segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018

Caixa Preta da Justiça


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Henrique Abrão e Laércio Laurelli

Esbravejava o então presidente Lula ao assumir o cargo que era preciso abrir a caixa preta do judiciário... Já se foram dez anos desse discurso para a platéia saborear, e a sociedade com a mídia se vangloriarem. Há caixa preta na Justiça? 

Sim! existem pequenas falhas e defeitos, como em toda entidade ou instituição humana, até no próprio Banco do Vaticano problemas graves foram constatados. Bilhões gastos com bolsas sociais, até fraudadas, mas nada se cogitou ou comentou. A bola da vez é o Judiciário. Mas vamos ao cerne da questão, qual seria o motivo?

O parlamento num exercício estratégico quer acabar com 60 dias de férias, com o famigerado auxílio moradia, com o título de tratamento excelência, com a prisão especial para juízes, disciplinar o abuso de poder, estabelecer 3 anos para que o aposentado possa voltar a exercer sua atividade profissional, daí tudo se mascara num verdadeiro massacre contra os quase 20 mil magistrados indeterminadamente.

O melhor a se fazer nesse momento, apenas uma sugestão, seria um boicote generalizado contra a imprensa, notadamente aquela brancaleone, para que nenhum magistrado desse entrevista ou fosse ouvido por no mínimo 60 dias. Uma campanha, a ser empunhada pelas associações de classe, denominada: “Nenhum comentário”, a fim de que pudessem com o nosso silêncio descobrir e valorizar mais e melhor a entidade. Padres dentro das igrejas partem para denegrir a classe e a falar em termos de ódio e conflito de classes, ao invés de evangelizarem o que é inaceitável.

Estamos no limite da irresponsabilidade, e aqui, absolutamente, não se defende o auxilio moradia, exceto em casos bastante específicos. No mais, o País vive divisões, entrechoques e as elites soltam cada candidato que nos desanima, e nos fazem ver que a classe política não só perdeu o rumo mas nunca se interessou pelo Brasil, em ajudar a sociedade ou enxergar interesse coletivo.

A banalidade do momento pede mais o silêncio do que revide, ataque e ações alopradas. Basta abrir o jornal e vermos que o noticiário é o mesmo orquestrado e preparado para falar e descambar no pior dos mundos. Não questionamos o dinheiro público que financia a mídia, que não pagam impostos, e mais que não estão obrigados à produção como nos exige o CNJ.

Essa parafernália criada e gerada trará com a reforma da previdência um esvaziamento maior com aposentadorias precoces e um forte desestimulo à carreira. Talvez seja esse o maior alvo do ataque o qual conta com a
logística da midia marrom, do executivo e notadamente o legislativo, se conseguiremos superar o impasse somente o futuro dirá. Não temos culpa que o salário mínimo é vergonhoso, que a distribuição de renda não funciona, que a concentra de riqueza é vergonhosa, que os preços são salgados e o custo de vida é elevado.

No frigir dos ovos vivemos o dilema do funcionalismo, fingem que nos pagam e fingimos que trabalhamos. Mas não é bem assim, pois que o Estado ao invés de corrigir salários defasados só faz com que ingressem auxílios e outros valores, os quais são retirados ao tempo da aposentadoria.

Esse manicômio vivido hoje em pleno estado brasileiro é assustador. Cremos definitivamente que a caixa preta fora aberta para punir maus empresários e falsos políticos, o que sem sombra de dúvida desagradou e azedou o ambiente, amargando o relacionamento entre os poderes.

Uma campanha de boicote em relação à mídia por no mínimo 2 meses, boca calada, nenhum comentário, em especial das cortes superiores, nos recolocaria numa posição não de achincalhe, mas de respeito e dedicação à justiça do Brasil.

Carlos Henrique Abrão (ativa) e Laércio Laurelli (aposentado) são Desembargadores no Tribunal de Justiça de São Paulo.

3 comentários:

Anônimo disse...

UMA ETERNA DITADURA, UMA MAFIA SERVINDO A MAÇONARIA, SABOTADORES DE PLANTÃO NA OPERAÇÃO TARTARUGA QUE NÃO TRABALHAM E NÃO DESTRAVAM ESSE PODER CORRUPTO E INCOMPETENTE,UM PREVARICADOR A RECLAR DE SALARIOS E PREVILÉGIOS MILIONARIOS DEVERIA SER INVESTIGADO A FUNDO,ISTO É A CARA DE QUEM PROMOVE TODO TIPO DE CAMBALACHO QUE ATÉ DEUS DUVIDA... DESEMBARGADORES E JUIZES DEVERIAM RECEBEREM POR PRODUÇÃO JÁ QUE NÃO TRABALHAM NÃO DEVERIAM RECEBER,UMA POLICIA ESPECIALIZADA NO CALCANHAR DESSA MAFIA RESOLVERIA,DESMBARGADORES QUE SE ENVOLVEM COM O NARCOTRAFICO, CONTRABANDO E JOGOS ILEGAIS DEVERIAM PERDER A APOSENTADORIA E GANHAR A CADEIA...

Anônimo disse...

O controle do Judiciário é defendido pela esquerda no Parlamento, e essa reivindicação de abrir a caixa preta apareceu em grandes cartazes afixados nos elevadores de prédios públicos municipais no período da administração petista em São Paulo no início da década de 90. Quanto às entrevistas e comentários de magistrados, a solenidade do cargo seria mais respeitada pela população se eles se pronunciassem apenas nos autos.

Anônimo disse...

O controle do Judiciário é defendido pela esquerda no Parlamento, e essa reivindicação de abrir a caixa preta apareceu em grandes cartazes afixados nos elevadores de prédios públicos municipais no período da administração petista em São Paulo no início da década de 90. Quanto às entrevistas e comentários de magistrados, a solenidade do cargo seria mais respeitada pela população se eles se pronunciassem apenas nos autos.