quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

Eleição é Golpe do Crime!


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Antônio José Ribas Paiva

Todos os brasileiros querem limpar os Três Poderes da República, do crime que usurpou as Instituições e escraviza o povo.
         
Nas ruas e até nas cadeias o sentimento é um só : revolta contra aqueles que traíram o Brasil.
         
Essa realidade, constatada por todos, exige providências imediatas que resgatem o Brasil e garantam o futuro da Nação.
           
Eleger outros Políticos através do mesmo mecanismo eleitoral viciado afastaria os criminosos do Legislativo, do Judiciário e do Executivo ???
           
Evidente que não! Até porque, os membros do Judiciário não são eleitos e, é o Poder responsável por fazer valer a lei e garantir o direito e que diploma os eleitos.
         
Diante dessa realidade irrefutável, a quem aproveitam as eleições ?
           
Somente ao crime, que a todos escraviza, há 32 longos anos, quando Figueiredo deu posse, ilegitimamente a  José Sarney, como opção ao falecido Tancredo.
         
Essa ilegitimidade entregou o Brasil ao crime, que vem reinando e oprimindo o povo de eleição em eleição.
       
O Poder do Crime sobrevive do seu processo eleitoral viciado, que descarta os inconvenientes, para tudo permanecer igual.
       
Nas regras e no Poder do crime, qualquer eleito , mesmo cheio de boas intenções, será uma virgem no cabaré.
         
Essa realidade impõe a INTERVENÇÃO INSTITUCIONAL, para  restabelecer a DEMOCRACIA. Mudar o comandante sem arrumar o navio não impede o naufrágio!

ELEIÇÃO É GOLPE do crime!

BRASIL! ACIMA DE TUDO!!!


Antônio José Ribas Paiva, Jurista, é Presidente do Nacional Club.

Um comentário:

Loumari disse...

INTERVENÇÃO INSTITUCIONAL, para restabelecer a DEMOCRACIA. ???

Explica-nos uma coisa: Esta tal INTERVENÇÃO INSTITUCIONAL, como ela deve ser feita? Estando todos vocês com os posteriores apegados ao sofá?
Dizem que o poder emana do povo. Se o poder emana do povo, por que este mesmo povo não se organiza e vão todos para Brasília e bloquearem todas as instituições até que todos os dos poderes executivos saiam pelas portas traseiras? Nós já assistimos em vários países que quando o povo não quer uma coisa dos seus dirigentes, quando se sentem traídos pelos seus representantes a quem o povo atribuiu sua confiança e creditou-lhes seu voto, o povo se mobiliza em gigantescas manifestações em vias públicas e bloqueiam a capital do país até que o poder executivo apresente sua demissão.
E, é quando se organiza novas eleições legislativas onde novos deputados e parlamentares são eleitos para um governo provisório, na espera de organizar novas eleições presidenciais.
O vosso deus brasileiro é bruto, preguiçoso e por cima, analfabeto.