sábado, 20 de maio de 2017

Tragédia Institucional


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Antônio José Ribas Paiva

Nós, o povo, sempre soubemos, que a carreira política é exercida através de propinoduto. Todavia, pelos mecanismos institucionais, nada pudemos fazer.

As autoridades dos Três Poderes, com muito mais propriedade, têm pleno conhecimento da relação ESPÚRIA do poder político, com o crime.
         
Portanto, todos aqueles que exercem o Poder do Estado são omissos e não têm legitimidade, para propor soluções institucionais para o Brasil, porque partícipes da crise. Está claro, por exemplo, que a ministro Carmem Lúcia sabe, que os bilhões gastos em campanhas políticas e na vida nababesca de políticos e barões do serviço público, não caem do céu.
            
Quem tem legitimidade para reformar, fortalecer e aprimorar as instituições é o povo, porque detentor do PODER INSTITUINTE.
             
O exercício do PODER INSTITUINTE  concretiza-se, através dos seus instrumentos de força: O Exército, a Marinha e a Aeronáutica.
             
Os atores atuais do processo político, nos Três Poderes, não têm legitimidade para propor soluções institucionais. Calaram sempre, que continuem silentes.
            
Qualquer solução, proposta pelos atores da crise,  é suspeita e deve ser repudiada, de plano.
            
Nós o povo, vamos promover o aprimoramento institucional, através da imprescindível INTERVENÇÃO MILITAR.

BRASIL ACIMA DE TUDO! 


Antônio José Ribas Paiva, Jurista, é presidente do Nacional Club.

Nenhum comentário: