segunda-feira, 12 de junho de 2017

Voltando à Vaca Fria


“País Canalha é o que não paga precatórios”

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira

Avacalhada pela mesma porcada, está a ré pública.

A novilha segue da vaca véia a mesma trilha.

Muja ou rumine não terá escapatória; entrará pro lixo da história.

A faxina do próprio é iminente. O bocó nem medinho sente.

Contou com “aceçor” de primeira pra convencer a putada inteira e aprovar a indicação, voando dos “amigos”, no mesmo avião.

Agora que se f. vai falar com Zebedeu.

Junto com o janota quis do mixo descalçar a bota.

Jogou pedra no telhado vizinho tendo o seu de vidro, sujinho.

O urubuzário ouvirá cantar como canário gaviões graúdos.

Recebida lembrança polpuda, não se iluda; terá bicada de de tucano, ave papuda.

Rezemos: ó dona Onça acuda antes que atômica bomba expluda.

Quem herda, herda; os outros ficarão na mesma.

A felina está na menopausa? Ou é rebelde sem causa?



Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

6 comentários:

Loumari disse...

Hino do Império Brasileiro Legendado - Brazilian Empire Anthem Lyrics

https://youtu.be/cELgENW81v4

-- Hino Imperial Brasileiro -- 1822 [ Atual - Hino da Independência ]

Composição de Evaristo da Veiga
Música de Dom Pedro I

-- Anthem of Empire of Brazil -- 1822

Lyrics Evaristo da Veiga
Music D. Pedro I

Loumari disse...

Herdeiros do trono mostram relíquias do período imperial no Brasil

https://youtu.be/rQ6XnPl2MWo

Mariana Godoy visita, em São Paulo, o chefe da Casa Imperial e herdeiro do trono no Brasil Dom Luís Gastão de Orleans e Bragança e seu irmão, Sua Alteza Real e Imperial Dom Bertrand de Orleans e Bragança. É Dom Bertrand quem mostra a Mariana relíquias valiosíssimas do período imperial no Brasil e que conversa com a jornalista no estúdio do Mariana Godoy Entrevista. O membro da família imperial fala da amizade de sua bisavó, a princesa Isabel, com Santos Dumont. "Além de amiga, Princesa Isabel protegia Santos Dumont, quando ele fazia seus voos em Paris, ela levava um farnel para que Santos Dumont tomasse um lanche antes dos voos, e depois lhe deu uma medalha de Nossa Senhora das Graças para que o protegesse nas suas aventuras aéreas". Ele ainda comenta a ligação entre monarquia e religião: "não existe uma coisa sem a outra".

Anônimo disse...

Não entendo de leis, mas, provas apresentadas depois de iniciada a ação penal não tem validade? Mesmo sendo robustas? Quer dizer se um criminoso, como o "Fernandinho Beiramar" for julgado por crimes graves e surgirem mais provas de mais crimes após o início da ação, ele pode ser inocentado? O Juiz não está no cargo para interpretar e fazer justiça? Se for para para fazer julgamentos de maneira só técnica, exclusivamente, bastaria um julgamento por meios eletrônicos automáticos. Não precisaria tanto tempo, tantas palavras, ofensas, indiretas e filmagens.

Anônimo disse...

No caso da J&F, que fez acordo de leniência e mesmo assim, sabendo que ia ter delação,cometeu crime na Bolsa de Valores, comprando dólar para lucrar com a valorização posterior, isso não invalidaria as delações e o acordo firmado?

Loumari disse...

Comparativo entre Monarquia x República

https://youtu.be/tGCKTrRs4Qg


Sempre ouvimos ou lemos na escola aquela ladainha de que "O Brasil iniciou o século XIX como colônia e adentrou o XX como república, passando por 67 anos de Monarquia", como se esse período tivesse sido ruim. Nesse vídeo iremos analisar se realmente a República foi melhor para o Brasil.

Nota: Compreende-se como Segundo Reinado o período compreendido entre 1831 e 1889. Porém, em 1831, quando seu pai renunciou, D. Pedro II tinha apenas 5 anos e o governo imperial foi regido por regentes, até que, em 1841, D. Pedro II foi declarado maior de idade e pôde assumir o trono.

Anônimo disse...

"Depois de ter separado as crianças de suas raízes existenciais no passado histórico, na cultura nacional, na religião e na família, os George Soros e Bill Gates da vida tiram delas o último ponto de referência que poderia orientá-las no mundo: ninguém mais terá o direito de se considerar um menino só porque tem pin... ou menina só porque tem bu... . Só os filhos da elite poderão desfrutar desse privilégio." (Olavo de Carvalho)