segunda-feira, 8 de maio de 2017

Mais diferença entre dinheiro de verdade e de mentira


“País Canalha é o que não paga precatórios”.

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira

Exemplo de dinheiro de verdade é o gerado pelo produtor rural. Comida é um bem indispensável a todos.

O trabalho de um médico (e de outos profissionais liberais) também gera dinheiro de verdade, ainda que imaterial, seus efeitos benéficos se fazem sentir.

Já os lucros da especulação financeira é mera ficção. Sempre que há ganho para alguns, há perdas para outros. É o tipo de dinheiro chamado de “esterco de Satanás”.

Não se confunde com a atividade legítima da concessão de crédito à produção.

Já o crédito ao consumo, desalenta a poupança e gera uma espécie de escravidão para o devedor.

Os bancos cúmplices na lavagem do dinheiro roubado dos cofres públicos (dinheiro gerado pelos contribuintes) deverão ter cassada sus autorização para funcionar como instituições financeiras.

Toda a propaganda “moderna” visa maximizar o valor de estima fazendo-o superar, em muito, o de uso, tanto para bens tangíveis como para intangíveis. Insufla o ego da “vítima” para que pense ser mais “importante” se comprar tal coisa ou usar tal serviço.

A automação acabará, cedo ou tarde, com o trabalho humano tradicional.

Milhões de pessoas deverão ser pagas pelo estado para se dedicar às artes.

Haverá um explosivo ressurgimento da cultura e do saber.

Ricos serão os cantores e não os vendilhões da desgraça alheia.


Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

5 comentários:

Loumari disse...

E quem diz Bondade diz Partilha, diz Doação, diz Caridade, diz Generosidade.

Por entre os mil caminhos do mundo, seremos suficientemente humanos de modo a encontrar o caminho até a morada da Bondade?
O que sabemos acerca da BONDADE?
A Bondade é uma luz que ilumina a alma.

A Caridade é uma luz que ilumina o mundo.
A Caridade é a face visível do Amor e da Bondade.

A Partilha é quando o Amor transborda do coração em benefício do outro.

Quem ama partilha bens e talentos, materiais e espirituais.
Quem ama acende uma luz a iluminar o mundo.
Tão elevada é a posição da Partilha e da Caridade que algumas tradições espirituais
afirmam:...
“Fora da CARIDADE não há salvação.”
“Fora da CARIDADE não há salvação.”

Loumari disse...


DEFICIÊNCIA - por Mário Quintana (escritor gaúcho 30/07/1906 - 05/05/1994)

DEFICIENTE: é aquele que não consegue modificar a sua vida, aceitando as imposições de outras pessoas ou da sociedade em que vive, sem ter consciência de que é dono do seu destino.

LOUCO: é quem não procura ser feliz com o que possui.

CEGO: é aquele que não vê seu próximo morrer de frio, de fome, de miséria, e só tem olhos para seus míseros problemas e pequenas dores.

SURDO: é aquele que não tem tempo de ouvir o desabafo de um amigo, ou o apelo de um irmão. Pois está sempre apressado para o trabalho e quer garantir seus tostões no fim do mês.

MUDO: é aquele que não consegue falar o que sente e se esconde por trás da máscara da hipocrisia.

PARALÍTICO: é aquele que não consegue andar na direção daqueles que precisam de sua ajuda.

DIABÉTICO: é quem não consegue ser doce.

ANÃO: é quem não consegue deixar o amor crescer. E, finalmente, a pior da deficiência é ser miserável, pois:

MISERÁVEIS: são todos que não conseguem falar com DEUS.

"A amizade é um amor que numa morre"

(Mário Quintana)

Anônimo disse...

QUINTANA MUDOU O MUNDO ?? RS CHEGA SER HILÁRIA ALGUMAS POSTAGENS, NOSSO POVO JA VEM DE CULTURA DA SUBMISSÃO E AINDA VEMOS PESSOINHAS COM O DISCUROSO DE PARTILHA, AMOR, ILUMINAÇÃO EM VIDA ETC....ESTE TEMA TA PARECENDO A LINGA DE ALICIAMENTO USADO PELOS COMUNISTAS RS. A SERPENTE ALICIADORA DO ÉDEM REPRESENTA HJ ESSE DISCURSINHO COMUNISTA, IGUALDADE, TEMOS TUDO, O CÉU É O LIMITE ETC KKKKK

Loumari disse...

Já que é assim: BRASIL, UNDE-TE.
Maio, 09-2017

Loumari disse...

Isaías 55:10-13
10 »Así como la lluvia y la nieve caen de los cielos, y no vuelven allá, sino que riegan la tierra y la hacen germinar y producir, con lo que dan semilla para el que siembra y pan para el que come, 11 así también mi palabra, cuando sale de mi boca, no vuelve a mí vacía, sino que hace todo lo que yo quiero, y tiene éxito en todo aquello para lo cual la envié.

12 »Ustedes saldrán con alegría, y volverán en paz; los montes y las colinas cantarán al paso de ustedes, y todos los árboles del campo aplaudirán. 13 En lugar de zarzas, crecerán cipreses; en lugar de ortigas, crecerán arrayanes. Esto dará lustre al nombre del Señor; ¡será una señal eterna que durará para siempre!»