sábado, 23 de setembro de 2017

O Colossal Brasil


“País Canalha é o que não paga precatórios”
              
Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira

Do sol aos raios fúlgidos/ Ao céu de puro anil/ Erguendo o vulto atlético/ Num gesto varonil/ Da América do Sul/ O filho mais gentil/ Aqui se ostenta intrépido/ O colossal Brasil".

Letra em português para a abertura de “Il Guarany” de Carlos Gomes

RÉQUIEM PARA A PORCADA

Doravante veremos uma sequencia imparável de atividades do judas ciário.

Salvar primeiro o próprio rabo e, se possível, as aparências.

Sofrerão mais os bodes expiatórios já notórios. Cabras marcados pela opinião pública.

Enquanto isso, prepara-se o chouriço.

Como na “joint venture” da galinha com o porco para um omelete: um entra com o lombo e outro com os ovos.

Na “novela” tupiniquim, os acontecimentos se precipitam.

Devido ao espírito lúdico do brasileiro estão abertas as apostas: quem irá primeiro entre tantos bostas?

Talvez o molusco - já que tornou-se uma “preferência nacional”.

Ou idiotas lindinhos em seus descaminhos?

Amante da verdade ou de verdade?

Antifonia da anta? Ou do professor sacripanta?

Continuamos na espera da alvorada de uma nova era.


Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

Um comentário:

jomabastos disse...

"No céu, no mar, na terra/Canta brasil, canta brasil!".
Haverá festa para o julgamento e morte dos bodes expiatórios já notórios e dos cabras marcados pela opinião pública.
Mas enquanto o molusco não tiver a sua primeira condenação em seu último recurso, o supremo do judas ciário, continuaremos na espera da alvorada de uma nova era.