quinta-feira, 24 de agosto de 2017

Salpicão Egresso


“País Canalha é o que não paga precatórios”

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira

O caboclo diz que lei é igual a grito de porco; se adiantasse o porco não morria.

Não foi este pobre pensador que disse: “No Brasil há leis que “pegam” e outras que não pegam “. “Lei, ora a lei!”

Nossa legislação é uma verdadeira salada russa; melhor dito ruça.

Um brilhante entrevistador nos primórdios da televisão brasileira, em seu programa “Bate-papo com Silveira Sampaio” dizia que a maior ameaça que uma “otoridade” pode fazer ao contribuinte insubmisso é a seguinte:

"Ah! O senhor quer discutir! Então vamos aplicar a Lei!”

Cipoal criado desde os tempos coloniais, por incompetência ou má-fé, é tragicômico.

Para o funcionalismo público “teto salarial” deveria ser rebatizado de “Teta salarial”.

Uns fingem que mandam; outros, que obedecem.

E assim vamos ao vento do acaso nesta república em ocaso.

A musiquinha senha já foi escolhida:

"Chamaram o meu boi de espalha merda!”

Justa homenagem ao molusco (outrora bovino) que nem sabe cantar o nosso hino. Cacófato proposital ao Ferrabrás infernal.

Valha-nos Santa Onça!

Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

2 comentários:

Loumari disse...

Recordando CARTA de FIDEL CASTRO a CHAVEZ, que MADURO esta APLICANDO a la Perfección.

https://youtu.be/9TRYqLEAkmc

Esta recopilacion de carta enviada por Fidel castro años atrás a Hugo Chavez, y que maduro esta aplicando a la perfección en estos momentos pero con mas fuerza.

Anônimo disse...

O país das leis que pegam ou não pegam tem o ambiente sociocultural ideal para os globalistas escolherem líderes populares como Lula que conhece a alma dos rincões, mas que, por ambição, desvela-a à engenharia social dos poderosos, facilitando a aceitação de absurdos legais (como a criação de gêneros na sexualidade) pela identificação socioemocional com o governante.