terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Manual Prático para a Reconstrução Nacional


“País Canalha é o que não paga precatórios”.

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira

Nosso povo é generoso, trabalhador e ordeiro, mas é chucro.

Não sabe a diferença entre importante e urgente.

Assim, devemos explicitar algumas medidas de curto, médio e longo prazo.

A primeira providência, importante e urgente, é restabelecer a autoridade pública.

Não é possível mais, tolerar bandidos arruaceiros fazendo piquetes e quebra-quebras impunemente.

Em seguida, o governo deve recadastrar TODOS os seus servidores, nos três níveis: federal, estadual e municipal. Hoje vivemos na Casa da Mãe Joana.

Fazer uma reforma política de verdade. Voto distrital, fim da obrigatoriedade de partido para uma candidatura e, condição “sine qua non”, tornar inelegíveis para sempre, todos os que já ocuparam cargos eletivos.

Reduzir todos os impostos a três: o Imposto Justo, o de Importação e o de Exportação. Fim da burocracia e da intimidação do cidadão. Execrar a imagem do leão.

Pagar integralmente a dívida pública interna, liberar totalmente o câmbio e estabelecer uma rigorosa fiscalização alfandegária sobre preços e volumes de mercadorias.

Substituir todo o meio circulante por novas cédulas de alto padrão técnico e reintroduzir as figuras dos vultos nacionais.

Fim dos monopólios e dos oligopólios tolerados.

Promover o realinhamento dos preços relativos de bens, serviços e salários públicos.

Enfim, o mais importante de tudo, mas cujos resultados serão sentidos apenas a médio e longo prazo, realizar uma reforma do ensino, priorizando a escola básica.

Com um povo habilitado a pensar, temos a chance de que saiba agir para construir e manter um regime democrático, com estrito respeito à lei e à ordem, valorizando a vida.


Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

5 comentários:

Loumari disse...

Escreveu Paiva no seu artigo intitulado: Brasil, o fiel da balança do progresso mundial

Brasil a Pátria do Evangelho;

A Pátria do Evangelho Brasil?

Por amor do céu em que planeta você está a viver? Brasil é o País com maior taxa de HOMICÍDIO DO MUNDO. Uma pessoa é assassinada a cada 9 minutos. E você ousa tratar Brasil de Pátria do Evangelho?
E parem com esta atitude mui arrogante que é típico do brasileiro de que o Brasil é imprescindível para o mundo. Não é certo. Percepção totalmente ridícula; Com ou sem Brasil o mundo continua a existir. Se o vosso Brasil é o celeiro do mundo, nisto que nos expliquem por quê o povo brasileiro vive na PENÚRIA DE COMIDA? As pessoas devem roubar para comer.
Não seria mais inteligente começar por sustentar e nutrir o seu próprio povo antes de se prognosticar e ambicionar sustentar e nutrir o povo alheio?
A vossa atitude mui arrogante vos cegou e continua mantendo-vos na cegueira o que faz que estão na impossibilidade de ver e constatar que o Brasil já se tornou o que se pode chamar de verdadeiro ESCÁRNIO aos olhos do mundo inteiro.
Brasil é única nação que não faz par com nenhuma outra nação no Globo. Se fez membro da B.R.I.C.S. (Brésil, Russie, Inde, Chine, Afrique du Sud), mas é desprezado pela China, tanto pela Rússia e é ignorado pela India. Da maneira que Putin trata o Temer é como o trato reservado aos PESTILENTOS.
O brasileiro é o bruto dos brutos, mas ele se julga deus. As suas amizades com as outras nações são de curta duração porque o Brasil remunera a tal relação. E agora que o seu dinheiro sujo e amaldiçoado esgotou, todos aqueles que banqueteavam com ele já nem lhe passam bola.
Brasil a grande rameira que dá pago aos seus amantes para ser metida por todos os orifícios.


Porque todas as nações beberam do vinho da ira da sua prostituição, e os reis da terra se prostituíram com ela; e os mercadores da terra se enriqueceram com a abundância das suas delícias.
(APOCALIPSE 18:3)


Caiu, caiu a grande Babilónia, e se tornou morada de demónios, e coito de todo o espírito imundo, e coito de toda a ave imunda e aborrecível.
(APOCALIPSE 18:2)


E JESUS disse-lhes: Adverti, e acautelai-vos do fermento dos fariseus e saduceus.
(MATEUS 16:6)

Loumari disse...

Miniconto em ‘brasilês’: O ARGENTINO, O BRASILEIRO E O PORTUGUÊS!

Era uma vez, um argentino, um brasileiro e um português que sobrevivem a um naufrágio. Chegam a uma ilha guarani perdida no rio Paraguai. Lá o velho Pajé vai avisando: - 'Pra vivê nesta aldeia, ucês tem de prová braveza de óme-macho. Pra isso vai tê qui escolhê uma fruta, das três acá, de que ucês mais gosta. Guárda pra hora de comê e fica no aguardo.' O Pajé deu para escolher uma manga, um abacaxi, e um fruto de caju (pêro). (Mas não explicou totalmente a prova). - O argentino correndo pega logo no abacaxi por ser grande e saciar melhor a fome. - O brasileiro também correndo atrás pega na manga, maior do que o caju. - Ao português, ‘úrtimo,’ só lhe restou o caju (sem a castanha). Não precisou correr. Devagar chegou à fruta. Chega a hora da fome e eles terão de comer as frutas diante de toda a aldeia. Mas…tem uma condição da qual não sabiam antes: - 'Terão de comer as fruta escolhida com casca, e direto. Quem engasgá, tossí ou gritá – MORRE:' - Diz o Pajé... ‘o mais bravo fica vivo para dá bons filhote com nossas cunhã (ameríndias) e aumentar a população guarani.' - O argentino gritou... ao lhe meterem o abacaxi na boca com pico e tudo. Tentou suportar mas não aguentou. - O brasileiro…de tanto rir da aflição do rival ar- gentino não precisou comer a manga com casca. Desviou a atenção e se esqueceram dele. - O português comeu o caju e tossiu do suco ácido demais, e dissimulou – como sempre nega tudo, quando não aguenta situações incómodas. No final quem vocês julgam que se deu bem? - O argentino porque mostrou bravura, mesmo gritando… - O brasileiro arteiro, porque evitou comer a manga com casca… (sempre dando show de bola). - Ou o português que dissimulou a tosse, e comeu a fruta do caju como se não fosse ele? Respostas: - O brasileiro se ferrou…de tanto rir da aflição do vizinho argentino. O brasileiro nem teve tempo de dizer amém ou de comer mais a manga com casca. Por isso foi dado a escolher: - ir pró inferno ou ir para Cuiabá dos bororo, em Mato Grosso e no verão, de terno completo, camisa gola fechada, e gravata. Temperatura por lá chega aos 43 graus, sem contar com o mosquito habitual. Mas o brasileiro, como bom paulista acostumado ao trânsito infernal na cidade de São Paulo, preferiu ir pró inferno mesmo, pois lá está quente mas anda-se peladão sem roupa, e é farra todo dia com as gostosas excomungadas da terra, pra levantar o astral e o resto. Por outro lado, - o português e o argentino tiveram um empate técnico. O português vinha de Santa Catarina terra cheia de descendente de açoriano. Ficou com a "barriga verde" de tanto suco de caju fermentado bebido. Esse português pela dissimulação ficou na aldeia a fazer filhotes com a mulherada. Se falhasse nas tarefas sexuais seria castrado. - O argentino teve a boca machucada por causa do abacaxi não descascado – foi perdoado. Regressando a seu país (Argentina) fundou o Boca Juniors, clube de futebol. Moral da estória: nem sempre o brasileiro leva vantagem em tudo e sai ganhando…mas sempre dá um jeito e se vira mesmo na marra. É bom contorcionista!

Miniconto original de Mphumo Johnny Kraveiri- nya© escriba de acá, aos 07.04.2014 do ano de nossa sen- hora dos aflitos. MJK.

Loumari disse...

E aos VIOLADORES DO CONCERTO, ele com lisonjas perverterá, mas o povo que conhece ao seu Deus se esforçará e fará proezas.
E os entendidos entre o povo ensinarão a muitos; todavia cairão pela espada, e pelo fogo, e pelo cativeiro, e pelo roubo, por muitos dias.
E, caindo eles, serão ajudados com pequenos socorros; mas muitos se ajuntarão a eles com lisonjas.
E alguns dos entendidos cairão, para serem provados, e purificados, e embranquecidos, até ao fim do tempo, porque será ainda no tempo determinado.
(DANIEL 11:32)


Muitos serão purificados, e embranquecidos, e provados; mas os ímpios procederão impiamente, e nenhum ímpio entenderá, mas os sábios entenderão.
(DANIEL 12:10)


Os entendidos, pois, resplandecerão, como o resplandor do firmamento; e os que a muitos ensinam a justiça refulgirão como as estrelas, sempre e eternamente.
(DANIEL 12:3)


Portanto, ide, ensinai todas as nações, baptizando-as em NOME DO PAI, E DO FILHO E DO ESPÍRITO SANTO;
Ensinando-as a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco, todos os dias, até à consumação dos séculos. Ámen.
(MATEUS 28:19)


E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda a criatura.
Quem crer e for baptizado será salvo; mas quem não crer será condenado.
(MARCOS 16:15)


Eis que todas as almas são minhas; como a alma do pai, também a alma do filho é minha: a alma que pecar, essa morrerá.
(EZEQUIEL 18:4)


Pois que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se perder a sua alma?
(MATEUS 16:26)


E separarei de entre vós os rebeldes, e os que prevaricaram contra MIM; da terra das suas peregrinações os tirarei, mas à terra de Israel não voltarão; e sabereis que EU SOU O SENHOR.
(EZEQUIEL 20:38)


Mas esta terra será posta em desolação, por causa dos seus moradores, por causa do fruto das suas obras.
(MIQUEAS 7:13)

Sergio Soares disse...

100% de acordo.Sem retirar uma vírgula.

Anônimo disse...

Senhor Carlos Maurício.
Excelente cartilha para governantes sérios.
O difícil será conseguir governantes que a queiram levar adiante. A não ser que lhes seja paga uma comissão de 10%.