terça-feira, 10 de outubro de 2017

A silenciosa conquista islâmica da Espanha


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos I. S. Azambuja

O texto abaixo foi escrito por Giulio Meotti , em  8 de Outubro de 2017

-----------------------------------------------------
"Expulsos há cinco séculos pelos cruzados cristãos, os árabes estão de volta à Espanha, usando seus petrodólares para comprar terras que foram tomadas de seus antepassados pela espada". — James M. Markham, The New York Times, 1981.
O diário madrilenho ABC ressaltou que 800 mesquitas na Espanha estão fora de controle. O diário espanhol La Razon acusou os doadores do Golfo, como o Qatar, de serem a origem da islamização da Espanha. Os sauditas também lançaram um novo canal de televisão espanhol, Córdoba TV, seguidos pelo Irã com outro canal.

Eles sonham e trabalham para recuperar o "califado perdido" da Espanha. Alguns islamistas o fazem com bombas e atropelamentos. Outros, mais discretamente, o fazem com dinheiro e dawa, divulgação do Islã. A segunda maneira pode ser ainda mais eficiente do que a primeira.

O Xeque Tamim bin Hamad al Thani, do Qatar, quis comprar a Arena de Barcelona La Monumental, de quase 20 mil lugares, para transformá-la na maior mesquita da Europa. (Imagem: Sergi Larripa/Wikimedia Commons)
     
A cerimônia realizada em 2003 foi anunciada com manchetes bombásticas: "após uma demora de mais de 500 anos, os muçulmanos espanhóis finalmente conseguiram construir sua própria mesquita à sombra de Alhambra, outrora símbolo do poder islâmico na Europa". Uma equipe da Al Jazeera foi enviada para fazer a cobertura do evento: um muezim (encarregado que chama os muçulmanos às orações do alto dos minaretes) subiu ao alto do minarete da Grande Mesquita de Granada para chamar os fiéis para a oração pela primeira vez em cinco séculos.

De Osama bin Laden ao autoproclamado califa Abu Bakr Al Baghdadi, todos os líderes da jihad global - incluindo a célula terrorista que matou 17 pessoas em Barcelona - mencionaram a Espanha no contexto dos territórios a serem conquistados pelo Islã. Há, no entanto, outras formas de conquista além da jihad. Há também "a conquista silenciosa", assim chamada pela revista francesa Valeurs Actuelles.

A conquista silenciosa é uma investida sinuosa para reislamizar a Espanha por meio de centros culturais, megamesquitas, proselitismo, conversões e investimentos financeiros. Este expediente pacífico de evocar a submissão está em andamento já faz algum tempo, sendo apoiado por uma enxurrada de dinheiro de países como o Qatar e a Arábia Saudita. Segundo o ex-comandante das forças britânicas no Iraque, General Jonathan Shaw, esses dois países em particular ativaram uma "bomba-relógio" ao financiarem a disseminação global do islamismo radical.

New York Times salientou pela primeira vez em 1981: "expulsos há cinco séculos pelos cruzados cristãos, os árabes estão de volta à Espanha, usando seus petrodólares para comprar terras que foram tomadas de seus antepassados pela espada". A Espanha naquela época não tinha sequer reconhecido o Estado de Israel e a monarquia espanhola visitava corriqueiramente o Príncipe Fahd da Arábia Saudita quando ele tirava férias no sul da Espanha. Depois foi a vez do Kuwait: "no final da década de 1980, quando a Espanha estava em plena ascensão, o Kuwait veio investir e adquirir empresas".

Desde então, as monarquias árabes tiveram como alvo a Espanha para grandes investimentos. Alguns edifícios emblemáticos de Madrid e Barcelona, isso sem falar da Costa del Sol, já são de propriedade de grupos de investimentos árabes, do Estádio Santiago Bernabeu em Madri à cadeia de hotéis de luxo W Hotel de Barcelona.

Em Marbella, a poucos metros da Mesquita do Rei Fahd, encontra-se o Alanda Hotel, que oferece alimentos e serviços halal para atender as demandas dos clientes muçulmanos. Em 2011, a International Petroleum Investment Company, controlada pelo Emirado de Abu Dabi, comprou a Cepsa, segunda maior empresa petrolífera da Espanha.

Em janeiro último o Rei Felipe VI da Espanha visitou a Arábia Saudita anunciando que a Espanha irá incrementar as relações econômicas, comerciais e de investimento com o reino islâmico. Antes disso, em 2012, a Saudi Aramco deu preferência a projetos de empresas espanholas no valor de US$700 milhões. A Espanha e o Qatar estão negociando a formação de um Fundo de investimento conjunto no valor de US$1 bilhão que possibilitará o país do Golfo a investir na América Latina.

mídia dos Emirados Árabes chamou a Espanha de "um país promissor para o investimento do mundo árabe". Depois do Qatar, foi a vez de Omã investir no mercado espanhol: Omã acaba de acordar investimentos de até US$120 milhões em uma mina de urânio na Espanha, para ser usada em usinas de energia nuclear de Omã.

Demograficamente os muçulmanos estão testemunhando um aumento surpreendente de sua população na Espanha. Em 1990 os muçulmanos totalizavam 100 mil habitantes no país. Em 2010 o número saltou para 1,5 milhão. Em 2017 está perto de dois milhões. É um crescimento de 1.900% em 27 anos.

Já há 1.400 mesquitas na Espanha. De acordo com o Observatório de Pluralismo Religioso da Espanha (uma iniciativa do Ministério da Justiça), "esse número representa 21% de todos os lugares de culto de todas as religiões presentes na Espanha".

O financiador mais prolífico de mesquitas na Espanha é a Arábia Saudita. Em 1985, usando apenas recursos próprios, o reino saudita abriu o Centro Cultural Islâmico em Madri, a maior mesquita da Europa, seguida pelo Centro Islâmico de Málaga, que os sauditas financiaram com 22 milhões de euros (hoje a região circunvizinha de Madri conta com 112 mesquitas e centros culturais islâmicos). Conforme Soeren Kern do Gatestone Institute salientou: os sauditas construíram mesquitas em tudo quanto é canto, de Marbella à Fuengirola.

Inescrupulosos governos islâmicos, como o Irã, também conseguiram se infiltrar em partidos políticos espanhóis. De acordo com uma investigação, Teerã doou dinheiro ao Podemos, partido de esquerda que surgiu como uma nova força no cenário político espanhol.

O diário madrilenho ABC ressaltou que 800 mesquitas na Espanha estão fora de controle. O diário espanhol La Razon acusou os doadores do Golfo, como o Qatar, de serem a origem da islamização da Espanha. Os sauditas também lançaram um novo canal de televisão espanhol, Córdoba TV, seguidos pelo Irã com outro canal.

Os detalhes dessa proliferação religiosa são abordados no livro A Espanha de Alá de Ignacio Cembrero. Apesar do número de igrejas católicas na Espanha não ter sofrido muita variação durante muitos anos, as mesquitas muçulmanas têm crescido a uma velocidade de 20% ao ano.

O Xeque Tamim bin Hamad al Thani, do Qatar, também quis comprar a Arena de Barcelona La Monumental para transformá-la na maior mesquita da Europa. Os Emirados Árabes Unidos financiaram a construção da Grande Mesquita de Granada.  

Carlos I. S. Azambuja é Historiador.

6 comentários:

Loumari disse...

Asistan esto por favor!

ALGO GRANDE VA A OCURRIR EN LATINOAMERICA COLOMBIA EN EL MAPA DE AMENAZA

Algo grande va a ocurrir en Latinoamérica donde se muestra un mapa del nivel de Amenaza que muestra a Colombia como el mas alto.

https://www.youtube.com/watch?v=CglITj630qY


HABAKKUK 1:9" All of them come for violence. Their horde of faces moves forward (for meca; not to heaven). They collect captives like sand.
10"They mock at kings And rulers are a laughing matter to them. They laugh at every fortress And heap up rubble to capture it. 11"Then they will sweepthrough like the wind and pass on. But they will be held guilty, They whose strength is their god."


Revelation 13:4 And they worshipped the dragon which gave power unto the beast: and they worshipped the beast, saying, Who is like unto the beast? who is able to make war with him?
5 And there was given unto him a mouth speaking great things and blasphemies; and power was given unto him to continue forty and two months.
6 And he opened his mouth in blasphemy against God, to blaspheme his name, and his tabernacle, and them that dwell in heaven.


Deuteronomy 18:20-22 King James Version (KJV) 20 But the prophet, which shall presume to speak a word in my name, which I have not commanded him to speak, or that shall speak in the name of other gods, even that prophet shall die.


Deuteronomy 13

Idolaters to Be Put to Death

…4"You shall follow the LORD your God and fear Him; and you shall keep His commandments, listen to His voice, serve Him, and cling to Him. 5"But that prophet or that dreamer of dreams shall be put to death, because he has counseled rebellion against the LORD your God who brought you from the land of Egypt and redeemed you from the house of slavery, to seduce you from the way in which the LORD your God commanded you to walk. So you shall purge the evil from among you. 6"


And the devil, who deceived them, was thrown into the lake of burning sulfur, where the beast and the false prophet had been thrown. They will be tormented day and night for ever and ever.
(REVELATION 20:10)


Citizens of the world open your eyes
The serpent with its legion of murderers are already in our houses. We will all be slain by Muslims

Loumari disse...

JEREMIAS 25:4,11 Continuamente o Senhor enviou-vos os profetas, seus servos, mas nenhuma atenção lhes prestastes, e não destes ouvidos às suas mensagens.
Assim falava ele: renuncie cada um de vós à vida perversa e à maldade do procedimento, e ficareis para sempre na terra que o Senhor vos havia concedido, assim como a vossos pais desde sempre.
Não andeis à procura de outros deuses, para ante eles vos prostrardes e lhes renderdes culto. Não me provoqueis à cólera, para vossa própria desgraça, com esses {ídolos} que vossas mãos fabricaram.
Mas não me escutastes - oráculo do Senhor -, o que provocou minha cólera, para a vossa desgraça, por causa dos {ídolos} feitos por vossas mãos.
Por isso, assim disse o Senhor dos exércitos: porque não me escutastes as palavras,
vou conclamar todas as tribos do norte, - oráculo do Senhor -, assim como o meu servo, Nabucodonosor, rei de Babilônia, a fim de lançá-los contra esta terra e seus habitantes, e todas essas nações que a cercam. Votá-los-ei ao interdito e deles farei objeto de assombro, de assobio e de eterna ruína.
Abafarei seus gritos de alegria e os cânticos de júbilo, a voz do esposo e da esposa, e amortecerei o ruído da mó e o brilho da lâmpada.
Converter-se-á esta terra em angústia e solidão,

Loumari disse...

AGORA VEDE O QUE A TAL RELIGIÃO DITA DA PAZ E DO AMOR ENSINA AOS SEUS SEGUIDORES
VEDE POIS AS BASES DO ENDOUTRINAMENTO SOBRE QUAIS O EXÉRCITO DO TAL DE ALLAH E A SUA LEGIÃO DE ASSASSINOS SE APOIAM:


"Os judeus dizem:" Uzair o filho de Deus "e os cristãos dizem:" Cristo é o filho de Deus. Esse é um ditado de suas bocas. Eles imitam o ditado de quem não acreditava antes deles. "Que Allah destruí-os! (Alcorão 09:30)

Estes são os slogans e as mensagens que nos declaram os seguidores de allah desde Europa para o mundo:


>MATAI AQUELES QUE INSULTAM O ISLÃO.....
>EUROPA PAGARÁS: A TUA DEMOLIÇÃO ESTÁ EM MARCHA;
>EUROPA PAGARÁS: A TUA EXTERMINAÇÃO ESTÁ A CAMINHO.....
>DECAPITAI OS QUE INSULTAM O ISLÃO
>EUROPA É O CÂNCRO, ISLÃO É A RESPOSTA'
>EXTERMINAI OS QUE VÃO CONTRA O ISLÃO'
>O ISLÃO DOMINARÁ O MUNDO'
>QUE A LIBERDADE VÁ PARA O INFERNO'
>EUROPA. TIRA ALGUMAS LIÇÕES DO 11 DE SETEMBRO'
>PREPAREM-SE PARA O VERDADEIRO HOLOCAUSTO'

AQUI AS BASES CORÂNICAS LEIAM:

Tu deves estuprar, casar e divorciar meninas na pré-puberdade. Alcorão 65:4, 4:3

Tu deves ter relações sexuais com escravas sexuais e trabalhadoras escravas. Alcorão 4: 3, 4:24, 5:89,33:50, 58: 3, 70:30

Tu deves bater nas escravas sexuais, nos trabalhadores escravos, e nas esposas. Alcorão 04:34

Tu deves ter quatro testemunhas masculinas muçulmanas para comprovar um estupro. Alcorão 24:13

Tu deves matar aqueles que insultam o Islão ou Maomé. Alcorão 33:57

Tu deves crucificar e amputar não-muçulmanos. Alcorão 8:12, 47: 4

Tu deves matar os não-muçulmanos para garantir receber as 72 virgens no céu. Alcorão 9: 111

Tu deves matar quem deixar o Islão. Alcorão 2: 217, 4:89

Tu deves decapitar não-muçulmanos. Alcorão 8:12, 47: 4

Tu deves matar e morrer por Alá. Alcorão 9: 5

Tu deves aterrorizar os não-muçulmanos. Alcorão 8:12, 8:60

Tu deves roubar e furtar os não-muçulmanos. Alcorão Capítulo 8 (Saque / Espólios de Guerra)

Tu deves mentir para fortalecer o Islã. Alcorão 3:28, 16: 106

Tu deves lutar contra os não-muçulmanos, mesmo que você não queira. Alcorão 2: 216

Tu NÃO deves tomar os não-muçulmanos como amigos. Alcorão 05:51

Tu deves chamar os não-muçulmanos de porcos e macacos. Alcorão 5:60, 7: 166, 16: 106

Tu deves tratar os não-muçulmanos como as criaturas mais vis, que não merecem misericórdia. Alcorão 98: 6

Tu deves tratar os não-muçulmanos como inimigos jurados. Alcorão 4: 101

Tu deves matar os não-muçulmanos por não se converterem ao Islão. Alcorão 09:29

Tu deves extorquir não-muçulmanos para manter o Islão forte. Alcorão 09:29.

Loumari disse...

Não vos deu Moisés a lei? e nenhum de vós observa a lei. Por que procurais matar-me?
(JOÃO 7:19)


É isso mesmo, perguntamos aos muslims: Por que nos matais? Por que matais o povo de Cristo?


Se fôsseis filhos de Abraão, faríeis as obras de Abraão.
Mas, agora, procurais matar-me, a mim, homem que vos tem dito a verdade, que de Deus tem ouvido; ABRAÃO NÃO FEZ ISTO.
(JOÃO 8:39)


Vós tendes por pai o Diabo, e quereis satisfazer os desejos do vosso pai: ELE FOI HOMICIDA DESDE O PRINCIPIO, E NÃO SE AFIRMOU NA VERDADE, PORQUE NÃO HÁ VERDADE NELE; Quando ele profere mentiras, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e PAI DA MENTIRA.
(JOÃO 8:44)


Com sangue comeis, e levantais os vossos olhos para os vossos ídolos, e derramais sangue! E possuireis esta terra?
(EZEQUIEL 33:25)


Coisa espantosa e horrenda se anda fazendo na terra.
Os profetas profetizaram falsamente, e os sacerdotes dominam pelas mãos deles, e o meu povo assim o deseja: que fareis no fim disto?
(JEREMIAS 5:30)


QUANDO TU FAZES MAL, ENTÃO ANDAS SALTANDO DE PRAZER.
(JEREMIAS 11:15)


Mas Moisés disse: Por que quebrantais o mandado do Senhor? pois isso não prosperará.
(NÚMEROS 14:41)


As vossas luas novas e as vossas solenidades as aborrece a minha alma; já me são pesadas; já estou cansado de as sofrer.
Pelo que, quando estendeis as vossas mãos, escondo de vós os meus olhos;
sim, quando multiplicais as vossas orações, não as ouço, porque as vossas mãos estão cheias de sangue.
(ISAÍAS 1:14)

Loumari disse...

Maior líder muçulmano da Arábia Saudita pede a destruição de todas as igrejas cristãs

Perseguição aos cristãos no Oriente Médio pode resultar em conflito global

O sheik Abdul Aziz bin Abdullah, o grão-mufti da Arábia Saudita, maior líder religioso do país onde Maomé nasceu, declarou que é “necessário destruir todas as igrejas da região.”
Tal comentário do líder muçulmano foi uma resposta ao questionamento de uma delegação do Kuwait, onde um membro do parlamento recentemente também pediu que igrejas cristãs fossem “removidas” do país.
O grão-mufti salientou que o Kuwait era parte da Península Arábica, e por isso seria necessário destruir todas as igrejas cristãs de lá.
“Como acontece com muitos muftis antes dele, o sheik baseou sua fala na famosa tradição, ou hadith, que o profeta do Islão teria declarado em seu leito de morte: ‘Não pode haver duas religiões na Península [árabe]’. Isso que sempre foi interpretado que somente o Islão pode ser praticado na região”, explicou Raymond Ibrahim, especialista em questões islâmicas.
A importância dessa declaração não deve ser subestimada, enfatiza Ibrahim: “O sheik Abdul Aziz bin Abdullah não é um líder muçulmano qualquer que odeia as igrejas. Ele é o grão-mufti da nação que levou o Islão para o mundo. Além disso, ele é o presidente do Conselho Supremo dos Ulemás [estudiosos islâmicos] e presidente do Comitê Permanente para a Investigação Científica e Emissão de Fatwas. Quando se trata do que o Islão prega, suas palavras são imensamente importantes “.
No Oriente Médio, os cristãos já estão enfrentando perseguição maior, incluindo a morte, nos últimos meses. Especialmente nos países onde as facções militares islâmicas têm aproveitado o vácuo de poder criado pelas revoluções da chamada “Primavera árabe”, como Egipto, Líbia e Tunísia, Jordânia, Marrocos, Síria e Iêmen.
Os cristãos coptas, por exemplo, que vivem no Egipto há milênios estão relatando níveis mais elevados de perseguição de muçulmanos contra cristãos. No Norte de África, os muçulmanos prometeram erradicar o cristianismo em alguns países, como a Nigéria. No Iraque, onde os cristãos tinham algumas vantagens durante o governo de forte Saddam Hussein, populações cristãs inteiras fugiram. O Irão também tem prendido crentes e fechado igrejas mais do que de costume.
Ibrahim escreveu ainda em sua coluna: “Considerando a histeria que aflige o Ocidente sempre que um indivíduo ofende o Islão, por exemplo, um pastor desconhecido qualquer, imagine o que aconteceria se um equivalente cristão do grão-mufti, digamos o Papa, declarasse que todas as mesquitas da Itália devem ser destruídas, imaginem o frenesi da media ocidental. Imediatamente todos os veículos gritariam insistentemente “intolerância” e “islamofobia”, exigiriam desculpas formais e apelariam para uma reacção dos políticos”.
O estudioso acredita que uma onda de perseguição sem precedentes está prestes a ser iniciada na região, que ainda testemunha Israel e Irão viverem ameaçando constantemente fazerem ataques. O resultado disso pode ser um conflito de proporções globais.

Traduzido e adaptado de Arabian Business e WND
FONTE: NOTÍCIAS CRISTÃS ACTUALIZADAS

Loumari disse...

A MATANÇA DOS INOCENTES

Em Ramá se ouviu uma voz, lamentação, choro e grande pranto:
Raquel chorando os seus filhos e não querendo ser consolada, porque já não existem.
(MATEUS 2:18)


Porque já muitos enganadores entraram no mundo, os quais não confessam que Jesus Cristo veio em carne.
Este tal é o enganador e o anticristo.
(2 JOÃO 1:7)


(Alcorão 09:30) "Os judeus dizem: " Uzair o filho de Deus e os cristãos dizem:" Cristo é o filho de Deus. Esse é um ditado de suas bocas. Eles imitam o ditado de quem não acreditava antes deles. "Que Allah destruí-os!


Sede sóbrios; vigiai; porque o DIABO, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a que possa tragar.
Ao qual resisti, firmes na fé, sabendo que as mesmas aflições se cumprem entre os vossos irmãos no mundo.
(1 PEDRO 5:8)


Porque há muitos desordenados, faladores vãos e enganadores, principalmente os da circuncisão, Aos quais convém tapar a boca, homens que transformam casas inteiras, ensinando o que não convém, por torpe ganância. Um deles, seu próprio profeta; São sempre mentirosos, bestas ruins, ventres preguiçosos.
(TITO 1:10)