quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Os responsáveis pela destruição do Rio Grande do Sul

Olívio Dutra e Tarso Genro

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Milton Pires

Já que, aparentemente, a "crise" do Rio Grande do Sul que levou Sartori a tomar as medidas adotadas ontem não tem causa, já que parece ser algo que simplesmente "aconteceu", eu que vi tudo isso surgir, que fui testemunha de tudo, aponto aqui os dois criminosos que nos levaram a esta situação. São eles os petistas Olívio Dutra e Tarso Genro !

"Ah, mas e os 8 anos de governos de Rigotto e Yeda entre 2003 e 2011??" Nesta época o trabalho sujo já havia sido feito: o Governo do Brasil INTEIRO estava nas mãos do marginal Luís Inácio Lula da Silva. Rigotto e Yeda, sem NENHUMA intenção da minha parte em defendê-los, governaram um "país estranho" DENTRO de um Brasil que tinha dinheiro e não lhes repassava. Neste meio tempo, TODA corja de associações de funcionários públicos, sindicatos, ONGS, PINGS e PONGS, ciclovias, afrovias, veadovias, monumentos, museus e creches para "refugiados" do Rio Grande do Sul estavam controlados por vagabundos petistas mamando no dinheiro público dos hospitais, das escolas e dos presídios !!!

Quando o estelionatário Tarso Genro assumiu em 2011, já depois de 8 anos de Regime Petista no país, ele terminou o projeto local de destruição começado em 99 pelo bandido Olívio Dutra e simplesmente "adiado" pelos governos tampões de um partido socialista fabiano, como o PSDB (de Yeda), e de uma "coisa" que sequer pode ser considerada partido, chamada PMDB (de Rigotto).

Não me interessa se o Rigotto veio antes da Yeda. Estes dois não fizeram (e nem poderiam fazer) coisa alguma pelo RS além de "atrapalhar" (por motivos políticos e não por altruísmo) a destruição planejada pela Organização Criminosa Petista que começou com Olívio e terminou com Tarso !

O que Olívio e Tarso fizeram? Basicamente gastaram TUDO que o Estado tinha e também o que "não tinha", acabaram com o investimento na produção, SUFOCARAM, ASFIXIARAM os empresários e aparelharam a máquina estatal gaúcha da mesma maneira que fizeram com a PETROBRAS depois, ou melhor, ao mesmo tempo, no Brasil!

Criaram "direitos", criaram "grupos de trabalhos", "núcleos", subsecretarias, coordenadorias, assessorias de planejamentos, divisões, gestões e repartições, distribuíram garantias, burocratizaram, agigantaram, "stalinizaram" a máquina de um Estado que é praticamente "metade fazenda de criação de gado" e "metade repartição pública"  com um só porto de mar "lá embaixo" (e que mesmo assim sequer parece uma cidade gaúcha)

Depois disso, nenhuma grande empresa,  em juízo perfeito,  pensou em investir aqui! Foi isso que aconteceu e é isso que deve ficar registrado.

É isso que não é dito por esta imprensa controlada por vagabundos petistas da Zero Hora e do Correio do Povo de Porto Alegre, mas é isso que ficará para História !


Milton Pires  é Médico.

6 comentários:

Martim Berto Fuchs disse...

Estamos de acordo, então tomo a liberdade de postar seu artigo também em Capitalismo Social, aproveitando para propor o fim de TODAS organizações criminosas custeadas com dinheiro público, também conhecidas pelo pomposo nome de partidos políticos. O FIM definitivo. Extintas para o bem da sociedade.

Anônimo disse...

Mais viu escuta ai eu acho que essa porra toda não tem nada a ver pois quem sempre esteve por aqui e sempre fudeu com tudo foi a MAÇONARIA O PT COMO NOS OUTROS GOVERNOS É DESCULPAS CONVERSA PRA BOI DURMIR... SE ESQUECER DAS OUTRAS TRANSICÕES??? COMO OS OUTROS GOVERNOS DEIXARAM O PAIS??? JUDICIARIO E MAÇONARIA A MAFIA MALDITA ROUBAM DEIXAM ROUBAR E NÃO PRENDEM NINGUÉM É TUDO BALÉLA...

Anônimo disse...

Enquanto estados da federação se despedaçam, no Rio,o Trivela vai ter que fazer um exorcismo gigante. Ali nem com o dízimo dá jeito.

Anônimo disse...

Correção do nome do prefeito eleito, por favor: Crivella.

Anônimo disse...

Ocorre,meu admirado Dr.Milton Pires,que o povo gaúcho que geralmente se gaba de ser o mais politizado do Brasil só escolhe "merda" para governá-lo. Já cruzei a fronteira dos 70 anos e jamais consegui nem mesmo ter a chance de votar em alguém que eu depositasse alguma fé,muito menos de eleger esse alguém. Na verdade tive que "engolir" todos esses candidatos,bem como o eleito,é óbvio. Acredito até que os gaúchos só aprenderão a votar (se) e depois que conseguirem a sua emancipação política libertando-se da "maldição Brasil",dando sequência ao resultado do plebiscito independentista que o "Movimento o Sul é o Meu País" mandou fazer e que apontou uma preferência pelo SIM de 95%.Finalizando,acho que Vossa Excelência omitiu outro governante "desastre" que precedeu o "quarteto" ( Olivio,Tarso,Yeda e Rigotto). Britto não poderia ficar fora dessa "tchiurma",nem Collares,na verdade. E todos estes foram "abortos" do que ousam chamar de "democracia",mas que é OCLOCRACIA,na verdade. Parabéns pelo artigo.Sérgio A.Oliveira.

Anônimo disse...

Sempre ouvi sobre os gaúchos serem patriotas porque o RS escolheu ser parte do Brasil, e conhecia sua fama de povo laborioso. Porisso concluí que foram iludidos pelo discurso "nacionalista" de Brizola e do PT, sem atinarem com o ovo da serpente sendo chocado.