, faz um concurso e está com o emprego garantido.”

Além de denegrir a classe política como um todo, o ex-presidente ofende profundamente todos os servidores públicos concursados. Na escala de valores deste senhor, políticos ladrões são mais honestos do que servidores públicos que se prepararam com afinco em seus estudos para lograr aprovação em um processo isonômico, meritocrático e transparente.
O concurso público é um instituto com previsão constitucional. A estabilidade é uma garantia para que os servidores possam atuar com independência e imparcialidade, sem medo de perseguições políticas.
O concurso é uma forma democrática de acesso aos cargos públicos, permitindo que pessoas de todas as classes, credos, raças e convicções políticas possam servir ao bem comum.

Temos orgulho de ter em nosso corpo docente servidores concursados dos principais órgãos da Administração Pública. São pessoas que se dedicaram anos na sua preparação e lograram êxito. Além disso, ajudamos diariamente na preparação de milhares de pessoas para os mais diversos concursos públicos do país. São alunos que sacrificam o seu tempo, lazer e convívio com a família em busca de uma oportunidade de trabalho honesto e em prol da sociedade.

Não aceitamos que tentem manchar a imagem de nossos colegas e, principalmente, daqueles que estão hoje estudando para ingressar nos quadros efetivos da Administração Pública. A moralização da atividade administrativa do Estado depende da atuação diuturna de servidores públicos que possam agir com isenção e imparcialidade.

O que nos motiva é saber que estamos contribuindo para a formação de futuros servidores que ajudarão a construir um país que preze pelos valores éticos e livre da corrupção.

Estratégia Concursos Originalmente publicado em https://www.estrategiaconcursos.com.br/blog/nota-de-repudio-ofensas-de-lula-aos-servidores-publicos-concursados/

Nenhum comentário: