sexta-feira, 10 de março de 2017

A Volta do João Minhoca


“País Canalha é o que não paga precatórios”.

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira

Depois de suas últimas declaracães, o efegagácê foi promovido a efecagácê.

Malandrinho com prazo de validade vencido, pensa que nós continuamos ingênuos e crédulos.

Sem dúvida o maior traidor da pátria está assustado.

Sabe que será um “Inês de Castro”. Caso morra antes do início da limpeza, exumar-se-lhe-á para dar exemplo aos vendilhões do templo.

Ao entrar no globalista templo, na pérfida Albion, poderão os incautos, no futuro, ler a inscrição: “Se fores de Pindorama vade retro; há quem tomou, no passado, dores no reto”.

Escondido embaixo do palquinho, manipula os bonecos já manjados.

Na mão esquerda, o sapo barbudo; na direita, o bichano que fez escola.

Seu engodo não mais cola. Nele não cai nem bocó de mola.

Virabosta travestido de chupim, hoje caga no canteiro de seu sócio banqueiro.

Em lugares onde nunca esteve, medra o enigma da grana, desviada por muitos já em cana.

As crianças cresceram e o velho truque não funciona mais.


Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

Nenhum comentário: