quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

O que aconteceu ontem na terra do Beto Youssef?


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Ontem, 24 de janeiro de 2018, foi um grande dia de combate à corrupção. Mas não só pela goleada de 3 a 0 que Lula levou no longo julgamento de seu recurso no Tribunal Regional Federal da 4ª Região, em Porto Alegre. O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) de Londrina cumpriu 20 mandados de busca e apreensão na Câmara Municipal e em um condomínio de Luxo onde moram parlamentares, um do PV e outro do PTB.

Desde fevereiro de 2016, era investigada a negociação para aprovação de projetos de mudança de zoneamento urbano para a criação de loteamentos no município. Detalhe importante: suas excelências e um servidor não foram presos, mas ganharam tornozeleira eletrônica e ficam suspensos de suas funções por 180 dias. Por ironia, a atuação do Gaeco ocorreu na cidade natal do doleiro Alberto Youssef – um dos mais famosos condenados por operar os esquemas da Lava Jato que pode impor novas condenações a Luiz Inácio Lula da Silva.

Há quase 15 anos, o Gaeco de Londrina funciona com extrema eficiência na caça a todo tipo de corruptos. Por que muitos Gaecos não operam do mesmo jeito? Os cidadãos deveriam fazer a pergunta em suas cidades, onde certamente existe algum esquema de corrupção. Cabe a cada eleitor-contribuinte exercer a legítima pressão e fazer a cobrança ao Ministério Público. Cobre do promotor e do policial mais próximo de você... Mas lembre-se de que a corrupção é sistêmica faz parte do modelo Capimunista de Bruzundanga. É um câncer que não pode ser combatido com placebos (remédios de mentirinha)...

Enquanto os Gaecos trabalham com eficiência (ou não), o poderoso Lula já está enquadrável na Lei de Ficha Limpa. Mas só em 15 de agosto, data limite para inscrição de candidaturas, o Tribunal Superior Eleitoral vai analisar se o personagem poderá disputar a Presidência da República. Lula já está em campanha ilegal e descarada ao Palhasso do Planalto. A petelândia já avisou que não dará bola ao que aconteceu ontem com seu líder máximo. Petistas não têm vergonha na cara...

No Brasil, o combate à corrupção é uma missão permanente. No entanto, é enxugamento de gelo se a máquina estatal não for reinventada pela via de uma inédita Intervenção Institucional. Os Gaecos até pegam um ou outro bandido. No entanto, o sistema maior de corrupção permanece “operando normalmente”. Os corruptos se reinventam e já se preparam para disputar mais uma eleição. Grana (roubada) não falta para comprar votos...  

O problema do Brasil não é só Lula. O cidadão precisa fazer pressão máxima para que outros corruptos sejam denunciados, processados e punidos exemplarmente. Infelizmente, esta não é a regra. O sistema escolhe alguns para bodes expiatórios. No desvio de atenção, outras escórias da politicagem são seletivamente poupadas. Aliás, o rigor seletivo é uma de nossas maiores desgraças. Jagunçagem é tão vergonhosa e prejudicial quanto a impunidade ampla e generalizada.

Temos alguns desafios urgentes. Um deles é exigir que a Lei da Ficha Limpa seja efetivamente aplicada – não só contra Lula -, mas para barrar vários outros candidatos comprovadamente corruptos. No entanto, nada disto adianta se não for questionado e alterado o inconfiável sistema eletrônico de votação. Embora pareça um “retrocesso”, na verdade seria um avanço retomar o modelo de voto em cédula de papel, com visibilidade, transparência e fiscalização direta na contagem e recontagem.

Resumindo: Não basta caçar corrupto. É preciso mudar o sistema e a cultura que geram a corrupção. Isto só é viável via intervenção Institucional. Eleição no modelo eletrônico é ilusão – com Lula dentro ou fora da disputa, com Lula solto ou preso... A prioridade é o debate livre para mudar de verdade o Brasil. “Fla-“flu” eleitoreiro é papo para torcedor idiota...

“Roubemos” as palavras do jurista Antônio José Ribas Paiva: “Chega de criminosos no poder! Eleição (no esquema atual) é a cenoura de burro para manter o animal na linha do abete. Intervenção, já!”.

Releia a segunda edição de ontem: TRF-4, que velou Teori, enterrou Lula: Desafio agora é TSE impugnar candidatura pela Lei da Ficha Limpa










Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!


O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 
A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 25 de Janeiro de 2018.

3 comentários:

Jayme Guedes disse...

O que dizer de um eleitorado que precisa de uma lei que o impeça de eleger ladrões? Democracia e povo com baixa escolaridade formam um veneno letal.

Anônimo disse...

Será que o LULALÁ fala demais?
Certa vez ele falou o seguinte.“Eles que enfiem no c* todo o processo”.
Agora o Estadão informa que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que não respeitará a decisão da Justiça.
Depois o fumo começa entrar e ele vai reclamar.Quem fala demais, dá bom dia a cavalo.

Anônimo disse...

Live do Durval 24-01-18.