segunda-feira, 24 de julho de 2017

O Imposto e o Impostor


“País Canalha é o que não paga precatórios”

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira

Nós, o povo, entendemos bem o aumento de impostos.

Trata-se de uma calamidade emergente; a necessidade premente de agradar à putada para evitar a própria derrocada.

Maior que sua impostura só a própria caradura.

Tudo tem o seu lado bom. A senvergonhice agora é às claras.

Até uma velhinha valeparaibana começa a entender a pantomima.

Haja confusões! No reparto dos pães pros famintos cães, sem mães a medir (ou seriam mãos ?) finge-se que funcionam as instituicães.

Lembremo-nos de Camões e a história de Pedro, o cru.

Cedo ou tarde os rufiôes tomarão na rima.

Assim que dona Onça abandonar a política do nem f. nem sai de cima.

Já suas irmãs vivem de fingimento.

Uma, na área em que atua, usa brinquedo que mal flutua.

Outra, mais etérea, finge que “avua”. Saudades do tempo em que sentava a púa.

Por fim, na verdejante mata, vivemos, perplexos, o não ata nem desata.

Tudo acaba um dia. O top, top não pensava que iria.

A garça maléfica, que olhava de esguelha, tentava tingir nossa flâmula de cor vermelha.

Desespero em estado puro. O fruto apodrecido se acha só maduro.


Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

2 comentários:

Loumari disse...

Verdi - Nabucco - Va Pensiero - Bis

https://youtu.be/u5V-xBVqjUc

Il giorno 17 Luglio, 2009, in Piazza Del Plebiscito di Napoli, i cori e le orchestre del Teatro di San Carlo e dell'Accademia Nazionale di Santa Cecilia, rendono omaggio a Giuseppe Verdi con una grande manifestazione musicale sotto la magistrale direzione del Maestro Pappano.

The day 17 July, 2009, in Plaza Of the Plebiscito in Naples, the choirs and the orchestras of the Theater of San Carlo and the National Academy of Sainta Cecilia, make free to Giuseppe Verdi with a great musical demonstration under the magistral direction of the Maestro Pappano.

Loumari disse...

NANA MOUSKOURI "LIBERTAD"

https://www.youtube.com/watch?v=Olj3qWYt9VU

"LIBERTAD" Letras

Cuando cantas yo canto con tu libertad
Cuando lloras también lloro tu pena
Cuando tiemblas yo rezo por tu libertad
En la dicha o el llanto yo te amo
Recordar días sin luz de tu miseria
Mi canción olvidó por un tiempo quién eras
Cuando cantas yo canto con tu libertad
Cuando tú estás ausente yo espero
Es tu religión o quizás realidad
Una idea que a todos nos cambia
Creo yo que eres tú la única verdad
La nobleza de nuestra humanidad
Por tenerte se debe luchar
Esperarte si desfallecer
Cuando cantas yo canto por tu libertad
En la dicha o el llanto yo te amo
La canción de esperanza
Es tu nombre y tu voz
Y la historia nos lleva
Hacia tu eternidad
Libertad libertad