quinta-feira, 20 de abril de 2017

Lava jacta est: Quem não delatar será deletado


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Delação é traição? No mundo do crime institucionalizado brasileiro, a deduragem agora é tábua de salvação. A transação penal, no entanto, começa a chegar a um limite na Lava Jato. Quem fica fazendo docinho para não concluir um acordo de colaboração corre o risco de perder o bonde da História. O que o delator tem a revelar pode perder a característica essencial de novidade comprovada, porque já foi revelada por outros colaboradores antecedentes.

A regra vale para pessoas físicas ou jurídicas que ainda tentam esconder algo que o “Oráculo” da Força Tarefa da Lava Jato já não saiba ou tenha provas. Alguns dedurados, investigados ou réus com alto potencial de condenação começam a entrar em pânico. Embora seus caríssimos defensores insistam, naquelas notinhas lidas no rodapé de reportagens, que seus clientes são inocentes, vítimas de perseguição, e que jamais praticaram qualquer ato de corrupção com dinheiro público, as delações premiadas (até agora divulgadas a conta gotas) comprovam o contrário.

Quem ainda tem alvo valioso da delatar, com provas documentais, deve correr, antes que suas condenações a uma longa temporada na cadeia se tornem irreversíveis. Este é o drama específico de dois personagens: Antônio Palocci Filho e Eduardo Cunha. Palocci quer abrir o bico, porque é uma figura que sabe demais, escondendo informações valiosas que não foram passadas pelos fiéis petralhas José Dirceu, André Vargas, e os famosos tesoureiros da legenda “Perda Total”. Já Cunha segue vacilando, mas a quase certa condenação e prisão de sua esposa Claudia Cruz ou da filha Deniele pode fazê-lo mudar de idéia.

A regra é clara: Quem não delatar terminará “deletado” (no sentido informatizado do apagamento ou no sentido prático da vida que, um dia, acaba inevitavelmente em morte). Apenas o decadente mito Luiz Inácio Lula da Silva continuará posando de vítima, pois já tem certeza de que é cabra marcado para condenação.

O terror da Lava Jato está apenas começando para os corruptos. Na hora em que a bomba estourar para o lado do sistema financeiro, aí a guerra de todos contra todos assumirá sua dimensão apocalíptica. Por enquanto, o Capimunismo rentista tupiniquim e sua corrupção sistêmica estão ruindo em velocidade crescente.

Na hora em que o povão perder a paciência com a gentalha corrupta, e partir para a porrada, aí sim a bandidagem vai entender, da pior maneira possível, qual o real custo de roubar o setor público e inviabilizar o desenvolvimento do Brasil. A hora do acerto de contas final se aproxima...

Enfim, como diria o Profeta Mantiqueira, “Lava jacta est”...  

Forçando a delação


Releia os textos:

Se Palocci delatar, pode virar um Celso Daniel?


Exército homenageia Moro e detona os corruptos


Abertura dos portos aos amigos



Coluna tucana


O lendário Negão da Chatuba pergunta:
"Será que o peso da consciência também faz mal à quinta coluna?"

Colabore com o Alerta Total

Os leitores, amigos e admiradores que quiserem colaborar financeiramente com o Alerta Total poderão fazê-lo de várias formas, com qualquer quantia, e com uma periodicidade compatível com suas possibilidades.

Nos botões do lado direito deste site, temos as seguintes opções:

I) Depósito em Conta Corrente no Banco do Brasil.
Agência 4209-9, C/C: 9042-5, em favor de Jorge Serrão.

II) Depósito em Conta Poupança da Caixa Econômica Federal ou em agências lotéricas: 2995 013 00008261-7, em favor de Jorge Serrão.

OBS) Valores até R$ 9.999,00 não precisam identificar quem faz o depósito; R$ 10 mil ou mais, sim.

III) Depósito no sistema PagSeguro, da UOL, utilizando-se diferentes formas (débito automático ou cartão de crédito).

IV) Depósito no sistema PayPal, para doações feitas no Brasil ou no exterior.

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 20 de Abril de 2017.

11 comentários:

Anônimo disse...

Vai pro SUS Serra


Chico Trevas

Serrão siga na proa

Anônimo disse...

http://reaconaria.org/colunas/osmarjr/mateus-ministro-das-relacoes-exteriores-ofende-todos-os-brasileiros/
Mateus, ministro das Relações Exteriores, ofende todos os brasileiros
Publicado em 19 de abril de 2017 por Osmar em OsmarJr
http://reaconaria.org/colunas/osmarjr/mateus-ministro-das-relacoes-exteriores-ofende-todos-os-brasileiros/
Hoje ocupante do cargo de Ministro das Relações Exteriores, o ex-motorista do psicopata terrorista Carlos Marighella utilizou seu perfil no Facebook para ofender, de maneira velada, todos os brasileiros que possuem opinião contrária a sua lei de imigração. Mateus usou duas pessoas como bodes expiatórios: a jornalista Joyce Hasselmann e o empresário Luiz Phllipe de Orleand e Bragança.
Mateus Guarani-Kaiowá disse:
“Aos que criticam a lei, primeiro peço que leiam com mais cuidado o texto. Refiro-me por exemplo a uma blogueira de nome Joice Hasselmann ou a Luiz Philippe de Orleans e Bragança, cujos sobrenomes denotam a ascendência estrangeira.
Peço que saiam de seus castelos e visitem, por exemplo, os porões clandestinos em que milhares de imigrantes ilegais servem de mão de obra escrava, confeccionando roupas de grife que provavelmente eles próprios vestem.“
Joice possui sobrenome alemão, o que pela história das imigrações brasileiras indica que sua família não veio durante a colonização e nem estava aqui antes dela. Assim, sua opinião seria de menor valor e carregada de preconceitos e desconhecimento. Ao que parece, diferente do ministro Mateus Tupinambá. CONTINUA...

Anônimo disse...

http://reaconaria.org/colunas/osmarjr/mateus-ministro-das-relacoes-exteriores-ofende-todos-os-brasileiros/continua II

O outro atacado, Luiz Philipe, possui sobrenome português. Ele é empresário, mas seu sobrenome vai além da origem lusitana pura e simples, já que é o sobrenome da família real deposta pelo golpe militar de 1889. Luiz é sobrinho do atual Chefe da Casa Imperial brasileira, Dom Luís Gastão. Apesar de tudo isso, Luiz ainda não é qualificado para criticar a nova lei, segundo Mateus Ianomâme.
Além da safadeza evidente na postagem do Ministro das Relações Exteriores, a burrice é o que mais faz mal a esse debate. Mateus se utiliza da ideia de “imigração” como algo igual em todas as épocas e os “imigrantes” como um grupo único em todas as épocas. Diferente da ideia atual de imigração, as famílias alemãs, italiana, japonesas, etc, não tiveram as benesses do Estado brasileiro, muito pelo contrário, vieram com destino definido e função exclusiva de trabalharem em novos postos de trabalhos urbanos e rurais, estes no interior em desbravamento.CONTINUA....

Anônimo disse...

http://reaconaria.org/colunas/osmarjr/mateus-ministro-das-relacoes-exteriores-ofende-todos-os-brasileiros/ continua III
Além disso, uma das maiores desgraças da história a brasileira, a escravidão, não foi um projeto migratório livre, mas trouxe novas populações ao país. À força, negros foram retirados de suas terras no continente africano e trazidos para o Brasil. Será que, para Mateus, esses negros (sobrenomes Silva, Santo, Souza…) podem ter opinião sobre essa nova lei?
Se nenhum descendente de imigrante europeu pode ter opinião; nenhum descendente de imigrante asiático, muito menos do oriente médio, como os libaneses; se nem quem tem sobrenome português (negros inclusos) pode criticar a lei, nem mesmo o descendente da família que colonizou estas terras; quem pode?
Talvez os índios? Que nada, até eles sofreriam a ira do Ministro, que provavelmente se utilizaria de algum termo bonito como “diversidade” ou falaria que no projeto há a garantia de livre trânsito dos “povos tradicionais”.
A resposta, ao final, é fácil: apenas a pessoa de nome Aloysio Nunes Ferreira, vulgo Mateus, esse sim, uma figura 100% livre de preconceitos e que está acima de TODOS os brasileiros “de sobrenome estrangeiro”, pode opinar, e a opinião dele é clara:
ABRAM AS FRONTEIRAS E CALEM AS VOSSAS BOCAS.
PS – ESSE IMBECIL FANTASIADO DE MINISTRO DAS RELAÇOES EXTERIORES ABRIU AS FRONTEIRAS PARA TRAZER AS FARC PARA O PAIS. DISSO ELE ENTENDE E MUITO. O NOSSO PAIS SE TORNOU UM PUTEIRO GRAÇAS AS VAGABUNDOS VERMELHOS DETONADORES DE PAISES ADVINDOS DO MERDA SUL E ELE E UM DELES QUE GRAÇAS A INIMPUTABILIDADE CONTINUA FACILITANDO A IDA E VINDA DE TODOS OS DINHEIROS BRASILEIROS PARA ONDE ELE QUER E COMO QUER.
CONTINUA....

Anônimo disse...

http://reaconaria.org/colunas/osmarjr/mateus-ministro-das-relacoes-exteriores-ofende-todos-os-brasileiros/ CONTINUA IV E TERMINA

O ANTECESSOR ERA A MESMA LESMA LERDA. O VAGABUNDO DO SERROTE. O SERROTE E O PAI DO GENERICO. O GENERICO E AQUELE QUE UM INDIVIDO DE UNCLE SAM QUEBRA AS PESTANAS PARA FABRICAR AS FORMULAS E O MALANDRO SERROTE ROUBA A FORMULA E FABRICA QUALQUER MERDA DIZENDO QUE E GENERICO. SERROTE TAMBEM FICAVA COMO MINISTRO DAS RELAÇOES EXTERIORES ABRINDO FRONTEIRAS E DANDO PASSAPORTE PARA A CAFONALIA VERMELHA IREM OBRAR EM OUTROS PAISES PRINCIPALMENTE USA PARA ROUBAR. ESTA E NOSSA REALIDADE. NOS SOMOS O MAXIMO EM QUE? AGORA O SERROTE VOLTOU PARA DEFECAR NO CONGRESSO. DISSE QUE ESTAVA COM PROBLEMA DE SAUDE. ESSES VIGARISTAS VERMELHOS ESTAO GASTANDO TODAS AS BALAS DE SEUS CANHOES DE MERDA PARA CALAR O GIGANTE.
NOSSO PAIS E UMA FARSA FARSA MUNDIAL E A DEPENDER DESSA CORJA VERMELHA NOSSA CREATIVIDADE VAI CONTINUAR NA BASE DO TOMA LA DA CA. NADA DE NADEGAS PARA TIRAR O PAIS DA MERDA. ESSES ESCROTOS TODOS TEM QUE SER DEPORTADOS PARA OS PAISES EM QUE VIVERAM QUANDO AS NOSSAS EXCELENTES FFAA VALIAM ALGUMA COISA. HOJE ESTAO DEITADAS EM CIMA DO SACO VENDO A NAÇAO SER EXPOLIADAS NA MAO GRANDE E NAO FAZENDO NADA. COM QUEM PODEMOS CONTAR AFIANAL SOMENTE COM UNCLE SAM QUE ESTA SENDO ROUBADO PELA RAÇA VERMELHA BRASILEIRA E DE CUBA QUE ESTA FREQUENTANDO O TERRITORIO DELES SOMENTE PARA ROUBAR O QUE ELES CRIAM. NADA SE CRIA E TUDO SE COPIA MENOS A CONSTITUIÇAO DELES E O SUPREMO DELES. ESTA CONSTITUIÇAO E ESTES SUPREMOS ESTAO BEM DE ACORDO COM A MALANDRAGEM VERMELHA E A DEPENDER DELES NAO SAIREMOS DO BREJO.TEMOS QUE ACABAR COM TODOS OS PARTIDOS MEIA BOCA, SOMENTE TRES DIREITA, ESQUERDA E CENTRO E CADA UM QUE BRIGUE PARA SE FILIAR A ALGUM DELES O RESTO E FIRULA DE MALDITOS BANDIDOS VERMELHOS QUE QUEREM BOA VIDA E NAO QUEREM FAZER NADA NEM SAIR PARA ARRANJAR VOTO. ELES PENSAM QUE SAO ELITE MAIS SAO LIXO DOS LIXOS. A PIOR ESCORIA SE INSTALOU NO PODER.

Anônimo disse...

rvchudo
quinta-feira, 20 de abril de 2017
Com a palavra o STF
Uma pergunta ao poder maior da Justiça brasileira: se no processo da Lava Jato, em inquéritos que estão sendo apurados sobre roubo de quadrilhas de corruptos e corruptores que destruíram o Brasil, delatores delinquentes delataram que medidas provisórias foram compradas, como este fruto do roubo pode ter validade?
Investigações apontam que deputados serviam às empreiteiras, e não ao povo. Se todas essas medidas provisórias foram aprovadas com voto de corrompidos, não é próprio da lei que tudo seja anulado e que o produto do lucro obtido com estas MP seja retornado ao estado?

Policiais Civis e Polícia Rodoviária Federal invadem a Câmara dos Deputados.
Vale lembrar que na Argentina, durante o governo de Fernando de la Rúa, chegou a haver uma invasão à Câmara quando foi constatado que vários decretos tiveram seus votos comprados.
JB - Opinião
Postado por Ricardo Oscar vilete Chudo às 02:41

Anônimo disse...

quarta-feira, 19 de abril de 2017
BRASIL ACIMA DE TUDO! OU NÃO?
http://rvchudo.blogspot.com.br/
O discurso do governo trata como absolutamente prioritária e essencial a reforma previdenciária para o Brasil entrar em rota de recuperação da economia. Diz, ainda, que a Previdência Social será inviável, dentro de poucos anos, se a reforma não for implantada nos moldes propostos que, por seu lado, exigem pesados sacrifícios para os aposentados.
Partindo da premissa de serem verdadeiras essas assertivas, ainda não convincentemente desmentidas, todas as categorias profissionais, sem exceção, teriam de sair do vermelho para sanar o problema. Isso em hipótese alguma significa ter de igualar todas as categorias profissionais, pois igualdade não é sinônimo de justiça. Se for assim, sugiro que as carreiras civis sejam igualadas à militar, perdendo grande parte dos seus direitos e assumindo os deveres da carreira das armas. Seria o mais vantajoso para a nação, mas provavelmente inviável, portanto, sejam levadas em conta as especificidades de cada carreira.
Sem ser especialista no assunto, acredito que a péssima gestão previdenciária – populista, eleitoreira, irresponsável, permissiva e patrimonialista – esteja no cerne do problema. A correção de tantos desvios e tamanha incompetência amenizaria, talvez em médio prazo, a alegada condição pré-falimentar em que se encontra a Previdência Social.
O pagamento das aposentadorias de todos nós, tenham o nome que tiverem, sai do mesmo cofre – o Tesouro Nacional. Ele precisa ter recursos para bancar esses pagamentos e, também, cobrir as necessidades de custeio de todas as demais áreas sob responsabilidade do Estado, bem como dispor de excedentes para investir onde seja vital à nação e a iniciativa privada não tenha condições ou atrativos para atuar. Se o rombo na Previdência impacta o Tesouro, a ponto de impedir que o Estado cumpra suas atribuições, algo precisa ser feito e será, reitere-se, com impacto em todas as categorias profissionais, inclusive do serviço público.
CONTINUA...

Anônimo disse...

http://rvchudo.blogspot.com.br/CONTINUA II
Ficam, então, as perguntas. Quem vem em primeira prioridade? O Brasil ou os interesses setoriais? Que carreiras ou segmentos dos Poderes da União têm aposentadorias deficitárias ou abusivas? O baixíssimo teto do setor privado é justo, se comparado às aposentadorias supramencionadas?
Por outro lado, é muito cinismo as autoridades dos altos escalões da União quererem impor a reforma começando pelas camadas de menor poder político. Como já escrevi inúmeras vezes: a sociedade "concordaria em arcar com um pesado ônus para ajudar o Brasil a sair do abismo desde que o andar de cima apertasse, e muito, o próprio cinto. Porém a liderança nacional, nos três Poderes da União, não entende que o exemplo vem de cima e é a base moral da autoridade. Nos altos escalões do serviço público, da União e dos Estados, existem megassalários turbinados por benesses complementares, cuja legalidade sem legitimidade afronta a justiça. A socialização equilibrada desse custo é a única forma de legitimar sacrifícios impostos a uma sociedade sem reservas para cortar".
A consequência desse mal exemplo, em uma nação cansada de ser enganada, menosprezada e humilhada por sucessivos e poderosos, mas desacreditados e corruptos comandos políticos (não merecem ser chamados de lideranças) é que cada segmento pensa em "defender o seu" sem pensar no futuro do Brasil. A sociedade, que precisaria ter responsabilidade cívica e compromisso com a Pátria, infelizmente apequenou-se e perdeu a altivez, que teve apenas um lampejo entre 2015 e 2016, quando a nação parecia ter despertado de um longo período de omissão. Vai se arrepender de ter abandonado aquele patriótico ímpeto moralizador.
Não se vê no comando político, em nenhum dos Poderes da União, disposição para mudar a nefasta maneira de conduzir o país, pois isso significaria abdicar de rentáveis posições e ilegítimas benesses. Se o fizesse, não haveria categoria profissional em condições morais de não aceitar rever algumas de suas regras de aposentadoria. Porém, faltam espírito cívico e patriotismo no comando político para tanto.
CONTINUA...

Anônimo disse...


http://rvchudo.blogspot.com.br/ CONTINUA III E TERMINA

A salvação é a intervenção militar, diriam alguns. Ora, a nação não pode passar a vida sendo tutelada pelas Forças Armadas (FA). No período de 1964 a 1984, elas estiveram no governo, deram exemplos de patriotismo e compromisso, desenvolveram o país, se afastaram da influência político-partidária, que enfraquecia as instituições, neutralizaram a esquerda revolucionária em sua luta armada para implantar a ditadura socialista e redemocratizaram o Brasil. Resultado? Poucos anos depois a nação elegeu a mesma esquerda socialista para governa-la e esta, também no espaço de 20 anos, afundou o Brasil econômica e moralmente, desacreditou a democracia e perseguiu as FA visando desacreditá-las, de modo a facilitar a tomada do poder, no que fracassou.
O que o senhor fez para defender suas FA cidadão intervencionista? Nada! Portanto, não venha exigir que o soldado faça com fuzil e com sangue o que o senhor pode fazer com suor, vontade e coração patriota. Vá para as ruas e para as redes sociais exigir de seus representantes, de forma legal e legítima, que lhe ouçam por bem ou por medo de perder suas posições.
Cada um pense no dever pessoal com o Brasil, ainda que isso exija abdicar de benesses e situações confortáveis, mas assim pense, primeiramente, quem tem de dar o exemplo. Todos estejam cientes de que a crise brasileira, onde a questão previdenciária é um dos grandes problemas, pode levar à perda da unidade política nacional, pois haverá quem julgue, por engano, ser o gigantismo do país a causa de sua ingovernabilidade. Seria o certificado da falta de mérito das gerações atuais para herdar o grande país que nossos antepassados, com extraordinários feitos heroicos, nos legaram soberano e íntegro.
General da Reserva Luiz Eduardo Rocha Paiva - Sociedade Militar

Postado por Ricardo Oscar vilete Chudo às 09:28

Anônimo disse...

Que lindinhos, hem, PSDBesta-PTrambique-PMDBundão!
Quereriam uma CONSTITUINTE que CONSTITUIRIA em poder acobertar os CONSTITUÍDOS NO PODER para darem um jeito de sairem ilesos das centenas de acusações os bandidões, embora TRAVESTIDOS DE POLÍTICOS!
A começar dos mais enrolados, do tipo Renan Calhorda e os seus comparsas, todos sonhando com uma daquelas CONSTITUINTES que os DESCONSTITURIAM de seus crimes, tipo esquema do VOTO EM LISTA FECHADA!
Como são engenhosos para tentarem se safar, mas seus nomes serão muito bem recordados em 2018!
Tá! Bão de +!
As redes e ruas detonarão seus projetos, "seus" raposas-no-galinheiro!

Anônimo disse...

Avisa pro ministro Serra que tem que continuar a contribuir mais uns vinte anos para se aposentar.