terça-feira, 10 de outubro de 2017

Inadimplência e crise econômica persistentes fazem agência de risco negativar sistema bancário


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Demorou, porém a tragédia anunciada começa a fazer parte do terror econômico brasileiro. A longa política de juros altos (para gerar lucros com a rolagem da dívida pública) e os maus tratos provocados contra clientes em dificuldade para quitar dívidas agora levam a agência de risco Moody’s a rebaixar sistema financeiro brasileiro – que até outro dia posava de estável. A tendência é que os bancos que colaboraram com o aumento do calote agora ganhem classificações negativas. Eis a pior notícia para a pretensão presidencial de Henrique Meirelles...

Apesar do discurso otimista de sempre, a Moody’s não antecipa uma redução material na inadimplência. "A inadimplência seguirá alta nos próximos 12 a 18 meses devido aos níveis ainda elevados de desemprego e resultados corporativos fracos". Na mesma balada da agência de risco, a Instituição Fiscal Independente (IFI) do Senado adverte que o risco de insolvência do País "não é desprezível" caso as reformas estruturais não sejam aprovadas pelo Congresso Nacional. A IFI alerta: "O País poderia migrar para uma situação de juros crescentes, investimentos cadentes (a partir do atual nível, já bastante baixo) e crescimento econômico inviabilizado".

Já se prevê um avanço da dívida pública até 2025, quando atinge o pico de 93,5% do PIB: "Esse avanço constante e ininterrupto da dívida pública configuraria um quadro de insolvência do Estado". Na avaliação da IFI, o fenômeno levaria investidores a exigir juros cada vez maiores e prazos menores para financiar o governo. “Com isso, o Orçamento ficaria mais comprometido com o pagamento de juros, e os déficits persistiriam por mais tempo”.

Resumindo, em linguagem caipira: A perspectiva é de mais voo da galinha combinado com o rabo correndo atrás do cachorro, com quebradeira da União, Estados e municípios e, principalmente, a desgraça financeira de mais de 60 milhões de brasileiros endividados, sem crédito e sem trabalho. 2018 promete ser um ano infernal do ponto de vista político e econômico...

Planeta dos Macacos é aqui

Um casal de chipanzés que escapou do Santuário dos Grandes Primatas, na região rural de Sorocaba (SP), foi filmado invadindo uma casa, para furtar alimentos.

Depois de arrombar uma porta com um chute e uma peitada, a fêmea se assustou com quem estava na residência, e ambos fugiram.

Será que o Brasil da roubalheira e corrupção está na vanguarda do atraso para gerar um “Planeta dos Macacos”?


Congresso do Avança Brasil

Nossos leitores estão convidados para o CONGRESSO ANUAL AVANÇA BRASIL – Belo Horizonte, 18/11/17

NÃO PERCA TEMPO! FAÇA JÁ A SUA INSCRIÇÃO CLICANDO AQUI: https://avancabrasil.vpeventos.com/SVN3d1lHQUtZQW89-nova-inscricao.html#/

Ouro Minas Palace Hotel

Endereço: Av. Cristiano Machado, 4001 - Ipiranga, Belo Horizonte - MG, 31160-342, Brasil / Telefone: +55 31 3429-4000

Agenda

08:00 - Credenciamento

08:30 - Abertura Oficial – Avança Brasil

Nilton Caccáos e Eduardo Resende

09:00 - Palestra de Abertura - Porque o Brasil é um país atrasado?

Luiz Phillipe de Orleans e Bragança

09:45 - Painel 1: Qual o compromisso da classe política? Quais as reformas políticas necessárias no Brasil? 

Álvaro Dias, Domingos Sávio, Jaime Martins, José Medeiros  - Moderadores: Luiz Phillipe e Nilton Caccáos


11:15 INTERVALO

11:45 - Painel 2: Precisamos Refundar o Brasil - Porque e como chegaremos lá

Thomas Korontai, Luiz Phillipe Orleans e Bragança, Fernando Francischini e Fabiano Tolentino - Moderadores: Jorge Serrão e Raphael Panichi

12:45 - ALMOÇO

14:00 - Painel 3: Transformação Cultural da Direita 

Joice Hasselmann, Allan dos Santos, Bia Kicis, Hélio Beltrão, Eder Borges – Moderadores: Leonardo Dias e Alexandre Moros

15:30 - Painel 4: Urna Eletrônica e Voto Impresso

Major Olímpio, Hugo Hoeschl, Claudio Tonelli, Dalmo Accorsini, Orlando José Leite de Castro  – Moderadores: Delair Gasparin e Willian Bull

16:30 - INTERVALO

17:00 - Painel 5: Educação para um novo Brasil

Miguel Nagib, Stavros Xanthopoulos, Izalci Lucas,  Marcel Van Hattem - Moderadores:  Bia Kicis e Willian Bull

18:00 - Encerramento

Gentileza



Time precisa perder



Empurrando



Colabore com o Alerta Total

Os leitores, amigos e admiradores que quiserem colaborar financeiramente com o Alerta Total poderão fazê-lo de várias formas, com qualquer quantia, e com uma periodicidade compatível com suas possibilidades.

Nos botões do lado direito deste site, temos as seguintes opções:

I) Depósito em Conta Corrente no Banco do Brasil.
Agência 4209-9, C/C: 9042-5, em favor de Jorge Serrão.

II) Depósito em Conta Poupança da Caixa Econômica Federal ou em agências lotéricas: 2995 013 00008261-7, em favor de Jorge Serrão.

OBS) Valores até R$ 9.999,00 não precisam identificar quem faz o depósito; R$ 10 mil ou mais, sim.

III) Depósito no sistema PagSeguro, da UOL, utilizando-se diferentes formas (débito automático ou cartão de crédito).

IV) Depósito no sistema PayPal, para doações feitas no Brasil ou no exterior.

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!


O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 10 de Outubro de 2017.

2 comentários:

Sergio Soares disse...

O Bitcoin e seus similares vão detonar o corrupto sistema bancário mundial e isto está em andamento como disse o pai da web Tim Bernes-Lee.Se segurem os Rothschild.

jomabastos disse...

A Praça dos Três poderes tem que fechar a torneira da corrupção, cortar na despesa pública(começando pelo salário dos políticos), e começar a governar.
Vem acontecendo um endividamento catastrófico do estado brasileiro. Não há como culpar a crise externa! São a corrupção,o desinvestimento e a paupérrima gestão em todos os níveis, as principais causas do crescimento da dívida pública.

Uma Intervenção Constitucional para uma renovação da Constituição, e não só, tem que acontecer, para que o Brasil se possa recuperar da atual catástrofe política, social, econômica e financeira.