quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Próximos Capítulos


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira

Roda um, roda outro; quem será o seguinte no rodeio do planalto?

A prevalecer o ditado “uma no cravo, outra na ferradura” o principal candidato é um fatiador nato.

“Mas houve vários!? “

Esta é técnica dos mestres de contos policiais: só dão pistas; nunca as iniciais.

Há muito o bordel da capa preta, vem cozinhando o galo do personagem em quem penso, mas nunca falo.

Na guerra de todos contra todos, o algoz de hoje será a vítima de amanhã.
“Iguar quenem na revolução francesa !”

Robespierre foi morto porque tentou o impossível: restabelecer a virtude.

Nosotros, em outra latitude, seguiremos o mesmo roteiro.

Teremos o nosso Marat, o nosso Danton e , talvez, o Ney (com sarna) e o próprio pasmado rei. Safarse-á o efecagácê, o maior traidor da pátria?

A Santa Inquisição bem soube aterrorizar os nobres, até um dia que se depararam com um que disse:

“Aqui esto sin temor y de la muerte no he pavor”.

Aí, foi uma debandada geral dos valentes de fancaria.

Espero estar vivo para ver um tão glorioso dia.

Até lá, peço auxílio da musa. Que me ensine a tocar a cornamusa.

Ao som da gaita de fole, perecerão os que o povo não mais engole.

Ao som do pandeiro, dançarão no inferno os que roubaram nosso dinheiro.


Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

Nenhum comentário: