segunda-feira, 1 de maio de 2017

Os trabalhadores e as reformas


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Renato Sant’Ana

Vídeos, registrando a extrema violência que a CUT e o PT usaram no que chamaram de "greve geral", viralizaram nas redes sociais. As cenas covardes de um grupo de jagunços da CUT espancando um único homem indefeso, por exemplo, além de demonstrarem o caráter desonesto da paralisação, fizeram o sindicalismo afundar ainda mais no descrédito. Pior, deram ao governo a percepção de ser fraca a oposição às reformas.

O tiro saiu pela culatra e o maior prejudicado é exatamente o trabalhador. Ora, as reformas são necessárias e inevitáveis. Só que poderão terminar atendendo principalmente a interesses nada republicanos: é que, em vez de fazer um movimento para melhorar a qualidade das reformas, o oportunismo da esquerda - empenhada só em atacar a Lava-Jato e Michel Temer, e em sacralizar o PT – acabou ajudando a aplainar o caminho para que tudo saia como quer o governo.

"O fracasso da greve pelega lulopetista de hoje [28/04/17] fortalece o Planalto e amplia as condições de aprovação da Reforma da Previdência pelo Congresso", escreveu o JORNALISTA Políbio Braga em seu blog, acrescentando: "A greve só prosperou em franjas do serviço público e em áreas corporativas controladas historicamente pelos comunistas, como bancários e magistério público."

Sem a truculência articulada pelas centrais sindicais, o resultado teria sido absolutamente inexpressivo. Mas milhares de trabalhadores realmente foram impedidos de comparecer ao trabalho por causa da violência de bandidos armados e pagos pela CUT e seus aliados da Força Sindical. Foi na porrada que impediram a circulação de ônibus e trens em várias capitais e, por conseguinte, o deslocamento de trabalhadores dependentes do transporte coletivo para chegar ao local de trabalho.

A "paralisação" expôs a cara do "movimento sindical" (comandado pelos partidos de esquerda). Mas parece que o Brasil evoluiu um pouco: sobretudo pela baixa adesão, a reação popular deixou a nítida impressão de que a maioria dos brasileiros já não se deixa enganar pela farsa socialista.
 Que lógica é essa de praticar violência contra trabalhadores em nome de trabalhadores?

Veja os verdugos da CUT aqui:



Renato Sant'Ana é Psicólogo e Bacharel em Direito.

Um comentário:

Anônimo disse...

NO YOUTUBE VARIOS VIDEOS:
"CUT DETONA LULA E QUER SUA PRISÃO"!
Essa foi de assustar até assombração!