domingo, 19 de novembro de 2017

Cadeia Velha é que faz impunidade boa?


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Embora não seja uma unanimidade entre cozinheiros, alguns acham que “panela velha é que faz comida boa”. Fazendo um trocadilho infame, enquanto o Brasil tenta digerir o que o Crime Institucionalizado produziu de pior no Rio de Janeiro, pode-se garantir que a “Cadeia Velha” (a operação da Polícia Federal que prendeu a quadrilha chefiada pela cúpula do legislativo do RJ) consagrou uma impunidade nada boa, temperada por uma espécie de interpretação “suprema à cubana” da Constituição vilã de 1988 - que as pessoas honestas não conseguiram engolir até agora.

A libertação dos deputados Jorge Picciani, Paulo Mello e Edson Albertassi – decidida por seus pares da Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro – tem tudo para ser revertida. Certamente, o Supremo Tribunal Federal será acionado, e pode produzir mais uma polêmica interpretação. A tese que se desenha agora é que a regra sobre prisão ou soltura de parlamentares só vale para a Câmara dos Deputados e o Senado. A prerrogativa não pode beneficiar deputados estatuais ou vereadores. Assim que for acionado, é isto que o STF tende a proclamar.

Demorou um pouquinho e precisou que os deputados do esfrangalhado Estado do Rio de Janeiro dessem o mau exemplo que gerou repercussão negativa, para que, finalmente, a cúpula do Judiciário constatasse os efeitos desastrosos da suprema “interpretação” que atribuiu ao Poder Legislativo a decisão final sobre medidas cautelares contra parlamentares. Na onda da decisão que salvou Aécio Neves, assembléias legislativas e câmaras de vereadores correram para mandar soltar ou reintegrar os mandatos de seus corruptos parlamentares.

Aguardemos, então, por uma nova “interpretação” suprema da Constituição que precisa ser mudada e trocada por outra urgentemente. Enquanto o STF cozinha o galo, seguimos no enxugamento de gelo contra a corrupção brasileira – que não vai acabar tão cedo porque nossos bandidos sabem muito bem empregar o aparato legal para manter a Ditadura do Crime Institucionalizado. Agüentemos, até quando der, a indigesta impunidade.

Intervenção Bolsonaro

Do Jurista Antônio José Ribas Paiva, um comentário certeiro sobre o presidenciável Jair Bolsonaro:

“O Bolsonaro poderia usar sua liderança para conseguirmos a INTERVENÇÃO INSTITUCIONAL. Mesmo se fosse eleito, que poderia ele  fazer sozinho contra o sistema político criminoso, que nos massacra? Nada!!! Ou intervimos e afastamos o crime do Poder do Estado ou tudo continuará como sempre foi. Com ou sem Bolsonaro”.


Colabore com o Alerta Total

Os leitores, amigos e admiradores que quiserem colaborar financeiramente com o Alerta Total poderão fazê-lo de várias formas, com qualquer quantia, e com uma periodicidade compatível com suas possibilidades.

Nos botões do lado direito deste site, temos as seguintes opções:

I) Depósito em Conta Corrente no Banco do Brasil.
Agência 4209-9, C/C: 9042-5, em favor de Jorge Serrão.

II) Depósito em Conta Poupança da Caixa Econômica Federal ou em agências lotéricas: 2995 013 00008261-7, em favor de Jorge Serrão.

OBS) Valores até R$ 9.999,00 não precisam identificar quem faz o depósito; R$ 10 mil ou mais, sim.

III) Depósito no sistema PagSeguro, da UOL, utilizando-se diferentes formas (débito automático ou cartão de crédito).

IV) Depósito no sistema PayPal, para doações feitas no Brasil ou no exterior.

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!


O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 20 de Novembro de 2017.

9 comentários:

Martim Berto Fuchs disse...

"Do Jurista Antônio José Ribas Paiva, um comentário certeiro sobre o presidenciável Jair Bolsonaro:"
Desculpe Serrão, mas não acho um comentário certeiro. A melhor fórmula é ele ganhar a eleição e caso o novo Congresso Nacional continuar intransigente nas suas maracutaias, ele, amparado pela Constituição, utilizar-se do artº 142 e fechar aquela pocilga por tempo determinado e fazer as reformas necessárias.
Bolsonaro já está sendo considerado extremado, inclusive pela mídia internacional. Se ele apoiar a Intervenção agora, no meu entender, estará liquidado. Vão pregar uma tarja de radical de direita e acabam com ele.
Deixem ele fazer a campanha dele como vem fazendo. Está indo bem assim. Vai ganhar a eleição no ano que vem.

Loumari disse...

Brasil: Lula diz que está pronto para "assumir o poder" em 2018

Em uma entrevista com o "Mundo", o ex-presidente defende-se contra as acusações legais e diz que pode "continuar a ajudar os mais pobres".

Por CLAIRE GATINOIS, correspondente em São Paulo

Em 2010, Luís Inácio Lula da Silva, conhecido como "Lula", deixa o poder no Brasil depois de dois mandatos, com uma popularidade de mais de 80%. Sete anos depois, a sua subcampeã, Dilma Rousseff, foi demitida, e o país, abalado pela investigação anticorrupção "Lava Jato", afunda em uma crise moral, económica e política. Apesar de uma condenação por corrupção, Lula, do Partido dos Trabalhadores (PT, à esquerda), afirma candidatar-se à presidência em 2018 para reorientar o Brasil sobre as faixas do progresso e desenvolvimento. Ele é, até agora, nas pesquisas o favorito.

Qual é a origem da crise no Brasil?

Provavelmente cometemos erros. Mas ninguém alcança 80% de aprovação de opinião favorável por seus erros. Ninguém ganha a bola dourada depois de ter jogado mal. Em 2010, consegui eleger a primeira mulher presidente, que atingiu os conservadores porque Dilma também é uma ex-guerrilheira. Ela teve um bom começo. As coisas começaram a deteriorar-se em 2013. Algo estranho estava pairando no ar. A rua começou a desafiar o poder, a organização da Copa do Mundo [futebol em 2014] e nossa política de inclusão social.

Fonte: http://mobile.lemonde.fr/ameriques/article/2017/11/18/lula-je-peux-encore-aider-les-plus-pauvres_5216876_3222.html?

Loumari disse...

Os sonhos eu que tive na madrugada de 08-04-2017 Que cada um interprete isso como lhe parece.

Sonho eu estar nos ares e onde eu estava podia ver todo o território do Brasil. E via todas as gentes naquela área, todos como pessoas cansadas, mas cansadas mesmo, ninguém olhava para o céu, e tão-pouco tinham as pessoas as forças de erguer a cabeça e olhar para além. Se lhes via todos com ombros caídos e cabeças para baixo, cansados e a caminharem sem rumo preciso. E, ouço uma voz que ressoava do Universo que dizia: Graças a ciência o presidente Lula curou de seu câncer.
Despertei deste sonho e olho para a hora e vi que era 2:45 AM
Me levanto e vou para o toilette e volto a dormir. Torno a sonhar exactamente o mesmo sonho. E esta voz que ressoava do Universo a dizer: Graças a ciência o presidente Lula curou de seu câncer.

Sérgio Alves de Oliveira disse...

A sugestão dada pelo Dr.Ribas no sentido do Bolsonaro "arranjar" uma intervenção institucional somente poderia se dar se ele FOSSE eleito. Aí seria fácil. Bastaria ele ter o controle do Ministério da Defesa e dos Comandos Militares que os "valentões" da política não dariam um só "pio".Com uma intervenção ANTES,é evidente que Bolsonaro nem seria eleito porque não haveria eleição em 2018,como previsto. Seria necessário mais tempo. Mas nessa hipótese não se poderia cogitar de nenhuma intervenção verdadeira caso não fossem cortadas "de pronto" as asas dos Poderes Legislativo e Judiciário federais.Sem isso não há que falar em "intervenção".

Anônimo disse...

Já dizia sanconiaton...

Anônimo disse...

Já dizia sanconiaton...

Anônimo disse...

De fato, o Lula até agora não entendeu por que os maçons o colocaram e retiraram de lá.

Anônimo disse...

Poder da cadeia de Curitiba? É possível. Se ele estava se referindo a ser presidnete de novo, deve ter tomado uma água contaminada.

Martim Berto Fuchs disse...

Incrível. Achei que era só os bolsa-família e os ignorantes políticos que ainda votariam no Lullarápio. Me enganei. Tem mais alguns.