quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

Apequenamento


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Paulo Roberto Gotaç

Está certa a presidente do  Supremo Tribunal Federal (STF), ministra  Carmen Lúcia, quando afirmou que rever, na esteira dos resultados recentes do processo envolvendo Lula, a questão relativa ao início de prisão após a condenação em segunda instância, seria apequenar "muito" o Supremo. 

A declaração da ministra, no entanto, dá margem à interpretação segundo a qual a Corte talvez já esteja apequenada, pois, além de não ter até hoje condenado um só réu protegido pelo foro privilegiado, exibe decisões unilaterais  esdrúxulas como, por exemplo, a firmada por um de seus membros concedendo habeas corpus repetidas vezes a um corrupto do ramo de transportes no Rio de Janeiro.

E também a chancelada pelo então presidente do órgão máximo da justiça, o Supremo, guardião da constituição, ao fatiar, contrariamente ao estabelecido na lei magna, a pena de cassação imposta à ex-presidente Dilma, permitindo-lhe assumir cargo público. 

A presente revisão de prisão faria somente apequená-la "muito".

Paulo Roberto Gotaç Capitão de mar e guerra reformado.

Nenhum comentário: