quarta-feira, 12 de abril de 2017

Classe política começa a gravar vídeos histéricos para se defender da lista de Fachin


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Milton Pires

Excelentíssimos Srs.Deputados
Onyx Lorenzoni e Maria do Rosário
(dentre outros Deputados, Senadores,
Governadores e Ministros)

Tenho assistido nauseado seus vídeos histéricos na internet onde alegam que sua honra está sendo manchada, que estão sendo acusados sem provas e que estão"enxovalhando" vossa vida pública. Sobre isso digo o seguinte: 

Quem teve a vida profissional, a carreira e a honra destruída aqui em Porto Alegre fui EU ao ser acusado, dentro um Grupo Hospitalar controlado por marginais e vagabundos do PT e do PC do B de ter agredido uma médica que, em conluio com uma Direção Criminosa que queria me exonerar, me acusou de agressão. 

Mesmo sendo uma acusação falsa, perdi meu emprego, fiquei conhecido comoagressor de mulheres e me defendi sem direito a nenhum "foro especial" perante uma Justiça do Trabalho infestada de juízes marxistas. Perdi meu emprego e tive dificuldade para sustentar minha família. O mesmo aconteceu com milhares de brasileiros cuja vida, profissão e negócios foram destruídos pelo Regime Criminoso que tomou conta do Brasil em 2003 - isso se deu em virtude de assédio moral e perseguição política ou, com muito mais frequência, pelo fato da Economia de todo Brasil ter sido destruída no maior esquema de corrupção da História. 

Deixem vossas excelências de se comportarem como CANALHAS e HISTÉRICOS. Se são inocentes, renunciem ao cargo e venham se defender como qualquer brasileiro na Justiça Comum. Se são culpados, calem a boca e parem de mentir na Internet. 

Cordiais Saudações,

Milton Simon Pires é Médico. Editor do Ataque Aberto.


Nota do Autor: Depois de escrito, revisado e publicado ficou claro a este Editor que erros existem neste pequeno texto porque usei os pronomes possessivos sua e vossa de uma maneira que não deixou a redação final se caracterizar nem como pessoal nem como oficial. Azar: este tipo de gente não merece um português melhor.

Um comentário:

JomaBastos disse...

Ótimo artigo!