domingo, 12 de novembro de 2017

Pronto para torcer por miniaturas de Presidentes?


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

A tragédia brasileira não tem adjetivos que a definam com perfeição. Imagina que ainda falta um ano para a eleição do próximo titular do Palácio do Planalto. E seguimos com uma miniatura de Presidente da República que, assim que deixar o poder, terá de acertar contas com o Judiciário por acusações em crimes relacionados à corrupção. Se você reclama desta desmoralização, prepare-se para o que vem por aí...

Até o resultado da eleição presidencial no ano que vem, o Brasil segue ingovernável, sob inércia econômica, muita tensão política (com previsão de radicalização em 2018) e explosões incessantes de violência. Narcopolíticos e agentes estatais corruptos, entre uma lavadinha ou outra de dinheiro, patrocinam a onda crescente de barbárie. As Forças Armadas, por enquanto, participam do jogo como enxugadoras de gelo. Na verdade, estão em treinamento geral para o caos que pode sair de controle a qualquer momento.

Os bandidos profissionais se reinventam. Querem manter sua hegemonia a qualquer custo – principalmente se o dinheiro para sustentar a suruba institucional vier do cidadão pagador de impostos e pelo sacrifício da sociedade em geral. Até agora, pelo discurso eleitoral para 2018, os mais prováveis candidatos dão todos os sinais de que não têm compromisso com mudanças estruturais efetivas.

A maioria só fala em “reformas” (insuficientes para o pleno desenvolvimento do Brasil). Nenhum candidato, até agora, fala, com credibilidade e sem fanfarronice, em tirar o País da vocação de mera colônia de exploração com o povo escravizado pelos donos do poder na máquina pública que emprega a corrupção como meio de existência, sobrevivência e consolidação do mesmo status de coisas e conceitos errados.

Apenas Lula – que ainda não tem certeza de será presidenciável ou presidiário – vislumbra um retorno ao Palácio do Planalto para implantar o regime bolivariano à moda tupiniquim. A candidatura de Jair Bolsonaro cresce, mas ainda fica no ar a dúvida se não acabará abduzido pelo inebriante rentismo de nosso modelo estatal Capimunista. Henrique Meirelles e Geraldo Alckmin não tem chance, porque representam o mais do mesmo, e não empolgam o eleitorado. O sistema ainda tem esperança de que possa tornar viável uma candidatura no estilo do francês Macron. Até o final do ano, o astro televisivo Luciano Huck decidirá se tentará vir de táxi, com a Angélica, para a aventura eleitoral.

Tudo indica que, em 2018, repetiremos os fla-flus de sempre, apenas com uma torcida se comportando de modo mais radical, quase fanático, em defesa do seu candidato salvador da pátria, independentemente do perfil ideológico que ele vender via marketagem. Novamente, na eleição, não devemos ter debates sérios e amplos sobre mudanças estruturais imprescindíveis para o Brasil.

Vamos desenhar para quem é idiota ou cínico demais para admitir e compreender: Hoje vivemos sob a ditadura do Estado-Ladrão, com o crime institucionalizado, corrupção sistêmica, insegurança jurídica e atuação descontrolada de agentes estatais que se comportam como Donos do Poder. Os organizados bandidos empregam a manobra de interpretar e reinterpretar leis, conforme as conveniências, para: cometer abusos e ilegalidades, escapar de acusações ou promover perseguições seletivas contra seus adversários ou inimigos, e, acima de tudo, manter o poder. A ditadura criminosa, evoluiu da Política e da Economia para o domínio institucional.

Vale insistir na pergunta: a maioria da sociedade brasileira quer mudanças estruturais para romper com o domínio do Crime Institucionalizado? Ou a maioria quer apenas participar do joguinho eleitoral no cassino eletrônico de sem direito à conferência de voto por via de recontagem impressa? Pode ter certeza de que a resposta é desagradável para quem sonha e trabalha a favor da construção de um Brasil honesto, produtivo e no caminho do desenvolvimento.

Pelo caos em que mergulho o Brasil, estão sendo criadas e consolidadas as pré-condições para uma Intervenção Institucional. O processo parece inevitável. No entanto, o Brasil é tão diferente de outros países que, no final das contas, o melhor pode não acontecer. O “pior” ainda infesta o poder.

A cultura da corrupção ainda é forte e hegemônica. Romper com ela exige muita Educação (ensino qualificado de conceitos corretos e verdadeiros, junto com valores que respeitem o indivíduo, a família e a Pátria). Apesar de esforços heróicos, continuamos mal neste quesito fundamental.

Apesar de tudo de ruim, devemos ter fé nas mudanças estruturais pela via da Intervenção Institucional. Só não temos direito de ficar iludidos, porque, até o momento, os pesadelos parecem maiores que os sonhos ou desejos de mudança e melhora do quadro conjuntural e estrutural.

Sem amor, fé e esperança, nada muda para melhor. Precisamos insistir na formulação de um Projeto estratégico (possível e desejável) para o Brasil. Por isso, temos de debater tudo com muita seriedade. Não podemos perder tempo com o fla-flu eleitoreiro.

Sábado que vem, dia 18 de novembro, no Hotel Ouro Minas, em Belo Horizonte (MG), o movimento Avança Brasil passará o dia debatendo soluções para o Brasil. Se tudo der certo, o evento será transmitido, via Internet, para mais de 1 milhão e 700 mil seguidores no facebook.

Outros grupos fazem e farão encontros semelhantes. O único jeito é apostar nestas iniciativas. Aplicando a teoria-prática da Garantia da Lei e da Ordem (GLO), as Forças Armadas, por enquanto, caçam narcotraficantes no Rio de Janeiro. No entanto, o maior desejo dos militares é que aconteça o amplo debate estratégico sobre o Brasil.

As mudanças estruturais efetivas – conforme avaliam muitos Generais – acontecerão a partir da definição de soluções bem estudadas. O processo terá todo apoio das Forças Armadas... Entendeu, ou precisa desenhar?... Se precisa, é porque você ainda se ilude com o resultado do “fla-flu” eleitoral...

Diga não às drogas


Fantástica poesia do Bráulio Bessa

Lição de Sir Stewart


Sensacional a campanha promocional da Heineken para o Grande Prêmio do Brasil de Formula 1, com o veterano piloto Jack Stewart – “still drivinig”, e, por isso, não bebe enquanto dirige...

Cunha desafiador


Fundo seco


Colabore com o Alerta Total

Os leitores, amigos e admiradores que quiserem colaborar financeiramente com o Alerta Total poderão fazê-lo de várias formas, com qualquer quantia, e com uma periodicidade compatível com suas possibilidades.

Nos botões do lado direito deste site, temos as seguintes opções:

I) Depósito em Conta Corrente no Banco do Brasil.
Agência 4209-9, C/C: 9042-5, em favor de Jorge Serrão.

II) Depósito em Conta Poupança da Caixa Econômica Federal ou em agências lotéricas: 2995 013 00008261-7, em favor de Jorge Serrão.

OBS) Valores até R$ 9.999,00 não precisam identificar quem faz o depósito; R$ 10 mil ou mais, sim.

III) Depósito no sistema PagSeguro, da UOL, utilizando-se diferentes formas (débito automático ou cartão de crédito).

IV) Depósito no sistema PayPal, para doações feitas no Brasil ou no exterior.

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!


O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 12 de Novembro de 2017.

3 comentários:

jomabastos disse...

DIGA NÃO ÀS DROGAS E SIM A UM CHEIRO NO CANGOTE

Junte 10 kg de flor
20 perfume dos “forte”
One Milion, Animale, Azarro, traga um lote
Nada disso se compara com essa fragrância rara
que a mulher tem no cangote
É por isso que eu me admiro
Quando eu vejo numa esquina
Um cara cheirando pó se esquecendo das “menina”
Desses bestas que “inventa”
De se “acabá” pelas “venta”
Com essa tal de cocaína
Com tanta mulher “bunita” no mundo pra se cheirar
Rebola esse pano magro, toma um banho vá se “arrumá”
Se desate desse nó
Vá procurar num forró
Um cangote pra “cheirá”

Anônimo disse...

Com o comandante das nossas gloriosas FFAA andando em cadeira de rodas o povão alienado a midia domesticada e as redes sociais continuam insistindo na bendita intervenção constitucional, bla bla bla. O brasil já explodiu só um cego não consegue enxergar. As fazendas produtivas são saqueadas pelo exercito do Stedile antilider que ameaça até os poderes constituídos apoiado pelo lularapio que quer ver o brasil pegar fogo para ficar mais fácil voltar ao poder apoiado pela bandidagem politicos corruptos e inclusive pelo STF. O povão vai voltar as ruas na propalada mega manifestação do dia 15 de novembro, todos sorrindo enrolados na bandeira nacional como se fosse um desfile no sambodromo da Marques de Sapucai da outrora cidade maravilhosa cheia de encantos mil. A nossa única solução é voltar as origens comprando uma passagem só de ida para Portugal que nos receberá de braços abertos.Acredite se quiser. rsrsrs........

ALMANAKUT BRASIL disse...

Bolsonaro disparou - 13/11/2017

Jair Bolsonaro disparou nas pesquisas eleitorais.

Numa delas, realizada na semana passada, ele já aparece com 22% dos votos, a menos de sete pontos de Lula.

Ele saiu do nicho direitista e conseguiu atrair quase metade do eleitorado que quer ver Lula na cadeia.

https://www.oantagonista.com/brasil/bolsonaro-disparou


Bolsonaro X Bolsonaro - 13/11/2017

Jair Bolsonaro pode ser eleito presidente do Brasil.

Ninguém mais duvida disso.

O foco, agora, é tentar descobrir o que ele pretende fazer no governo.

https://www.oantagonista.com/brasil/bolsonaro-x-bolsonaro


Presidente Linha Dura é disso que o Brasil precisa(1)

Jefferson Henrique

https://www.youtube.com/watch?v=wNIIRNVU5hM