segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Brasil da Fraude


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Henrique Abrão e Laércio Laurelli

Em todos os setores para os quais olhamos veremos que sempre haverá a tônica da fraude, do jeitinho e da modificação das regras legais, no favorecimento de grupelhos de políticos e empresários influentes. Há um PCC maior do que se cogita,a significar políticos comprados
e corruptos, a lista divulgada pela mídia não permite outra conclusão uma vez que do alto até o baixo clero todos tinham apelidos como se fosse uma verdadeira organização criminosa que recebia a verba para um esquema determinado em detrimento da cidadania,do voto e da soberania popular.

E são incontáveis as fraudes que hoje causam rombo nas finanças públicas estado de colapso e calamidade de estados e municípios, basta invocar que num deles não há quem possa tomar assento no cargo, já que a fraude carcomeu o lidimo exercício do poder.

Temos hoje então três categorias dos fichas sujas, dos fichas bem sujas e dos fichas imundas a mostrar e revelar que ninguém na vida política pode sobreviver sem que exista um financiamento o famoso por fora a ajuda de custo,e ainda questionam que muitos servidores são beneficiados por supersalários.

Enquanto eles pegam milhões ou negociam bilhões o paupérrimo servidor não tem reajuste ou quando acontece é menor do que a inflação além da carga de serviço e aumento das responsabilidades em todos
os setores. Donde será que tiramos o sintoma da fraude.

Verdadeiramente da irresponsabilidade do modelo e do sistema superado,pois que um trabalhador depois de longa jornada não consegue ter um benefício previdenciário capaz de mantê-lo dentro da regra da
dignidade humana, e agora tanto pior terá que recolher mais para receber menos.

E não podemos nos comparar com povos desenvolvidos que chegam facilmente à idade dos 70 e 80 anos com plena saúde,no caso brasileiro a maioria dos trabalhadores aos 50 ou 60 anos já capenga com problemas decorrentes do exercício laboral, repetitivo, vindo a adquirir doenças e sofrer internações em todos os tempos da longa caminhada até que tenha ou faça jus à aposentadoria.

E a fraude acontece pela falta de hombridade do legislador de
transferir renda e distribuir a riqueza, concentrando a pobreza em alto nível, perigoso para atingir ao tecido social e causar convulsões. Temos de um lado cem milhões de consumidores e doutro tanto igual em razão de pessoas abaixo da linha de pobreza, sem saneamento o acesso mínimo aos medicamentos.

Não importa que a miséria aumente se o consumo desmesurado de poucos sobreviva ao capitalismo desumano da globalização. Como inverter a polaridade ninguém sabe dizer,tanto que a radicalização aflora na Europa
e o populismo ganha foros incontornáveis na Espanha e na Itália. Como sair do fundo do poço só o futuro dirá, mas no Brasil não podemos nos comparar com qualquer outro País os esforços da classe assalariada serão maiores com majoração dos descontos da previdência, e a elevação da idade para conquistar benefícios.

Não são a fraude e os contornos do trabalhador causadores do rombo, do propalado buraco, mas de categorias que recebem mais do que pagarão,como nossos políticos que invariavelmente tem todas as vantagens, plano de saúde para a família e mais benesses. O Brasil para ser justo e honesto com todos deve acabar com as assimetrias e imprimir um padrão de vida mais decente e com isso marcharia a passos largos para por fim ao comando dos políticos comprados e corruptos que vendem o patriotismo em troca da desordem e do retrocesso.

A representatividade, tal qual o EStado brasileiro ambos faliram e a consecução da customização da precificação atingirá gerações que não poderão ter, minimamente, o horizonte sem sacrifícios e perder de
empregos. O dever cívico de vigilância e fim dos superprivilégios são papéis indelegáveis e soberanos da cidadania.


Carlos Henrique Abrão (na ativa) e Laércio Laurelli são Desembargadores do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo.

Um comentário:

Anônimo disse...

OLHA QUEM ESTÁ FALANDO, MAIS PRVILÉGIOS, INCOMPETENCIA E CORRUPÇÃO DO QUE NO JUDICIARIO SÓ NAS FFAA QUE FAZ PARTE DA MESMA MAFIA, SE ALGUÉM DUVIDAR QUE O FUNDADOR DO PCC É O JUDICIARIO QUE MANDEM INVESTIGAR... NA DÉCADA DE 90 AS POLICIAS SOB AS ORDEM DO JUDICIARIO DESTRIBUIAM DROGAS FAZENDO DOS CAMBURÕES BARRAQUINHAS DE DESTRIBUIÇÃO QUANDO COMEÇARAM AS FILMADORAS CORRERAM ORGANIZAR O PCC QUE TEM A PROTEÇÃO E BENÇÃOS DO JUDICIARIO... O JUDICIARIO COMANDA TAMBÉM OS JOGOS ILEGAIS E O CONTRABANDO EM TODOS OS MUNICIPIOS DOS ESTADOS... A HONESTIDADE E A INOCENCIA DO COMENTARISTA NÃO PERMITE QUE ELE LEVANTE ESSA LEBRE, POIS QUEM É DE FORA NÃO ACREDITA NA DIMENSÃO DESSA MAFIA MALDITA...