domingo, 31 de dezembro de 2017

Melhor não prender Lula?


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Estrategicamente falando e indagando: Vale a pena prender Luiz Inácio Lula da Silva, após confirmada sua condenação por órgão judicial colegiado, em segunda instância? Torcedores anti-petralhas responderão que sim. Mas quem raciocina política e corretamente dirá que não. Ou melhor: Ainda não... Mais cauteloso e prudente é aguardar como Lula sairá de outros processos, também com grandes chances de condenação. É enorme a chance de ele se tornar “inelegível” pela Lei da Ficha Limpa.

Pessoas mais precipitadas insistem na tese de que, se não for preso e puder disputar a eleição de 2018, Lula tem “grandes chances” de voltar à Presidência da República. O raciocínio equivale a um palpite para ganhar sozinho na megasena. Lula hoje é uma figura desmoralizada no mundo todo. É muito provável e previsível que a seita dele, o PT (ou Partido da Traição), sofra uma das mais acachapantes derrotas da História. O sistema de Poder Global, que manda de verdade no Brasil sem soberania, não quer Lula. Portanto, a chance real dele vencer é mínima.   

Ser preso, para posar de vítima, é tudo que Lula deseja, logo no começo do ano. Além da prisão em segunda instância ser um tema polêmico, Lula aposta que consegue, facilmente, um habeas corpus no Superior Tribunal de Justiça. Quem cuida da Lava Jato no STJ é o ministro Félix Fischer. Nos meios jurídicos, a aposta é que ele conceda a decisão liminar para manter Lula “soltinho da silva”. Lá impera a jurisprudência de que a prisão só é válida depois de esgotada toda a instância ordinária de recursos.

A galera torce para que Lula tenha sua condenação imposta por Sérgio Moro confirmada pelos três desembargadores da 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, sediada em Porto Alegre. O julgamento, marcado para começar dia 24 de janeiro, tem previsão de terminar no dia 28 ou 29, ainda antes de encerrar o recesso oficial do judiciário, em 31 de janeiro. O recurso ao STJ é quase certo.

A chance de Lula ficar inelegível é gigantesca. O Libertador-Geral da República, Gilmar Mendes, já avisou: “Se for condenado em segunda instância, pela Lei da Ficha Limpa, Lula fica inelegível”. Advogados dele e a Petelândia já sabem disto. Por isso, até que sejam oficializadas as candidaturas para 2018, até 20 de julho, Lula seguirá em sua campanha presidencial fora de hora. Brincará de ser candidato até quando der... A novela tende a ir longe, porque Lula recorrerá contra a quase certa rejeição de sua candidatura pelo Tribunal Superior Eleitoral. O caso deve se arrastar até a véspera do fla-flu eleitoreiro agendado para 7 de outubro...

A não ser que cometa alguma besteira grave, Lula não deve ser preso após uma eventual confirmação de condenação pelo TRF-4. Além disso, é quase certo que o Supremo Tribunal Federal irá rever a regra da prisão em segunda instância. Na fria “interpretação” do que está escrito na Carta Vilã de 1988, o encarceramento é inconstitucional. Resumindo: o Supremo deve rever sua decisão e reafirmar que só se pode prender depois do famoso “trânsito em julgado”. Ou seja, cadeia só depois de esgotados todos os recursos (que parecem infindáveis no judasciário de Bruzundanga).

A Petelândia e seu mito decadente Lula vão infernizar a campanha eleitoreira, até o limite máximo tolerável. A atitude deles só vai desmoralizar, ainda mais, um processo eleitoral de resultado inconfiável, porque o TSE não aceita viabilizar a recontagem de votos. O dogma da votação eletrônica sem direito à conferência só agrava o problema político brasileiro.

A ampliação do desgaste entre os poderes, em 2018, vai acelerar as pré-condições históricas para a inédita Intervenção Institucional – que é a solução para o Brasil. O resto é conversa fiada e mesmice.





Colabore com o Alerta Total

Os leitores, amigos e admiradores que quiserem colaborar financeiramente com o Alerta Total poderão fazê-lo de várias formas, com qualquer quantia, e com uma periodicidade compatível com suas possibilidades.

Nos botões do lado direito deste site, temos as seguintes opções:

I) Depósito em Conta Corrente no Banco do Brasil.
Agência 4209-9, C/C: 9042-5, em favor de Jorge Serrão.

II) Depósito em Conta Poupança da Caixa Econômica Federal ou em agências lotéricas: 2995 013 00008261-7, em favor de Jorge Serrão.

OBS) Valores até R$ 9.999,00 não precisam identificar quem faz o depósito; R$ 10 mil ou mais, sim.

III) Depósito no sistema PagSeguro, da UOL, utilizando-se diferentes formas (débito automático ou cartão de crédito).

IV) Depósito no sistema PayPal, para doações feitas no Brasil ou no exterior.

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!


O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 
A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 31 de Dezembro de 2017.

18 comentários:

Sérgio Alves de Oliveira disse...

O problema, J.Serrão,é que a maioria dos eleitores tupiniquins pensa com a "bunda",não com o cérebro.E a chance de escolha de Lula através da "bunda" é muito grande. O raciocínio lógico exposto por Vossa Senhoria,pelo qual seria inconcebível cogitar da volta desse "pilantra"ao Governo,não tem lugar na cabeça dessa massa idiota. Além do mais,grande parte da força política ainda apoia Lula,o mesmo podendo se dizer do Supremo Tribunal Federal,onde o PT/Lula tem a maioria,e que terá a apalavra final nas ações judiciais respeitantes.

Anônimo disse...

ANONIMO DIZ...
SENHOR SERRAO, BONS DIAS E BOAS ENTRADAS DE ANO NOVO. DESCULPE DISCORDAR DO SENHOR EM RELAÇAO AO BODE QUE ESTA NA NOSSA SALA DE VISITAS. O MAL CHEIROSO BODE JA FOI MUITO LONGE DEMAIS.
OS SINS E PORENS E QUE NOS TROUXERAM AO TERRORISMO QUE NOSSO PAIS ATRAVESSA HOJE.
QUANTOS MAIS PRECISAM MORRER NAS FILAS DE HOSPITAIS, SEM EMPREGOS, ENTRE BRIGA COM FACCOES QUE FORAM CRIADAS PELOS QUARENTAS PARTIDINHOS MEIA BOCA?
QUALQUER PESSOA BEM FORMADA INTELECTUALMENTE, FISICAMENTE, MORALMENTE E PRINCIPALMENTE RELIGIOSAMENTE SABE PERFEITAMENTE QUE OS RUMOS DE NOSSO PAIS COM ESTE COMUNISMO DE COALISAO COM MERDA SUL, MERDA EUROPA E MERDA AFRICA ESTA NOS LEVANDO A UM GENOCIDIO COLETIVO. NOSSO POVO ESTA MORRENDO A DERIVA POR CAUSA DE NOTICAS MENTIROSAS E FALSA DE INSTITUTOS, DIREITOS HUMANOS DE QUEM NAO TRABALHA, MARQUETAGEM ARQUITETADA POR VAGABUNDOS QUE NAO TRABALHAM E SO APOSTAM NO QUE HA DE PIOR PARA NOSSO POVO.
ACREDITAR QUE ESTE VAGABUNDO EGRESSO DA MARQUETAGEM DE MERDA DOS FANATICOS RELIGIOSOS DA RELIGIAO PAGA PORQUE ESTA ACOBERTA TUDO QUANTO E ESCROQUE DO PLANETA E ACREDITAR NA CEGONHA, NO PAPAI NOEL E EM OUTRAS IMAGENS DE NOSSA INFANCIA QUE INFELIZMENTE A INFANCIA DO NOSSO DIA A DIA HOJE NAO TRAZ MAIS, GRAÇAS A MERDIA INFORMANTE PRINCIPALMENTE PLIM PLIM DE MERDA.
NOSSO PAIS TEM QUE TER UMA PARADA FULMINANTE. OS MESMOS MERDA DE SEMPRE ESTAO SE PRONTIFICANDO A FAZER O QUE NAO FIZERAM ATE HOJE.
E A MESMA FALACIA DE SEMPRE.
INCLUSIVE O MINISTRO BARBOSA QUE FOI O INICIADOR DA AMOSTRAGEM DA PICARETAGEM DESSES PARTIDOS MEIA BOCA NAO PODE TER CREDITO SE SE ENCOSTAR COM PESSOAS NO NIVEL DA MARINA E OUTROS DO MESMO ESTIRPE DA PROPRIA.
ESTAMOS SEM SAIDA A NAO SER FAZER UMA DEVASSA TOTAL DE GETULIO PARA CA. CONTINUA...

Anônimo disse...



ANONIMO DIZ...II

NOSSAS FFAA FORAM SUCATEADAS E AVILTADAS PELA CAFONALIA VERMELHA E NAO TEMOS HOJE NENHUM PARTIDO DA DIREITAS TODOS SAO DO GRUPELHO DO AMEM AMEM. TUDO E FEITO DA MESMA MASSA FECAL. NAO PODEMOS SAIR DO BURACO COM ESTA AVILTAÇAO DE TODOS OS PODERES DA REPUBLICA.
TRINTA MINISTROS DE MERDA QUE NAO OPERAM NADA, NAO FAZEM NADA E PRINCIPALMENTE NAO ENTENDEM NADA DA PASTA ONDE FORAM COLOCADOS.
ESTAMOS VIVENCIANDO HOJE EM DIA UM FESTIVAL DE ATITUDES ABERTAS SEM O MENOR ESCRUPULO E SUCATEAMENTO E ENCERRAMENTO DE NOSSAS VIDAS A CEU ESCANCARADO E ABERTO.
OS LIBERTINOS DO PODER PENSAM QUE POR CAUSA DA INIMPUTABILIDADE DELES PODEM FAZER QUALQUER COISA QUE JAMAIS SERAO PRESOS.
ESSA ATITUDE DE DEIXAR SEMPRE O ILICITO PASSAR FOI O QUE NOS TROUXE AO VALAO MORAL, MENTAL E INTELECTUAL.
NOSSA JUVENTUDE ESTA ENTREGUE A PAIS IRRESPONSAVEIS, A AUTORIDADES IRRESPONSAVEIS QUE ESTAO CRIANDO SERPENTES EM VEZ DE CIDADAOS SOLIDOS PARA TOMAR CONTA DA NAÇAO NO AMANHA.
CONTINUAR COM ESTA FRAQUESA EM TODOS OS SENTIDOS E ESSA PERMISSIVIDADE COM MEDO DE CUBA, VENEZUELA, BOLIVIA DO BLOCO BOSTIFERO DE AGENTES DO MAL QUE NAO CRIAM NADA, NAO EXECUTAM NADA, NAO SE APERFEIÇOAM EM NADA E O MESMO QUE ENTREGAR O NOSSO PAIS A MARCHA FUNEBRE FINAL. NAO PODEMOS TOLERAR MAIS O QUE ESTA ACONTECENDO AQUI E QUERER DAR UMA PARADA NO QUE ESTA SENDO FEITO E O MESMO QUE DESLIGAR AS MAQUINAS QUE AINDA SUSTENTAM ESTE PAIS CHEIO DE PORCOS NOS TRES PODERES DE MERDA.
O NOSSO POVO. O POVO QUE AINDA TEM EMPREGOS E QUEM EXERCE O QUE VEM SENDO EXERCIDO NO MOMENTO, NAO NOSSAS AUTORIDADES QUE DESDE 2015 SO FAZEM SE ESCONDER DO QUE FIZERAM.CONTINUA...

Anônimo disse...



ANONIMO DIZ...III

ESTAO ESCONDIDOS NOS RABOS DAS FFAA, ESTAO ESCONDIDOS EM SUAS INIMPUTABILIDADES. SE REALMENTE FOSSEM CIDADAOS PROBOS JA TERIAM TERMINADO COM A INIMPUTABILIDADE DE TODOS. CRIME E CRIME E O QUE FOI FEITO CONTRA NOSSA PATRIA, CONTRA AS FFAA, CONTRA NOSSA BANDEIRA, HINO E RELIGIAO E CRIME INAFIANÇAVEL E DE GUERRA TEM QUE SER PUNIDO E OS DINHEIROS TRAZIDOS DE VOLTA.
O MI, MI, MI TODO E QUE NAO QUEREM PERDER E RESSARCIR OS COFRES PUBLICOS COM O QUE ROUBARAM.
O SUPREMO ELEITORAL E FEDERAL ESTAO FAZENDO VERDADEIROS MALABARISMOS EM CIMA DA CONSTITUIÇAO PERNETA PARA SALVAR BANDIDOS DA CADEIA PORTANTO ELES ESTAO TRABALHANDO PARA SALVAR BANDIDOS COMO ADVOGADOS DE DEFESA DA CORJA E A DEPOENDER DELES A MARCHA FUNEBRE VAI CONTINUAR POR SECULOS E SECULORUM.
QUANTOS MAIS TEREMOS QUE PERDER DE JUVENTUDE E DESLEIXO COM NOSSOS VELHOS E APOSENTADOS PARA TOMARMOS A ATITUDE CERTA NA HORA CERTA.
SE NOSSAS FFAA QUE ESTAO VENDO TUDO ESTAO SE OMITINDO EM FAZER O QUE E DA ALÇADA DELES ACHO QUE ESTA NA HORA DE DEFENDERMOS NOSSO PAIS CONTRA ESSA MASSA VAGABUNDA, SEM VERGONHA, CHEIAS DE PRIVILEGIOS E INIMPUTABILIDADE.
QUE TAL FAZERMOS UM APELO PARA UNCLE SAM PARA TRAZER SEUS MARINES PARA NOSSO SOLO E VARRER DAQUI TODOS OS CINQUENTA PARTIDINHOS MEIA BOCA, OS VAGABUNDOS DO MERDA SUL, MERDA EUROPA E MERDA AFRICA.
ESTA NA HORA DA ATITUDE E NOSSA ATITUDE E QUE VAI DAR O NOVO ROTEIRO A NOSSA PATRIA.
ESSA CONVERSA DE PAULINHO GOGO DE FATO VENEREO JA DEU. EU FAZEMOS NOSSA INDEPENDENCIA OU JA ERA. CONTINUA....

Anônimo disse...



ANONIMO DIZ...IV E TERMINA...
O QUE ESTA POSTO AI POR PLIM PLINS E MERDIA PORCA JA DEU. ELES SAO PURA E SIMPLESMENTE ARAUTOS E BOBOS DA CORTE PORQUE TAMBEM SE LAMBUZAM COM O DINHEIRO DA NAÇAO, DINHEIRO QUE NAO TEMOS.
DIZER QUE NOSSA PARTE FINANCEIRA ESTA SENDO RECUPERADA E UMA FALACIA SEM NOME. CONTINUA A MESMA HIPOCRISIA DE SEMPRE. OS BOIS TEM QUE TER NOME, PARTIDO, E FEITOS DO QUE REALMENTE ACONTECEU. O RESTO E CONVERSA DE ENGANA LOURENÇO DE GENTE QUE GOSTA DE SER DESTRIPADA. A MAQUININHA FAJUTA JA ESTA TABELADA PARA BOTAR O MESMO PROSTIBULO DE SEMPRE E DEIXAR IR E O MESMO QUE PASSAR ATESTADO DE MORTO VIVO QUE PENSA QUE DEIXAR IR VAI RESOLVER ESTA INSANIDADE LATENTE QUE SE INSTALOU NO PAIS., SE O SENHOR ACHAR QUE DEVE PUBLIQUE SENAO RASGUE, MAS A INTENÇAO DE DE UM BRASILEIRO QUE JA VIU DE TUDO NESTA ESBORNIA CHAMADA NAÇAO.FELIZ ANO NOVO E MEUS SINCEROS DESEJOS DE PAZ E AMOR PARA NOSSA NAÇAO NO ANO QUE ENTRA E OPORTUNIDES MELHORES PARA TODOS INCLUSIVE OS MAIS OPRIMIDOS VELHOS APOSENTADOS E CRIANÇAS. BOAS ENTRADAS DE 2018 E SOLUÇOES PARA TUDO E PARA TODOS MENOS PARA OS COVARDES E HIPOCRITAS.

Anônimo disse...

LOROTAS POLÍTICAS & VERDADES EFÊMERAS
Este é um blog conservador. Um canal de denúncias do falso 'progressismo' e da corrupção que afronta a cidadania. Também não é um blog partidário, visto que os partidos que temos, representam interesses de grupos, e servem para encobrir o oportunismo político de bandidos. Falamos contra corruptos, estelionatários e fraudadores. Replicamos os melhores comentários e análises críticas, bem como textos divergentes, para reflexão do leitor. Além de textos mais amenos... (ou mais ou menos...) .
domingo, 31 de dezembro de 2017
A FRASE DO ANO JAMAIS SERÁ ESQUECIDA
Charge do Sponholz (sponholz.arq.br)
A grande frase de 2017, “Tem que manter isso, viu?”, cometida pelo presidente Michel Temer ao ouvir de um amigo poderoso que este estava subornando um deputado preso para impedir que o dito deputado contasse os podres que sabia sobre eles, costuma ser classificada como “pouco republicana”. Nem todos entendem o significado dessa expressão. Sabem vagamente que tem a ver com “República”, que entendem como uma forma de governo oposta à monarquia. Pode ser, mas, no caso, aplica-se à “res publica”, a coisa pública, aquilo que diz respeito a todos nós.
Ao afirmar “Tem que manter isso, viu?”, a autoridade está endossando um cala-boca para encobrir o esclarecimento de crimes contra o interesse público — crimes que, em primeira e última análise, desviam dinheiro destinado a ocupar os 20% de brasileiros entre 14 e 29 anos que não estudam nem trabalham, abastecer de gaze e esparadrapo os hospitais públicos e devolver as ruas do Brasil aos seus cidadãos.
CASO DE MARIN – Daí a vergonha de muitos, outro dia, ao constatar que dependemos dos EUA para cuidar dos nossos criminosos. Ao levar apenas dois anos para investigar, julgar, condenar e prender o ex-presidente da CBF José Maria Marin, os americanos nos deram uma aula do que entendem por “res publica”. Por ser uma decisão em primeira instância, cabe recurso — mas Marin foi preventivamente engaiolado, para não restar dúvida de que não fugirá para o Brasil, onde passaria o resto de seus dias assobiando no azul.
Como, aliás, acontece com a maioria dos nossos ex-presidentes e atuais governadores, deputados e senadores soterrados por montanhas de processos e que, graças às leis brasileiras, apostam que seus crimes cairão de maduros antes que se chegue a uma decisão.
Decisão esta que, caso os desfavoreça, sempre terá um juiz leniente a anulá-la.
31 de dezembro de 2017
Ruy Castro
Folha

Anônimo disse...

http://lorotaspoliticaseverdades.blogspot.com.br/
PRESENTE DE NATAL: PEZÃO DEIXA A POLÍTICA APÓS CONCLUIR O MANDATO DE GOVERNADOR
Charge do Elvis (Humor Político)
O governador Luiz Fernando Pezão anunciou que irá se aposentar da política ao término do mandato, no fim de 2018. “Eu estou cansado. Estou há 35 anos na política, desde 1982 que eu disputo voto. A política mudou muito. Quem gosta de trabalhar, quem gosta de entregar, está cada vez mais difícil fazer. Hoje, tem muita gente para falar não, para fiscalizar. Se a gente não fizer um pacto pelo fazer, vai ficar prevalecendo muito o pacto pelo não fazer”.
Pezão, que falou à imprensa após cerimônia de liberação de recursos do Ministério da Educação para escolas do Rio de Janeiro, disse não se arrepender de nada em sua trajetória. “Eu acho que fui longe demais, o povo e Deus foram muito generosos comigo. Eu nunca esperei chegar a governador, sai de uma cidade de 25 mil habitantes e 15 mil eleitores”.
CABEÇA ERGUIDA – Pezão afirmou que vai terminar o mandato com a cabeça erguida, deixando a economia do estado saneada. “Estou encerrando o ano de 2017, que parecia um ano intransponível. Quando eu olhava lá em 2016, saindo da minha doença e do hospital, os técnicos falavam que a gente ia pagar oito folhas de pagamento nesse ano. Quase que a gente pagou 12. E eu tenho certeza que, em 2018, nós vamos colocar tudo em dia e vou sair daqui de cabeça erguida, deixando para o meu sucessor previsibilidade. Não vai ter arresto, não vai ter bloqueio, é só ele continuar com os ajustes que nós começamos a fazer e vamos implementar mais forte ainda em 2018”, garantiu.
Quanto aos pedidos do Movimento Unificado dos Servidores Públicos do Estado do Rio de Janeiro (Muspe) para correção de problemas na folha de pagamentos, feitos em reunião ontem, Pezão afirmou que só poderá atender a outras questões após colocar os salários em dia, o que deve ocorrer ainda em janeiro. “Rapidamente, eu quero colocar os salários em dia, tivemos aumento de arrecadação forte, já foram fortes nos últimos quatro meses do ano, e janeiro costuma ser bom”.
###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG – Pezão não pode repetir Vargas e dizer que vai deixar a vida para entrar na História. O máximo que pode almejar é deixar a vida pública para entrar na privada, como recomendava o Barão de Itararé. Aliás, no caso de Pezão, ele pode deixar a vida pública para entrar na cadeia. (C.N.)
31 de dezembro de 2017
Deu na Agência Brasil

Anônimo disse...

DODGE PEDE QUE O SUPREMO SUSPENDA A PROPAGANDA DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA
http://lorotaspoliticaseverdades.blogspot.com.br/
Temer já gastou R$ 150 milhões na propaganda
A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, entrou com ação no Supremo Tribunal Federal (STF) para questionar a previsão de orçamento de R$ 99 milhões destinada à comunicação institucional da Presidência da República. Segundo Dodge, é inconstitucional o uso da verba pelo governo para realizar propagandas a favor da reforma da Previdência.
A dotação orçamentária está prevista na Lei 13.528/2017, aprovada pelo Congresso, que abriu crédito suplementar de R$ 6,9 bilhões para reforçar o Orçamento da União. Pela lei, há a previsão de destinar R$ 99 milhões para a comunicação institucional do governo.
SUSPENSÃO – Ao ingressar com a ação, a procuradora pediu urgência na suspensão da norma.
“[São] Irreparáveis ou de difícil reparação tanto o dano gerado aos cidadãos brasileiros submetidos a campanha do Governo Federal com fim de mero convencimento sobre a necessidade de nova reforma na Previdência quanto às verbas públicas despendidas com essa forma de propaganda governamental inconstitucional”, afirmou Dodge na ação.
Raquel Dodge citou a propaganda do governo sobre a reforma da Previdência, e pediu que o Supremo declare inconstitucional o uso da verba para custear a campanha sobre a proposta.
Segundo ela, a propaganda do governo tem “feição de campanha estratégica de convencimento público, em que não se dê abertura à expressão, no mesmo canal publicitário, da pluralidade de opiniões e aos dados diferentes dos que o governo apresenta na campanha pública de persuasão”.
CIDADANIA – “A comunicação pública deve ter um caráter estratégico não apenas para os governos, mas, e sobretudo, para a cidadania”, defende Dodge.
Segundo a procuradora-geral, a Constituição veda a promoção pessoal de autoridades públicas. “Se a ideia do governo é propiciar, com financiamento público, debate sobre uma proposta de mudança da Constituição, a licitude desse empenho se prende a que também sejam divulgados dados colhidos pelos adversários da proposta, garantindo-lhes igual espaço de exposição de ideias”, diz a procuradora-geral da República.
Para ela, não é “cabível” que o Estado banque com recursos públicos destinados à comunicação institucional uma tese “específica e unilateral” sobre um assunto e oriente que as informações sejam divulgadas “segundo a conveniência ditada pelo desejo de convencer, em detrimento das condições necessárias para a formação autônoma de convencimento”.
###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG – Mais uma resposta de Raquel Dodge às previsões de que iria proteger o governo esvaziar o andamento da Operação Lava Jato. Até o ex-procurador-geral Rodrigo Janot já está aplaudindo as decisões de sua sucessora. Até junho, o governo já gastara R$ 60 milhões na propaganda. Este total já subiu para R$ 150 milhões e ele quer mais R$ 99 milhões. (C.N.)
31 de dezembro de 2017
Rosanne D’Agostino
TV Globo, Brasília

Anônimo disse...


GABRIELLI E GRAÇA FOSTER ENFIM SÃO ACUSADOS POR IRREGULARIDADES NA PETROBRAS
http://lorotaspoliticaseverdades.blogspot.com.br/
Ilustração reproduzida do Arquivo Google
A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) acusou formalmente oito ex-executivos da Petrobras, incluindo os ex-presidentes José Sérgio Gabrielli e Maria da Graça Foster por supostas irregularidades na contratação de três navios-sonda. A CVM aponta possível “inobservância de deveres fiduciários de administradores da Petrobras” na contratação das sondas Petrobras 10000, Vitória 10000 e Pride DS-5, todos são alvos de investigação da operação Lava Jato por conta de acusações de pagamento de propina na contratação. Agora a CVM aguarda defesa dos acusados.
A Comissão acusa 40 administradores e ex-administradores da Petrobras de terem burlado as normas contábeis brasileiras. A suspeita de irregularidade está na reavaliação do valor de ativos como as refinarias Abreu e Lima (Rnest) e o Complexo Petroquímico do Rio (Comperj). A lista de acusados inclui outros nomes, como o diretor financeiro da estatal Ivan Monteiro e os ex-presidentes Aldemir Bendine.
DEVER DE DILIGÊNCIA – O detalhes em torno da suspeita de irregularidade ainda não são públicos. A acusação da CVM indica uma violação por parte dos administradores do chamado “dever de diligência”, que determina, entre outros pontos, que eles zelem pela saúde financeira da companhia. Por isso, nessa etapa das investigações, além dos diretores, todos os conselheiros das gestões que estão sob a mira da CVM se tornam alvo da apuração – uma vez que são responsáveis, respectivamente, pela elaboração das contas e por fiscalizá-las.
As falhas nos procedimentos contábeis, realizados anualmente, podem ter levado a Petrobras a divulgar informações que não refletiam a sua real situação financeira. A revisão de projetos avalia se suas receitas futuras serão suficientes para arcar com os custos de operação e recuperar os investimentos. Caso contrário, são feitas baixas contábeis, que afetam seu lucro e o pagamento de dividendos.
###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG – Estava demorando a aparecer os nomes de Graça Foster e Sérgio Gabrielli. Pretender que houvesse corrupção na diretoria da Petrobras, sem participação dos presidentes da estatal, poderia ser Piada do Ano. Quanto ao “dever de diligência” que faltou aos dois presidentes, trata-se de um sinônimo de “negligência”, que serve de justificativa para apanhar corruptos quando há poucas provas materiais. (C.N.)
31 de dezembro de 2017
Deu na Agência Estado

Anônimo disse...

WESLEY BATISTA QUERIA COMEMORAR O ANO NOVO, MAS SEU HABEAS CORPUS FOI NEGADO
http://lorotaspoliticaseverdades.blogspot.com.br/
Laurita Vaz, presidente do STJ, manteve a prisão
A presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministra Laurita Vaz, negou novo pedido de liberdade ao empresário Wesley Mendonça Batista, um dos sócios do grupo J&F. Atualmente, Wesley cumpre prisão em São Paulo pela prática de “insider trading” – que é o uso de informações privilegiadas para obter ganhos no mercado financeiro. O empresário é acusado de ter utilizado sua delação para lucrar com venda de ações e compra de dólares quando suas denúncias foram divulgadas.
Este é o segundo pedido de liberdade negado a Wesley pelo STJ. Em outubro, o ministro Rogerio Schietti Cruz, relator do caso, já havia negado pedido do empresário.
SEM RISCO – Ao solicitar o habeas corpus novamente, a defesa de Wesley Batista alegou que as investigações sobre o caso já foram encerradas e que não existem fatos que demonstrem que a liberdade do empresário ainda levaria risco às investigações e à ordem pública.
Mesmo assim, a presidente do STJ, que analisou o caso por estar de plantão durante o recesso do Judiciário, negou o pedido e disse que a única novidade apontada pela defesa foi o encerramento das investigações nas esferas penal e administrativa.
De acordo com o STJ, a ministra reconheceu que o fim das investigações pode ter impacto na análise da necessidade da manutenção da prisão, mas disse que os outros fundamentos que levaram o empresário à cadeia ainda persistem, como a garantia da ordem pública, o receio de que ele volte a cometer os mesmos crimes e a inaplicabilidade das medidas cautelares alternativas, todos já examinados pelo ministro Rogerio Schietti.
###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG – No caso de Joesley Batista, o empresário está preso por ter usado “informações privilegiadas” para obter lucro no mercado de capitais. Como a pena máxima é superior a quatro anos de prisão, justifica-se a prisão preventiva e vai ser difícil que seja solto, a não ser que o habeas corpus venha a ser julgado pela Segunda Turma do Supremo, e ele sai por 3 a 2, como José Dirceu e tantos outros. (C.N.)
31 de dezembro de 2017
Deu no G1, Brasília

Anônimo disse...


INDULTO BENEFICIAVA DOIS OPERADORES DE PROPINAS QUE TEMER INDICOU À PETROBRAS
http://lorotaspoliticaseverdades.blogspot.com.br/
João Henriques acusou Cunha, mas poupou Temer
Nada como um dia atrás do outro. Quando o Indulto de Natal se transformou em escândalo, o presidente Michel Temer imediatamente escalou o ministro da Justiça, Torquato Jardim, para divulgar a informação de que se tratava de gesto liberal e magnânimo do chefe do governo, que não estaria interessado em beneficiar nenhum réu da Lava Jato. É claro que ninguém acreditou nesta desculpa esfarrapada, que deixou Jardim mais uma vez desmoralizado. E o mais surpreendente foi o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) ter tentado reforçar o pífio argumento, repetindo que Temer não quis ajudar ninguém.
Jardim e Maia perderam boas oportunidades de ficar calados, porque a Agência Estado divulgou neste fim de semana uma explosiva reportagem apontando que um dos incisos do decreto de indulto de Natal, derrubado pela presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia, beneficiava pelo menos seis réus da Lava Jato.
INDICADOS POR Temer -O levantamento feito pela reportagem da Agência Estado, em referência aos 11 réus da Lava Jato já condenados em segunda instância no Tribunal Regional Federal da 4ª Região, aponta que seriam imediatamente soltos o ex-deputado Luiz Argôlo (ex-PP) e um dos operadores de propina do PMDB na Petrobras, João Henriques.
Mais adiante, no decorrer de 2018, se mantidos os mesmos critérios estipulados no decreto de Temer, também seriam libertados o ex-senador Gim Argello (ex-PTB), o ex-deputado André Vargas (ex-PT), o operador de propinas Adir Assad e o ex-diretor de Internacional da Petrobrás, Jorge Zelada, que também atuava no esquema de corrupção da estatal.
Ou seja, dos onze réus da Lava Jato que cumprem pena condenados em segunda instância, mais da metade seriam soltos pela generosa canetada do presidente da República.
DELCÍDIO DENUNCIOU – Como recordar é viver, devemos lembrar que o ex-senador petista Delcídio Amaral, em sua delação premiada, denunciou que em 1997, durante o primeiro mandato do então presidente Fernando Henrique Cardoso, Temer foi responsável pela indicação de João Henriques para a diretoria da BR Distribuidora, em que foram constatadas irregularidades referentes à compra de etanol.
Na mesma delação, o senador afirmou que posteriormente, em 2007, já no segundo governo de Lula, Temer indicou Henriques para uma diretoria da Petrobras e que, ao não ser atendido, teria então apoiado a nomeação de Jorge Zelada para o cargo.
O inusitado decreto previa indulto aos condenados por crimes sem violência que já tivessem cumprido um quinto da pena (20%), se não fossem reincidentes. E os dois, Henriques e Zelada, que foram indiciados no mesmo inquérito e pouparam Temer em seus depoimentos, estão justamente entre os agraciados pelo indulto “liberal” do presidente, nas palavras de seu ministro Torquato Jardim.
###
P. S. 1 – Então, fica combinado assim. Como diziam os antigos filmes de Hollywood, qualquer semelhança com fatos da vida real é mera coincidência.
P. S. 2 – E se confirma também a suspeita de que o presidente Temer só assinou este decreto porque é um governante muito capaz – quer dizer, é capaz de tudo… (C.N)
31 de dezembro de 2017
Carlos Newton

Anônimo disse...

LIBERTATUM
Vida, Propriedade e Liberdade
domingo, 31 de dezembro de 2017
Amazônia
(continuação- última parte)

Outras tentativas de internacionalização da Amazônia: (1) a proposta de criação do Instituto da Hileia Amazônica, que encontrou grande oposição por parte de Arthur Bernardes, então deputado federal, e Augusto Meira, senador pelo Pará; (2) o projeto científico da Academia de Ciências de Washington (1965), (3) o projeto do Lago Amazônico, do Hudson Institute (1967/68), que faria sumir do mapa da Amazônia, cidades como Santarém, Alenquer, Óbidos, Faro, Juruti, Parintins, Itacoatiara e parte de Manaus. A oposição a duas últimas tentativas esteve sob a liderança de Arthur César Ferreira Reis. No presente poderíamos incluir a Proposta de Conservação da Floresta Amazônica; a Lei de Patentes elaborada pelo governo; o Acordo firmado entre a EMBRAPA e o Instituto Malaio de Pesquisa da Borracha (RRIM) que oficializa o saque de material genético da seringueira e outras espécies florestais, a que se associa a Política Nacional Integrada para a Amazônia, do governo FHC dentro do programa de abertura da economia brasileira, considerando-se a prioridade para grandes projetos com apoio de capital estrangeiro e o esquecimento da civilização amazônida, endossado e aumentado no governo Lula que engessou definitivamente territorial e economicamente a Amazônia para atender interesses das nações ricas e por grandes corporações econômicas.
O subdesenvolvimento da Amazônia originária da estagnação imposta no passado de quando da transferência programada da seringueira para o sudeste asiático e demais problemas, é também resultado do desvio do desenvolvimento da região, para atender interesses inconfessáveis, sendo a prova maior o aumento da pobreza, os conflitos fundiários, invasões criminosas, presença alarmante de ONGs estrangeiras, economia estagnada e corrupção abundante. As questões ecológicas de outras regiões do globo terrestre não apresentam as mesmas características das da Amazônia; questões amazônicas podem ser resolvidas no curto prazo e com eficiência se o governo brasileiro tiver vontade política e boas intenções para com a região. Com certeza a poluição e a desordem urbana não é responsabilidade dos amazônidas e nem por isso sofrem intervenção do governo federal.
A Amazônia, ou melhor, os estados amazônicos é o exemplo mais fiel do desrespeito ao regime federativo, coisa que só existe no papel.
Saques amazônico relevantes:
a) estagnação econômica para atender os interesses dos ingleses e da região sudeste, ou seja, trocou-se a borracha pelo café atendendo os interesses do Sudeste e dos estrangeiros;CONTINUA...

Anônimo disse...


LIBERTATUM CONTINUA II
b) convocação de seringueiros, seringalistas, agricultores e comerciantes para sustentar uma guerra (II Guerra Mundial), o que representou o sacrifício de mais vidas para produzir borracha do que soldados mortos na Itália. A compensação por esse sacrifício resultou que o governo brasileiro negociou com os americanos a usina de Volta Redonda para o Rio de Janeiro, deixando a Amazônia mais pobre e rica em malária;
c) confisco de imensas áreas de terra no Pará e toda a riqueza mineral da região para o pagamento da dívida externa brasileira, e posteriormente entregue aos índios, sócios dos estrangeiros;
d) imposição de um programa ambiental à região, concebido no seio da Comunidade Europeia e Grupo dos Sete com objetivo de obstaculizar o desenvolvimento amazônico e facilitar o seu domínio por estrangeiros – venda disfarçada.
Quem usa a terra tem o seu domínio.
Fato importante e grave: o governo FHC facilitou a presença de ONGs estrangeiras na Amazônia, o que o caracteriza como simpático ao aparato ambientalista-indigenista, simpatia que o levou a entregar aos índios na ONU a Amazônia, atitude seguida pelo governo Lula, este com decisões que ferem profundamente a soberania amazônica, se curvando ao poder hegemônico dos países ricos e poderosos.
O problema do governo brasileiro em relação à Amazônia, além do desinteresse, da hipertrofia da visão e da vontade política é acima de tudo do desconhecimento da sua potencialidade econômica, da realidade sócio-econômica-ambiental e cultural e resultante de uma cultura colonial que gerou uma elite política dominante descompromissada e insensível com os interesses da região e com a vontade e sentimentos de seu povo, tendo como alimentador dessa anomalia a cultura de colonizado do amazônida que se fecha e admite pacificamente essa violência, principalmente quando se trata de elites econômicas e lideranças empresariais voltadas para seus interesses no Sul/Sudeste. Em razão do exposto, o governo brasileiro tem sido o maior instrumento de desnacionalização da Amazônia, com repercussão profunda dentro e fora do país, haja visto a visão deformada do brasileiro citadino a respeito da floresta amazônica que não é e nunca foi o pulmão ou refrigerador do mundo, puro besteirol, enganação de piratas internacionais, o que caracteriza o menosprezo de brasileiros de outras regiões ao amazônida. CONTINUA...

Anônimo disse...


LIBERTATUM CONTINUA III
Merece espaço, nesta ocasião, as considerações do escritor e historiador Edward W. Said, sobre as características da representação das velhas desigualdades imperiais, a qual bem se encaixa a ação do governo brasileiro em relação à Amazônia. Diz o historiador que uma das características das velhas desigualdades é o imenso abismo econômico entre Estados ricos e pobres, verdade que se encaixa ao Brasil rico (Sul/Sudeste) e o Brasil pobre e saqueado – a Amazônia e o Nordeste.
Fome, pobreza, miséria, doença e desesperança, subprodutos da insensatez de homens públicos, não mais podem ser tratados com cinismo, desrespeito e prepotência na Amazônia. Por isso, reagiremos de forma contundente, enquanto sentirmos inconsistência e insinceridade nos programas governamentais e enquanto persistir o processo de pauperização em curso na região, originário de modelos, prioridades inadequadas e políticas públicas, agora com o agravante da implantação das “bolsas” de misericórdia da politicagem demagógica, e, principalmente enquanto a Amazônia estiver sendo tratada como produto de troca e sob o assédio de cobiça.
Dentro de uma correta avaliação de alternativas e enquanto não se garantir principalmente ao amazônida nativo o avanço às condições materiais de trabalho e da qualidade de vida, mas de fato e não de discurso, deve ser ponderada a existência de consideráveis recursos humanos nos trabalhos da floresta. Esse contingente humano, com grande potencial de trabalho dentro do seu habitat, torna-se mão-de-obra desqualificada fora dele, criando graves problemas pelo alargamento das periferias urbanas. Em suma, o custo de oportunidade do indivíduo expulso da floresta por imposição de modelos e políticas governamentais inadequadas, e de ações de ONGs, transforma-se, como vem ocorrendo, num valor nulo e até mesmo negativo, confirmando-se a construção de guetos de pobreza que alimentam a política podre, cenário que tem como defensores ignorantes e religiosos, como é exemplo a resistência ao plantio racional de arroz no Marajó.
A Amazônia contemporânea pobre e sem horizonte é resultante de 345 anos de exploração, retratada pelos seguintes principais cenários históricos que impediram seu desenvolvimento:
1) Exploração da borracha (1.750 a 1910/12), período que determinou a efetiva ocupação da região e a construção da civilização amazônica, estagnada economicamente com a troca da borracha pelo café com os ingleses;CONTINUA...

Anônimo disse...


LIBERTATUM CONTINUA IV
2) Esforço de Guerra (1942/45) que gerou o monopólio estatal do comércio e produção da borracha, criou o Banco da Borracha, hoje Banco da Amazônia; foi o responsável pela escravização econômica do seringueiro, pela transferência de renda para a formação do parque industrial de borracha no sul/sudeste brasileiro e da origem dos conflitos de terra entre seringueiros e fazendeiros e, significativamente da intensificação da estagnação da região. Esse cenário vai de 1.942 a 1965, quando se deu o rompimento do monopólio estatal;
3) Planificação econômica da região, a chamada "Operação Amazônia" de 1967, destruída pelo governo civil mal-intencionados e comprometidos com outros interesses que não os brasileiros; planificação imposta nociva que envolve o Plano Integrado para a Amazônia do governo Fernando Henrique Cardoso e a atual política ambiental enriquecida pelo governo LULA, que consolidou o engessamento territorial e econômico da Amazônia para servir aos interesses estrangeiros.
A Amazônia Clássica, a Hileia Amazônica não se confunde com a Amazônia Legal dos incentivos fiscais, rica em corrupção. Por outro lado, a Amazônia nada mais é do que uma figura geográfica, fato que vem causando grandes prejuízos ao desenvolvimento econômico aos estados amazônicos, que com isso sofrem intervenções federais permanentemente através da imposição de planificações, todas fracassadas, pois é impossível planificar para a Amazônia como um todo e, pior, anomalia que tira dos estados amazônicos sua autonomia ferindo o direito constitucional e o regime federativo.
A intervenção federal e estrangeira na Amazônia frustrou gerações, destruiu a juventude, sonhos e projetos. A atual geração e a próxima herdaram uma Amazônia comprometida com projetos estrangeiros que transformou a região amazônica num grande gueto de dependentes e miseráveis e numa ilha de prazeres e felicidades para grupos econômicos ou políticos demagogos e desonestos. CONTINUA...

Anônimo disse...


LIBERTATUM CONTINUA V E TERMINA
Infelizmente a Amazônia com seus estados não faz parte do Brasil é apenas uma terra rica com um enorme vazio de poder! O brasileiro ainda não assumiu a Amazônia como fizeram os países ricos. A verdade é que o Estado brasileiro é um corpo doente, cego por conveniência, desonestidade, incompetência, politicagem e corrupção.
Por tudo isso e por força de uma experiência sofrida, conhecemos bem os homens, sua mesquinhez e seus vícios. Uma geração e uma vida passam rápidos para que se admita que fome, miséria, doenças e desesperança possa ser o horizonte de brasileiros amazônidas ignorados desumanamente por elites perversas e cínicas.
Os amazônicos não podem mais se sujeitar a uma humanidade enceguecida, é preciso honrar a vida lutando contra quem quer a submissão e a escravidão.

Armando Soares – economista

Anônimo disse...

REVOLTADOS ON LINE
Siga Marcello Reis no FOICEbook
sábado, 30 de dezembro de 2017
ATENÇÃO: VAZOU RESULTADO DA MAIOR MEGA SENA DA VIRADA 2018 DE 280 MILHÕES DE REAIS

MEGA SENA DA VIRADA 2018 DE 280 MILHÕES
ASSISTA O VÍDEO
CONHEÇA A FRAUDE:
É POR UM TERMINAL QUE PERMANECE ABERTO ATÉ A HORA DO SORTEIO. O CONTROLE É FEITO PELO SISTEMA MÃE QUE ENCERRA AS APOSTAS ÀS 19:00HS.
1ª PERGUNTA:
E NOS ESTADOS DO NORTE QUE O FUSO HORÁRIO É ATRASADO ATÉ 3 HORAS DO HORÁRIO DE BRASÍLIA?
2ª PERGUNTA:
QUEM CONTROLA OS CENTENAS DE MILHARES TERMINAIS LOTÉRICOS? E QUEM GARANTE QUE O RELÓGIO INTERNO DO TERMINAL NÃO FOI ALTERADO PARA 3/4 HORAS A MENOS?
É A FRAUDE PERFEITA!
VEJA COMO FUNCIONA:
1- UM TERMINAL PERMANECE ABERTO ATÉ O SORTEIO DAS BOLAS (OU PELO FUSO HORARIO OU ALTERANDO O RELÓGIO INTERNO);
2- ESPERA-SE O SORTEIO E DAÍ GERA-SE O VOLANTE;
3- O LARANJA LEVA O VOLANTE SORTEADO A QUALQUER AGÊNCIA DA CEF E VOILÁ!
O DINHEIRO É TRANSFERIDO PRA CONTA DO LARANJA E DEPOIS DISTRIBUÍDO ENTRE OS MELIANTES

A rede CAIXA é composta, atualmente, por 4.136 unidades próprias (479 com penhor), sendo 3.357 agências, incluindo duas agências barco, e 779 postos de atendimento, além de 18 unidades móveis, 13.196 casas lotéricas, 19.399 correspondentes CAIXA Aqui e 7.733 pontos de autoatendimento, com 31.413 equipamentos.

JUNTOS SOMOS MAIS FORTES E COM DEUS SOMOS IMBATÍVEIS
Marcello Reis
11.98576-2888 whatsapp
Fundador Revoltados ON LINE

👉Youtube: https://www.youtube.com/revoltadosonline
👉Twitter: https://twitter.com/revoltadoonline

👉Perfis no facebook (obs: fica mais censurado que liberado)
👉https://www.facebook.com/MarcelloReis.RevoltadosONLINE
👉https://www.facebook.com/revoltadosonline.marcelloreis/

👉GRUPO FECHADO facebook: https://www.facebook.com/groups/gruporevoltadosonline/
Postado por Revoltados ON LINE em 12:55:00

Anônimo disse...

Serrao

Siga na proa

Chico Trevas

Haja luz na cabeça do povo brasileiro