terça-feira, 17 de outubro de 2017

A bandidagem revolucionária está certa?


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

O brasileiro vive aterrorizado nos grandes centros. As redes sociais cansam de exibir flagrantes das barbáries urbanas. As explosões de violência nas favelas do Rio de Janeiro ganham algum destaque internacional. Estranhamente, não acabem comparadas aos atentados terroristas pelo mundo afora - aos quais nossa mídia dá tanto destaque. No Brasil, 67 mil pessoas por ano são assassinadas violentamente.

Agora, a maior cidade da América Latina também se destaca como cenário brutal de uma guerra civil não declarada. Foi descoberta ontem uma fábrica clandestina de armamento pesado e munições, na região metropolitana paulistana. Havia 49 armas prontas para serem negociadas com as facções criminosas. Hoje foram exibidas imagens de bandidos que desafiam a sociedade. Sexta passada, usando metralhadoras para praticar arrastões na Ponte Morumbi, acesso a uma área nobre da capital paulista.

O jurista Antônio José Ribas Paiva destaca que, até as eleições de 2018, nada menos que 1 milhão de brasileiros serão dizimados em assaltos, abandonados nas filas de hospitais ou na ignorância do trânsito. Eis a combinação entre a ousadia dos criminosos, combinada com a “omissão” culposa ou dolosa do poder público. Até quando será tolerado este verdadeiro genocídio do povo brasileiro? O massacre é promovido pela ditadura do Crime Institucionalizado. E alguns babacas ainda têm a cara de pau de reclamar de uma “ditadura militar”...

A sociedade brasileira precisa tomar ciência de que não são fenômenos isolados as ações criminosas (tanto dos refinados ladrões da coisa pública, quanto a praticada por guerrilheiros urbanos do narcotráfico). Tanto a corrupção sistêmica da zelite da politicagem quanto a violência dos bandidos mequetrefes são praticadas de maneira estrategicamente orquestrada. O plano é gerar medo nas pessoas e destruir a crença dos cidadãos no atual modelo de Estado. O objetivo final é gerar pré-condições de insatisfação e terror para as mudanças pela via “revolucionária”.

Além disso, o Crime Institucionalizado é um fator de Controle Social. Antônio José Ribas Paiva lista várias ações concretas que promovem a manipulação da sociedade. Uns claramente perceptíveis e outros nem tanto: transtornos biológicos com horário de verão, criminalidade, insegurança pública, desemprego, endividamento, sistema de saúde precário, educação decadente, trânsito caótico, pontos na carteira de motorista, multas escorchantes, confisco tributário, choques ideológicos, diferenças biológicas, concorrência entre os gêneros, instabilidade familiar, lei seca, proibição de fumo, leniência com o tráfico de drogas e etc.

Vale insistir na pergunta: Até quando a maioria da sociedade suportará a verdadeira e ilegítima atuação dos Ditadores do Crime que infelicitam a Nação brasileira por todos os meios? Até quando vamos ser omissos e coniventes com a atuação do regime ditatorial do Estado-Ladrão? Será que os militares, responsáveis pela Defesa e Segurança da Nação, tomarão alguma providência mais contundente contra a organização criminosa que almeja, também, destruir as Forças Armadas?

É por isso que é imprescindível e inadiável uma inédita Intervenção Constitucional – dirigida pelo Poder Civil e apoiada pelo Poder Militar. Não adianta ficar reclamando da barbárie nas redes sociais ou, eventualmente, em protestos de rua. É fundamental uma mobilização das pessoas de bem para um debate em torno de soluções concretas e imediatas para a reinvenção do Brasil.

Se nada for feito rapidamente, o Crime manterá e ampliará sua hegemonia. A manutenção da barbárie institucional e social interessa ao esquema globalitário que, historicamente, mantém o Brasil escravizado, graças à omissão, incompetência ou falta de vergonha na cara da maioria da sociedade brasileira.

A bandidagem revolucionária, patrocinada e viabilizada por grandes esquemas financeiros, precisa ser contida. Se não for, a “guerra brasileira” seguirá batendo recordes diários de mortos, feridos e afetados psicologicamente pelo terror.

Enquanto isso, vamos sendo distraídos pelos roteiros das novelas televisivas, pelo futebol, pelo carnaval ou pelos escândalos divulgados no noticiário político... Uma novidade é que a Dilma Rousseff quer usar as delações do doleiro Funaro contra Temer, para anular o impeachment...

Outra novidade é que já tem ideólogo petista torcendo pela vitória do Jair Bolsonaro em 2018, acreditando que o “mito” criará as pré-condições para o atrasado projeto bolivariano de poder no Brasil...

Já, já, seremos distraídos pelo fla-flu eleitoral de 2018...

Será que a bandidagem revolucionária está certa?


Grande cineasta



Chorinho do aliado



Barriguinha do Aécio



Coisa russa...



Colabore com o Alerta Total

Os leitores, amigos e admiradores que quiserem colaborar financeiramente com o Alerta Total poderão fazê-lo de várias formas, com qualquer quantia, e com uma periodicidade compatível com suas possibilidades.

Nos botões do lado direito deste site, temos as seguintes opções:

I) Depósito em Conta Corrente no Banco do Brasil.
Agência 4209-9, C/C: 9042-5, em favor de Jorge Serrão.

II) Depósito em Conta Poupança da Caixa Econômica Federal ou em agências lotéricas: 2995 013 00008261-7, em favor de Jorge Serrão.

OBS) Valores até R$ 9.999,00 não precisam identificar quem faz o depósito; R$ 10 mil ou mais, sim.

III) Depósito no sistema PagSeguro, da UOL, utilizando-se diferentes formas (débito automático ou cartão de crédito).

IV) Depósito no sistema PayPal, para doações feitas no Brasil ou no exterior.

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!


O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 17 de Outubro de 2017.

4 comentários:

Anônimo disse...

QUAIS AS CONSEQUENCIAS SE VOCÊ PRENDER,AGREDIR,OU MATAR UM BANDIDO??? RESPONDA ESSA PERGUNTA E VAI VER QUE O JUDICIARIO E AS FFAA ESTÃO PATROCINANDO E DANDO TREINAMENTO PARA ESSES BANDIDOS... ARMEIROS RENOMADOS DO EXERCITO ESTÃO PRODUZINDO ARMAMENTOS PESADOS E REPASSANDO PARA O CRIME ORGANIZADO, ISSO MESMO A TEORIA DE CONTRABANDO DE ARMAS POR VISTAS GROSSAS ESTAVAM DANDO MUITO NA CARA POR ISSO AS ARMAS QUE ESTÃO HOJE NAS MÃOS DOS BANDIDOS ESTÃO SENDO CONFECCIONADAS AQUI MESMO,ASSIM COMO OS LABORATÓRIOS DE REFINARIAS DE DROGAS... SE NÃO ESTIVESSEM PROIBIDAS DE AGIREM NEM UMA POLICIA DE NEM UM ESTADO OU MUNICIPIO SERIA TÃO INCOMPETENTE... JÁ A DERRUBADA DO PT FOI PARA JUSTIFICAR A CRISE DEFLADA PELA MAÇONARIA POIS O PT ERA PARTE DE UM PLANO SECRETO E CRIAÇÃO DESSA MAFIA MALDITA, ESTÃO DEFEDENDO O TRABALHO ESCRAVO, NARCOTRAFICO, CONTRABANDO, JOGOS ILEGAIS E OUTROS CRIMES QUE ATÉ DEUS DUVIDA...

Anônimo disse...

Do jeito que está, como foi narrado no texto, somente uma intervenção militar para colocar ordem no Brasil. O crime organizado tomou conta das instituições e do Brasil inteiro. Infelizmente não ha outro caminho. Por mais que os militares relute por ter sido tão execrados pelos bandidos e terroristas de outrora e que hoje estão no poder destruindo nosso pais e nossa sociedade, Só e somente a Intervenção das Forças Armadas poderá mudar o rumo do Brasil. Retirar o Brasil do Diálogo Interamericano e Forum de São Paulo.

Anônimo disse...

A Tauros foi para a China, mas agora montaram uma fábrica de armas clandestinas no Brasil com a tecnologia de administração “just in time”. São, aparentemente, vários fornecedores, cada um produzindo uma parte que é, finalmente, montada por um empresário, responsável pela distribuição. Pelo jeito são vários e não demora serão os únicos produtos genuinamente nacionais. Mas parece que Brasília não será subjugada pela força das armas. Deus determinou que padeça por falta d’água e parece que não vai demorar muito. Ei, alguém aí conhece o fornecedor das munições?

Anônimo disse...

Segundo o Capitão Durval Ferreira, o expediente inócuo dos congressistas é acusar os políticos por condutas que não são crimes, o que permite que sejam absolvidos nos tribunais, como Collor o foi e Dilma o será.