sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Ives Grandra Filho pode ir do TST para o STF


2ª Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Por que a presidente do Supremo Tribunal Federal, Cármen Lúcia, não pega para ela a relatoria da Lava Jato, e homologa a delação premiada dos 77 executivos da Odebrecht o mais depressa possível? Eis a campanha que está sendo espalhada nas redes sociais pelo movimento Avança Brasil. A pressão começa a viralizar. Custa nada tentar... Cármen Lúcia terá de tomar rapidamente a decisão de fazer ou não a redistribuição automática dos processos de Teori para um dos 10 ministros da Corte.

A Constituição deixa claro que quem indica ministro para o STF é o Presidente da República. O Regimento Interno do Supremo. No artigo 38, está escrito que o relator é substituído: “IV – em caso de aposentadoria, renúncia ou morte: a) pelo Ministro nomeado para a sua vaga”. Se isso prevalecer, Temer será o padrinho do futuro da Lava Jato. Presentão para o PMDB – cheio de envolvidos em denúncias de corrupção...

Quem está cotadíssimo para assumir a caga de Teori é o atual presidente do Tribunal Superior do Trabalho, Ives Gandra Martins Filho. O pai dele é o jurista Ives Gandra – amigo pessoal de Temer. Aos 57 anos, Ives Gandra Filho é formado, Mestre e Doutor em Direito pelo Largo de São Francisco. O perfil dele é considerado “conservador”.

Uma releitura do noticiário justificaria uma decisão inovadora de Cármen Lúcia chamando para si a relatoria da Lava Jato:

Outubro de 2016
Delação da Odebrecht vaza e atinge cúpulas do PMDB e PSDB, Delação da Odebrecht: Temer e Alckmin . http://brasil.elpais.com/brasil/2016/12/09/politica/1481294723_838386.html

Dezembro de 2016
Relator da Lava Jato, ministro do STF Teori Zavascki, deve homologar delação da Odebrecht só em março (http://politica.estadao.com.br/blogs/coluna-do-estadao/teori-pode-homologar-delacao-da-odebrecht-so-em-marco/)

Janeiro de 2017
Equipe de Teori no STF não tirou férias para analisar delação da Odebrecht http://oglobo.globo.com/brasil/equipe-de-teori-no-stf-nao-tirou-ferias-para-analisar-delacao-da-odebrecht-20768341

18 de Janeiro de 2017
Teori interrompe férias para analisar delação da Odebrecht http://oglobo.globo.com/brasil/teori-interrompe-ferias-para-analisar-delacao-da-odebrecht-20793664

Delator da Odebrecht cita Temer, Renan, Maia e mais de 20 políticos http://www1.folha.uol.com.br/poder/2016/12/1840131-odebrecht-levou-dinheiro-a-escritorio-de-amigo-de-temer-diz-delator.shtml

Odebrecht diz que repassou R$ 10 mi a pedido de Temer http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,odebrecht-diz-que-repassou-r-10-mi-a-pedido-de-temer,10000067461

O negócio agora é esperar para ver o que acontece – rotina macabra no Brasil da impunidade...

Leia os artigos: Adivinha quem vem para atrasar a Lava Jato?


Campo de Marte x Campo de Morte


Colabore com o Alerta Total

Os leitores, amigos e admiradores que quiserem colaborar financeiramente com o Alerta Total poderão fazê-lo de várias formas, com qualquer quantia, e com uma periodicidade compatível com suas possibilidades.

Nos botões do lado direito deste site, temos as seguintes opções:

I) Depósito em Conta Corrente no Banco do Brasil.
Agência 4209-9, C/C: 9042-5, em favor de Jorge Serrão.

II) Depósito em Conta Poupança da Caixa Econômica Federal ou em agências lotéricas: 2995 013 00008261-7, em favor de Jorge Serrão.

OBS) Valores até R$ 9.999,00 não precisam identificar quem faz o depósito; R$ 10 mil ou mais, sim.

III) Depósito no sistema PagSeguro, da UOL, utilizando-se diferentes formas (débito automático ou cartão de crédito).

IV) Depósito no sistema PayPal, para doações feitas no Brasil ou no exterior.

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 20 de Janeiro de 2017.

5 comentários:

Coronel Humberto Pinto disse...

Ilustre Jornalista
Jorge Serrão

Sobre a crise nos presídios postei: http://balaolivre.blogspot.com.br/2017/01/depois-de-retirarem-nossos-baloes.html

Coronel Humberto Pinto disse...

Ilustre Jornalista
Jorge Serrão

Sobre a crise nos presídios postei: http://balaolivre.blogspot.com.br/2017/01/depois-de-retirarem-nossos-baloes.html

Anônimo disse...

Membros frustrados da ORCRIM, pois os grandas não tiveram a oportunidade participar do saque promovido pelo Lula. Agora terão uma chance.

Anônimo disse...

BLOG DO ORLANDO TAMBOSI

Anti-ideológico, combatendo o lulopetismo
sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

A prioridade é defender a Lava-Jato

Em editorial, o jornal O Globo faz um importante alerta: é importante que o novo relator da Lava-Jato não seja escolhido por sorteio. É necessário que o sucessor siga a linha de trabalho do ministro falecido. Afinal, "não se pode jogar na roleta da sorte ou do azar assunto tão importante, com sérias implicações para o país":

Somadas, todas as manobras e mesmo medidas legais contra a Lava-Jato não resultam no impacto e no risco potencial para a operação decorrentes da morte do ministro do Supremo Teori Zavascki, em acidente aéreo ontem em Paraty.

Relator da Lava-Jato na Corte, destinatário de todas as acusações envolvendo pessoas com foro especial, Teori, para agravar o quadro, morre no momento em que entrava na fase final de análise dos cerca de 800 depoimentos prestados por 77 executivos da Odebrecht, inclusive Marcelo Odebrecht, preso em Curitiba, no maior e mais importante acordo de delação premiada feito na operação.

Por ser a maior empreiteira envolvida no esquema de corrupção, com ramificações no exterior, esses testemunhos são vitais para esclarecer o esquema e sua vinculação com petistas e peemedebistas, principalmente, e também com possíveis estilhaços sobre o oposicionista PSDB, o PP e outros partidos. O caso interessa inclusive a países latino-americanos em que a Odebrecht recebeu ajuda de Lula para ganhar concorrências, também lubrificadas por propinas.

Acusações de corrupção contra Lula devem ganhar forma com essas delações. O mesmo ocorre na questão do financiamento ilegal das campanhas políticas de Dilma Rousseff. É por tudo isso — e mais o que se perde sem a capacidade do ministro de tomar decisões sempre sustentadas em cortantes argumentos técnicos, num processo de profundas implicações político-eleitorais como este — que a Lava-Jato se torna a grande perdedora com a morte de Teori Zavascki.

É prioritário, portanto, na substituição de Teori na relatoria do caso, que a mesma linha de trabalho do ministro seja preservada. Por isso, de imediato, precisa ser afastada pela presidente da Corte, ministra Cármen Lúcia, e seus pares a possibilidade de o novo relator ser escolhido por sorteio. Não se pode jogar na roleta da sorte ou do azar assunto tão importante, com sérias implicações para o país.

Anônimo disse...

Ponto & Vírgula

Política brasileira e outros
20 de janeiro de 2017

Tem muita 'coincidência' na morte do relator da Operação Lava-Jato no STF

Caiu ontem um avião em Paraty, e entre os passageiros estava o ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF). Pouco tempo depois vem a informação oficial de que ele morrera no acidente, fato também confirmado por um de seus filhos. Foram cinco as vítimas fatais. Ninguém escapou. Não sei o porquê, mas me lembrei do assassinato de Celso Daniel, então prefeito de Santo André, do PT, em 18 de janeiro de 2002. e de mais sete pessoas envolvidas diretamente nas acusações que Celso fazia sobre falcatruas praticadas por petistas e que deixavam Lula em maus lençóis. Há também suspeitas sobre as mortes em acidentes do então prefeito de Campinas, Toninho do PT, e do candidato à Presidência da República Eduardo Campos, que era o principal adversário da ex-presidente Dilma Rousseff na campanha eleitoral de 2014.

Pode ser apenas uma coincidência, mas o ministro Zavascki era o relator no STF dos processos da Operação Lava-Jato que dizem respeito aos que têm o famigerado foro privilegiado e estava em vias de homologar as delações de diretores e ex-diretores de empresas que fizeram ampla distribuição de propinas. As delações eram uma autêntica metralhadora giratória atingindo políticos de várias legendas partidárias, como PT, PMDB, PP, PSDB e outras da base parlamentar do presidente Michel Temer no Congresso Nacional. Entre os nomes implicados nas delações destacam-se o do presidente da República, do ainda presidente do Senado Federal, Renan Calheiros PMDB-AL), e o do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Diante de tantas coincidências, não há como deixar de lado todas as suspeitas e até o que muita gente chama de teoria da conspiração. Quem sabe, não é?

Postado por Airton Leitão