sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Diretas, Já – no Poder Judiciário!


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Laércio Laurelli

A responsabilidade pela impunidade no País em grande parte deve-se ao Supremo Tribunal Federal; ora afasta Eduardo Cunha, ora favorece Renan Calheiros, sendo que os dois são farinha do mesmo saco, DOIS CORRUPTOS,

Adota o princípio da polaridade, antigo paradoxo que deixa a sociedade perplexa, no sentido de adotar a velha sistemática de dois pesos e duas medidas: a decisão que favorece ao Renan Calheiros envergonha a toga e faz demonstrar que os juízes são desunidos.

Protege os fora da lei, os corruptos, fragiliza a instituição e desfigura o fundamento básico de que o crime, porque é crime, exige à intervenção do Estado, face que a este é dado o direito de julgar, donde se extrai de que o mal da culpa não seja curado com um mal maior.

E para essa realidade, para este cenário que se voltam os olhos em direção aos que se situam no entrechoque  doloroso da amargura e tristeza da sociedade brasileira, que se sensibiliza com as condutas desastrosas de julgadores comprometidos com interesses contrários aos princípios republicanos organizados politicamente para servir à coisa pública e ao interesse comum.

Há que acontecer uma mudança radical inscrita na ordem social e nos direitos e garantias individuais e coletivas, construindo fundamentos com objetivo de corrigir a conduta dos que têm o dever de aperfeiçoar as instituições, ensinando-lhes a grandeza de ser brasileiro e de ser patriota.

Essa exposição de motivos é suficiente para romper os paradigmas nocivos e enfrentar os entraves da mudança radical para gáudio e honra do Poder Judiciário. Não é difícil. A metamorfose visa a observar princípios e valores para formar profissionais de direito, íntegros, responsáveis, obedientes às leis, à disciplina, a ética no trabalho, com a responsabilidade de amor à Pátria, e respeito ao próximo.

Para que isso ocorra devemos criar uma nova e necessária expectação; não é utopia: é o “fechamento” do Supremo Tribunal Federal. Obvio, de maneira simbólica promovendo a aposentadoria de seus atuais Ministros. Em seguida, no prazo de sessenta dias, promover eleições, de candidatos escolhidos entre as mais destacadas figuras, dada a prioridade dos que preencham os requisitos preestabelecidos, diante do cenário jurídico deste País.

Todos os magistrados, de todas as jurisdições terão direito ao voto para elegeram 11 ministros, legitimando o primeiro e segundo grau de jurisdição incluindo os ministros do S.T.J. e, ainda, os demais magistrados que ao se aposentarem conservaram  o titulo a as honras do cargo.

Um país que pretende se livrar da maldita hegemonia cultural comunista não pode e não deve se subjugar às ordens Stalinistas internas e externas da nação.

Resta então estabelecido que, a partir dessa inovação, todos os cargos de direção do Poder Judiciário, em todo País, serão por meio de eleições diretas. 

PENSEM NISTO!




Laercio Laurelli – Desembargador aposentado do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo ( art. 59 do RITJESP) – Professor de Direito Penal e Processo Penal – Jurista – Articulista – Idealizador, diretor e apresentador do programa de T.V. “Direito e Justiça em Foco”  - Patriota.

2 comentários:

Anônimo disse...

NO JUDICIARIO O COMUNISMO DA CLASSE PREDOMINA, A INCOMPETENCIA E A CORRUPÇÃO FAZ DELE UMA MAFIA COM CÉLULAS POR TODO PAIS E O LEMA DESSES COMUNISTAS É ROUBEM E DEIXEMM ROUBAR POIS CADEIA PARA PUNIR O COMUNISMO ENTRE ESSES BANDIDOS NÃO EXISTE E COMO PROVA BASTA O DESEMBARGADOR PUBLICAR O SEU HUMILDE CONTRA CHEQUES... HÁ E ESSA MAFIA ESPALHA ESSE TIPO DE COMUNISMO ENTRE OS POLITICOS E AS FFAA ENTÃO JÁ ESTÁ NA HORA DE DIVULGARMOS O VALOR DE TODOS ESSES SALRIOS E PREVILÉGIOS DESSES VERDADEIROS DITADORES E COMUNISTAS E SE ESSES CRIMES SÃO LEGELIZADOS PELA CONSTITUIÇÃO ESTÁ NA HORA DE TEPAR ESSA BRÉXA QUE DEIXARAM PARA CONTINUAREM NOS ROUBANDO PARA TODO SEMPRE E AMÉM... O MACACO ENROLA O RABO E SENTA EM CIMA PARA DIZER QUE O DO OUTRO É MAIOR, ENTÃO SE IMPOR UM TETO MAXIMO PARA ESSA MAFIA É SER COMUNISTA EU QUERO SER UM COMUNISTA ROXO POIS CRIME É CONTINUAR NOS ASSALTANTE DO MODO QUE SEMPRE FOMOS...ASSALTADOS PELOS COMUNISTAS DE TOGA QUE VERGONHA...

Sérgio Alves de Oliveira disse...

Nem mesmo importando o tipo de eleição que deveria ser feita dentro do próprio Poder Judiciário para escolha dos membros de todos os Tribunais,e dos seus próprios dirigentes,o importante seria retirar dos outros Dois Poderes o poder de fazê-lo,como hoje é feito pelo Executivo. Esse "arranjo" feito pelo Brasil agride completamente o princípio de freios e contrapesos entre os Poderes,decorrentes da separação dos poderes preconizada a partir de Montesquieu. Assim como o Judiciário não escolhe os membros dos Poderes Legislativo e Executivo,a recíproca deveria ser verdadeira,ou seja,jamais o Legislativo ou o Executivo poderiam ter o direito de escolher os membros dos Tribunais Estaduais,Regionais, ou Superiores,que são os que têm a última palavra jurisdicional. A dependência da Corte Máxima da Justiça aos interesses do "Poder Nomeante" ,ou seja,do Executivo,ficou manifesta e indisfarçável nos últimos anos,assemelhando-se muito ao que acontecia nos tribunais dos "Czares" da antiga Rússia,onde os seus membros só homologavam a vontade do Czar,situação essa narrada de forma exuberante por Máximo Gorki,no seu imortal romance " A Mãe".