sexta-feira, 8 de setembro de 2017

Aliados de Ocasião


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Renato Santana

"(...) chega! Ninguém aguenta mais de tanto roubo! (...) a enriquecer os petistas..." É inacreditável, mas o ataque não foi desferido por Ronaldo Caiado, Bolsonaro ou João Doria, que não fazem cerimônia para desnudar o PT. foi Gedel Vieira Lima (hoje em prisão domiciliar e que teve r$ 51 milhões apreendidos pela Polícia Federal) quem fez críticas tão severas ao governo de Dilma Rousseff.

Eram as manifestações das ruas em 2015, protestando contra a corrupção do governo petista. À pergunta "Qual é o motivo para o senhor estar aqui?", Gedel respondeu[1]: "O mesmo que todo cidadão brasileiro tá indo pras ruas: dizer que basta, que chega! Não se suporta mais um governo tão incompetente, incapaz de unificar o país, incapaz de nos tirar dessa crise econômica que faz que o assalariado tenha o seu salário comido pela inflação. E dizer que chega! Ninguém aguenta mais de tanto roubo! (...) É assalto aos cofres públicos - não é? - a enriquecer os petistas..."

Agora, veja-se o que Lula falou de Gedel Vieira Lima, colaborador do seu governo e do de Dilma Rousseff, (ministro, presidente da Caixa Federal)[2]: "O ministro Gedel, que hoje está na Integração [Ministério da Integração] e, portanto, é responsável da Defesa Civil, eu falo sem medo de errar! Duvido que na história de 500 anos deste país, as calamidades tiveram a resposta tão imediata que nós tivemos."

Noutra ocasião, também elogiando Gedel, Lula disse[3]: "Você foi um cumpridor de tarefas extraordinário, e isso eu tenho ouvido não apenas da minha boca, que viajo com você, mas da companheira Dilma que conviveu contigo (...)."

É que Lula não sabia... Gedel enganou Macunaíma... É natural que, de início unidos, os maus sejam, um dia, maus entre si.

[1] Veja vídeo da fala em:


[2] Veja o vídeo em:


[3] Veja vídeo em:



Renato Sant'Ana é Psicólogo e Bacharel em Direito.

Um comentário:

jomabastos disse...

Pois é... Lula e Gedel têm algo em comum... são ambos corruptos e ladrões.