quinta-feira, 4 de maio de 2017

Lógica e Honestidade


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Renato Sant’Ana

Em 2007, rebatendo vaias feitas a Lula, Luis Fernando Veríssimo escreveu: "(...) antes de participar de um coro, veja quem estará do seu lado". E malandramente prosseguiu: "Ao seu lado no coro poderá estar alguém que pensa como você, que também acha que Lula ainda não fez o que precisa fazer e que há muita mutreta a ser explicada e muita coisa a ser vaiada. Mas olhe os outros." E "os outros" era lacuna a ser preenchida com os preconceitos que o ativismo esquerdista plantou na mente do brasileiro, cuja síntese velhaca é "gente contra os pobres".

A lógica de Veríssimo é impecável. Porém, (atenção!) "lógico" não quer dizer "verdadeiro" nem "honesto". Lógica perfeita, com premissas falsas, pode induzir-nos a erro. Acaso terá Veríssimo dito o mesmo quando ativistas de esquerda inventaram uma "paralisação" (28/04/17) para atacar a Lava Jato e defender criminosos que arruinaram o país?

Não com o intuito do cronista, mas como contraveneno, vale tomar a literalidade do seu argumento, partindo-se de premissas verdadeiras que se fundam nesta questão: quem, e com que propósito, tentou paralisar o Brasil?

Em seu blog, o mestre Políbio Braga acertou na mosca: "A greve geral que as centrais sindicais do lulopetismo e seus aliados convocaram (...) é apenas um aparente protesto contra as reformas trabalhista e da Previdência que tramitam na Câmara dos Deputados, mas tem o objetivo oblíquo de defender os bandidos da Lava Jato." Quem, esclarecido e honesto, se deixaria enganar?

Retomemos a literalidade da advertência com que Veríssimo intitulou seu panfleto lulopetista em2007: "Antes de entrar num coro, olhe em volta". Seria perfeito dizê-lo hoje, porque a tal "paralisação" foi um truque para atrair insatisfeitos semiconscientes, criar um clima envolvente para atacar Sergio Moro, difundir o mito da inocência dos canalhas presos pela Lava Jato e sacralizar o lulopetismo.

O remédio amargo das reformas é necessário e, portanto, desejável. Mas há o sério risco de ser ministrado segundo uma fórmula nada republicana. Quem pode confiar em Brasília? Daí, a pressão da opinião pública sobre o governo seria de todo conveniente. Mas há uma inversão de valores: em sua perversa lógica do "quanto pior melhor", elite burocrática da esquerda não quer o sucesso das reformas e, para impedi-lo, ataca-as em vez de empenhar-se em pô-las nos trilhos da racionalidade. Eis a farsa da "paralisação".

Ir contra essa turma definitivamente não significa apoiar o governo. Significa, isto sim, antes de tudo, não se deixar usar por vassalos do Foro de S. Paulo (como os donos dos sindicatos). Significa não entrar no coro dos que, fazendo discursos em defesa "do trabalhador", roubaram os fundos de pensão, condenando exatamente TRABALHADORES (aos milhões) a uma velhice penosa. Significa não ser massa de manobra dos que meteram a mão na Petrobras e agora querem, a qualquer custo, parar a Lava Jato.

Significa repudiar aqueles que, por baixo do pano, mandaram BILHÕES do BNDES para financiar projetos em "ditaduras amigas", enquanto a infraestrutura no Brasil era negligenciada. Significa rejeitar um sindicalismo truculento, desonesto e bem pago, que funciona como mera extensão dos partidos da esquerda mais rancorosa. Significa defender o direito de o empregado sindicalizar-se ou não (livre do imposto sindical, herança fascista do Estado Novo).

O que estamos vendo é uma "esquerda retrô" tentando reeditar a agitação dos anos 1980-90. Conseguirá? Naquele tempo, o Brasil ainda não tinha amargado a experiência de um governo de bandeira socialista. Estávamos propensos à ilusão do "novo", a abraçar utopias, a acreditar no discurso salvacionista e a ir na conversa fiada de quem se dizia imaculado. Mas os 13 anos de petismo no governo federal, sem falar das experiências locais, serviram para revelar o desastre que é um governo populista. É verdade que há patetas regressivos repetindo erros antigos. Ao que parece, contudo, a maioria já não se deixa iludir, repudiando a violência promovida pela esquerda em 28/04 sem a qual o Brasil teria funcionado normalmente. Ah, e os profetas aloprados, do coitadismo e da viralatice, como Veríssimo, estão ficando démodé...


Renato Sant'Ana é Psicólogo e Bacharel em Direito.

6 comentários:

Loumari disse...

Estes foram os posts que fiz no Alerta Total no artigo de sexta-feira, 20 de maio de 2016
intitulado: "Será que vai chover merda no Brasil?"

Loumari disse...
Desde 2014 que eu venho dizendo ao brasilês, destes muito agitados, vulgares, indecentes, com atitude e comportamento de verdadeiros animais irracionais, eu precisei: De nada serve de agitar-se. Viremos a assistir muitos rostos a se despegar do resto da cabeça pelo peso da vergonha.
Também precisei outra coisa: Vocês, vai chegar o dia em que vão despertar na aldeia chamada se eu soubesse. Só que uma vez na aldeia chamada se eu soubesse, já não haverá alternativa nenhuma. E BUNGA-BUNGA FINITO!
E agora gente? A coisa já está a ficar muito bem divertida né? Oh my Godness, I'm enjoying myself!
Este vosso governo se sobreviver três (3) meses vai com muita sorte. Pelo que pude acompanhar dos USA e de França é que o Michel Temer não pode ser chamado de presidente de Brasil porque não tem legitimidade. Primeiro.
Segundo: O Michel Temer está confrontado a uma forte impopularidade ao pé da população.
Terceiro: O Michel Temer constituiu seu governo com homens relacionados com a criminalidade.
Quarto: No estado de direito onde homem e mulher estão e gozam da igualdade de direito, o governo Temer foi formado de forma Patriarcal onde a mulher foi discriminada. Acto em total oposição com um estado de direito e democrático.
Quinto: o governo Temer mostra claramente a posição racista. Todos os membros do seu governo são brancos. Num país composto de miscigenação (cruzamento entre indivíduos de raças diferentes), a composição do governo Temer dá claramente indicações de um regime Apartheid. Profunda discriminação racial.
No dia 05 de Fevereiro 2016 eu fiz um comentário aqui no Alerta Total onde eu abordei claramente a questão sobre segregação racial no Brasil. E é o que se vê confirmado abertamente pelo governo Temer.

Loumari disse...

Outro do meu comentário daquele dia:

Loumari disse...
Vos coloco aqui abaixo meu comentário daquele dia de 05 de Fev.:

O que é mais ESPANTOSO é esta que na simples observação, o Brasil sempre foi governado por gentes de raça branca.
E há o descaro de parte desta gente dizer que no Brasil não existe a segregação racial?
Em todas as vossas novelas a pessoa de raça negra é sempre relegada a condição de empregada doméstica. E estes mesmos da élite branca têm um veemente repúdio a população índia.
Portanto os índios são mais nativos destas terras do que todos vós.
E os que destruíram e profanaram todas estas terras, os que contaminaram todos rios, que destruíram toda a fauna e flora, não são povo índio. Sois vós, gentes de raça branca. Os que se distinguiram como superiores a todos os outros povos seja negra e seja índio.
Tenham por favor um minimo de decência e de humildade, parem para observar o mal todo que as gentes de raça branca fez e infligiu aos outros povos de raça diferente a deles!
Portanto, Deus que criou os céus e a terra nos ordenou amar-nos uns aos outros. Sermos santos como Ele (Deus) é Santo. Por acaso obedeceram estas ordenanças do Criador Pai de todo o ser humano?
Até hoje, PISAIS os índios; até hoje humilhais os negros. Eles também não os criou Deus? SÃO O ACÚMULO DE TODAS ESTAS PERVERSÕES QUE CAIU SOBRE VÓS ESTAS MALDIÇÕES TODAS. Já chegou a hora de pagar o que deveis. Vós vos fizestes pior do que os Egípcios da época de Faraó. Elite opressora.
Jesus Cristo formulou o seguinte: Bem-aventurados os pobres de espírito. O que isto quer dizer? Os que são definidos como pobres de espírito são aqueles cujo coração é livre de cupidez. Que se aparta da frivolidade, da avareza, que vive sem inveja do outro, que não explora o outro, e que vive em paz e em harmonia com a natureza, que é o jardim do Senhor, onde todos nós somos convidados a viver e preservar.
Portanto, devastaram as florestas; os rios estão todos contaminados de pesticidas, e as porções de rios que passam pelas cidades estão transformados em depósitos de lixos e de cadáveres.
E os que têm a gestão das cidades não são nem negros, nem índios. Mas a vossa dita élite branca. Agora já estão todos malucos e não sabem por qué?
O pobre negro, e o pobre índio, eles não têm nada a perder, pois, eles nunca tiveram nada. Mas vós sim! TENDES TUDO A PERDER. Começar pelo vosso conforto. Agora vão também perder a saúde.


http://www.alertatotal.net/2016/05/sera-que-vai-chover-merda-no-brasil.html

Anônimo disse...

"Durante milênios os africanos praticaram a escravidão com a maior cara-de-pau. Tornaram-na ainda mais vasta e cruel quando viraram muçulmanos. Os brancos, quando chegaram ali, de início acharam que poderiam ganhar algum dinheiro com a coisa, mas logo tomaram vergonha e acabaram com aquela merda. Isso seria motivo bastante para celebrar o 'Dia da Consciência Branca' se não tivessem sido os brancos, também, que inventaram o comunismo e o nazismo. Vergonha-na-cara seletiva não vale." (Olavo de Carvalho) ///// https://homemculto.com/2015/11//21/pt-monta-fabrica-de-indios-na-bahia/

Loumari disse...

Olavo de Carvalho é um dos membros fundador do comunismo que hoje assola o Brasil. Investiguem. A verdade vos libertará.
O que nasce COBRA MORRE COBRA. Sois tão tolos que vos deixais hipnotizar pela serpente.

Loumari disse...

Olavo de Carvalho, Arquiinimigo do Partido,
Por que Olavo de Carvalho, nascido em (Campinas, 29 de Abril de 1947 São Paulo, Brasil) é detentor de cartão de adesão ao ESTADO COMUNISTA MUNDIAL?
REPUBLICA POPULAR DO BRASIL
MINISTÉRIO POPULAR DA JUSTIÇA
REGISTRO DE IDENTIFICAÇÃO COMUNISTA
RIC 103000001984

É isto falso?

http://www.vanguardapopular.com.br/portal/noticias/150-olavo-de-carvalho-provoca-extrema-indignacao-no-mundo-progressista#

Anônimo disse...

Loumari não percebeu que Vanguarda Popular é um site de humor e sátira política.