terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Homologou... Tem que rezar?


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

A maior ameaça concreta para a Lava Jato chama-se “Foro privilegiado para políticos e autoridades”. Por causa desta aberração jurídica, que torna os poderosos de plantão “mais iguais” perante a lei que qualquer cidadão ou bandido comum, de pouco valeu a velocidade imposta pela presidente do Supremo Tribunal Federal, Cármen Lúcia, para homologar as 77 delações premiadas da Odebrecht. “Cumprindo-se a lei”, tudo permanece sem a desejável transparência, sob sigilo judicial, pelo menos até a escolha do novo relator da Lava Jato no STF.

“Eu acho que ela fez o que deveria fazer, e o fez corretamente”. Esta foi a interpretação resumida do Presidente Michel Temer sobre a decisão de Cármen Lúcia. Indagado ontem se o vazamento seletivo de delações pode prejudicar seu governo, o Presidente Temer foi socrático na resposta: “Não sei”. No entanto, o submundo da politicagem sabe direitinho quem são os envolvidos com as empreiteiras e em outros esquemas sofisticados de corrupção – como a da turma de Sergio Cabral que perde a corrida da colaboração premiada para Eike Batista. O ex-bilionário, e agora preso carequinha, fará seu primeiro depoimento ao Ministério Público Federal, a partir das 13 horas.

O grande X do problema brasileiro é que as leis em excesso e os procedimentos processuais extremamente burocráticos – que existem, justamente, para beneficiar e viabilizar o Crime Institucionalizado - inviabilizam o efetivo, eficaz e eficiente combate à corrupção sistêmica. Além disso, é preciso insistir que os políticos mequetrefes não são os chefões do crime. Eles são apenas laranjas e fantoches de gente realmente poderosa que usa o crime transnacional como instrumento de controle dos negócios no Brasil subdesenvolvido.

Apesar de tal constatação, também é fundamental lembrar que a culpa de tanta corrupção é da própria sociedade brasileira que tem dois vícios perigosos. Além de ser “estadodependente”, também espera que tudo seja resolvido por “salvadores da Pátria”. O título cabe para pretensos heróis eleitos de tempos em tempos por voto direto. Também vale quem tem uma visão meramente golpista de emprego dos militares. E serve até para exaltar “bandidos” que podem assumir ares heróicos com suas convenientes deduragens dos parceiros de crime organizado. O brasileiro precisa evoluir e romper com a visão equivocadamente “sebastianista” – de que algum santo de casa fará o milagre.

Não fará! Até porque milagre não existe. Mudanças efetivas, para pior ou melhor, acontecem em função de pré-condições históricas que são criadas por pessoas. O brasileiro deveria romper com o crime que o prejudica. No entanto, a maioria ainda flerta com o crime, ou se acomoda como se nada tivesse de responsabilidade, no mínimo, por uma postura honesta, ética, e de estrito respeito aos princípios básicos da cidadania.

A única saída efetiva para o Brasil é uma inédita Intervenção Constitucional. As pré-condições para que as mudanças ocorram começam a se desenhar. Os cidadãos precisam exercer seu pleno poder instituinte. Aí sim, têm legitimidade para invocar a colaboração das forças armadas para das surtentação ao processo de transformação. Afinal, todo poder emana do povo, mas só se torna efetivo com o respaldo do Poder Militar da Nação. A regrinha básica vale para qualquer Nação. Menos para a Nação Rubro-negra, que já tem dirigente preso, ou para a Nação Corinthiana, que tem ex-dirigente com chances de ir pelo mesmo caminho com as delações da Odebrecht...

A Cármen Lúcia homologou as delações que Teori não pode fazer porque morreu de repente. Agora, não adianta ficar apenas rezando para que as revelações se transformem em novos inquéritos e processos que produzam condenações de bandidos da vida pública. Os cidadãos, por enquanto ainda não tão organizados quanto o crime, precisam exigir soluções concretas e imediatas, apoiando a única solução possível: a Intervenção Constitucional, para redesenhar a estrutura estatal, readequar a e consolidar a legislação que terá de ser rigorosamente cumprida e normalizar a legítima atividade política há muito corrompida pela atuação criminosa.

Ditadura, nunca mais! Principalmente a cruel ditadura do crime, que rouba a nação e assassina mais de 60 mil brasileiros por ano. Precisamos de Democracia – Segurança Jurídica, através do exercício pleno da razão pública, sob império da Lei e da Ordem – as efetivas garantidoras da vida, nosso bem mais valioso.    

Perdendo a corrida


Atingidos



Vale ou não vale?


Carequinha



Colabore com o Alerta Total

Os leitores, amigos e admiradores que quiserem colaborar financeiramente com o Alerta Total poderão fazê-lo de várias formas, com qualquer quantia, e com uma periodicidade compatível com suas possibilidades.

Nos botões do lado direito deste site, temos as seguintes opções:

I) Depósito em Conta Corrente no Banco do Brasil.
Agência 4209-9, C/C: 9042-5, em favor de Jorge Serrão.

II) Depósito em Conta Poupança da Caixa Econômica Federal ou em agências lotéricas: 2995 013 00008261-7, em favor de Jorge Serrão.

OBS) Valores até R$ 9.999,00 não precisam identificar quem faz o depósito; R$ 10 mil ou mais, sim.

III) Depósito no sistema PagSeguro, da UOL, utilizando-se diferentes formas (débito automático ou cartão de crédito).

IV) Depósito no sistema PayPal, para doações feitas no Brasil ou no exterior.

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!


O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 31 de Janeiro de 2017.

2 comentários:

Anônimo disse...

Caramba! Assim como as promessas de grandes lucros nas empresas dele, a cabeleira do empresário era de mentirinha? Ele já deve ter vendido todas as ações, já que vão despencar com as delações dele. Gente como ele, nunca perde. Sempre tem algo bem escondido.

JReis Reis disse...

Quando o Aecio vai entrar para o xilindro levar o pó pros manos?