terça-feira, 19 de setembro de 2017

Sapateando – ou a Onça subiu no telhado...


General Mourão, em 2015...

“País Canalha é o que não paga precatórios”
              
Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira

Foi preciso que um patriota destemido dissesse o que o país inteiro queria ouvir:

Em outras palavras: “ou o judiciário funciona ou nós imporemos uma solução para o Brasil!”

Corre, corre na geral!

Barata voa e seu “cumpadre” se borra à toa!

No passado, a Anta mudou o falante de lugar, para uma escrivaninha,e nada aconteceu. Os tempos eram outros... Não se havia encontrado o mocó dos 51; nem a Cãospiração dos açougueiros com o flechador.

Hoje, o substituto antífero está mais preocupado em salvar o próprio rabo do que demonstrar sua “otoridade”. Ainda mais que o alvo do recado foi um urubuzário pelo qual não morre de amores.

Karma Lúcifer e seus pupilos deverão receber o Auxílio- Fralda -Geriátrica.

Enfim, nem o chefe da Onça sente-se com ânimo de explicitar o “racha” no bambuzal!

As irmãs da felina também estão pela tampa. Corte no orçamento poderá levá-las ao “onçamento”.

Assim, a mídia borra-botas sapateia de raiva; sabe o que lhe espera.

Zoofilia com dona Onça não é mole ! Santo Ander, devagar com o andor!


Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

3 comentários:

Loumari disse...

SE MOÇAMBIQUE FOSSE UMA PESSOA (Física) COMO SERIA?

Hoje aos 42 Anos de Idade, seria um adulto que se comporta ainda como se fosse uma criança, sem juizo, um adulto irresponsável e um fracassado.

Seria um homem adulto (de 42 anos) que vive de esmolas e caridade dos outros.
Seria um homem grande, mas sem vergonha, sem auto- estima, com comportamento dúvidoso e muito pouco honesto.
Seria um daqueles homens com tantos filhos mas que espera ajuda dos outros para sustentar sua própria familia. Seria aquele tipo de homem que bebe e come do melhor lá fora enquanto em casa os filhos passam por várias necessidades.
Seria aquele tipo de homem que vive de aparências, que gosta de aparecer, que estudou mas não possue conhecimentos...
Seria aquele tipo de homem vulnerável às calamidades naturais e às circunstâncias da vida, que vai em todas as igrejas, mas não é fiel à Deus. Seria aquele tipo de homem muito superticioso que confia mais nos curandeiros e em boatos do que em Deus e no poder da ciência (conhecimento) como alavancas para a transformação da sua vida e a chave para o seu progresso e realização.
Seria provalvemente um homem corrupto, praticamente, um ladrão, sem escrupúlos, sem ética buscando enriquecimento rápido, fácil, sem trabalho e sem causa. São apenas suposições, qualquer semelhança com a realidade é pura coincidência.

Péricles Maquiavel, 16/09/2017

Loumari disse...

O General de Exército na ativa Antônio Hamilton Martins Mourão tem todo direito de exercer sua liberdade de expressão e manifestar a defesa da Intervenção Constitucional, se o Judiciário fracassar na tarefa de livrar as instituições do domínio do crime.


Fabuloso ver e constatar como os brasileiros são realmente presa fácil e como é fácil de manipular e conduzir a manada de bois para o matadouro!
Esta não passa de mais uma manobra da elite maçónica, dar ao povo algo de quê focalizar sua atenção, e assim esquecer entretanto tudo o que se maquina nos bastidores do congresso nacional, e manter absolutamente este povo tolo longe da realidade, fazer com que o povinho não se aperceba sobre o que se vota no congresso. Estais aí feito pombos que se precipitam comer o cereal lançado no chão na praça, sem saber que por trás os que controlam esta manada toda enviam gás incendiário para calcinar estes pobres pombos.
O vosso general é um pião do sistema maquiavélico da ordem maçónica, pião lançado como o homem a cativar a atenção do povo descontente do sistema que se deve absolutamente impressionar com algo de sensacional, e distrai-lo com algo excitante o tempo em que a situação está dando um giro decisivo que vai mudar para sempre o destino do país. Os que controlam tudo não são burros e estão atento a tudo quanto se trata dos sentimentos ou perspectivas da população. A elite deve absolutamente instalar o seu plano e pôr-o a execução, pois, há que criar diversão. Dar ao povinho idiota algo sobre qual se focalizar, dar-lhes um doce para lhes animar enquanto a elite avança nos seus planos finais. ASSENTAR DEFINITIVAMENTE O REGIME DITATORIAL E TOTALITÁRIO.
O vosso fabuloso general serve aos Illuminatis.

Anônimo disse...

O comandante do Exército calou-se. Em tese, quem cala, consente. Tem o apoio do povo brasileiro. Se punirem, é o mesmo que dizer que não querem que o Judiciário cumpra seu dever.E, outra coisa, basta colocar uma grade no congresso e jogar a chave fora, mas antes deixa o Bolsonaro sair para o almoço.