terça-feira, 27 de fevereiro de 2018

Jungmann detona Segóvia e joga pra galera


2ª Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Os criminosos institucionais, a mídia satânica e a canhota sinistra vibraram com as primeiras manifestações do Interventor Federal na Segurança Pública do Rio de Janeiro. Os surfistas nas ondas do caos já cacarejam que o General de Exército Braga Netto e sua equipe causam “incertezas”, em seus discursos sem grandes novidades objetivas e muita cautela. Ainda bem que o General não dará bola para a canalhice jornalística, sacramentada por tiradas sem profundidade dos “comentaristas” e “especialistas” da lucrativa área de Segurança.

Os “analistas” ficaram decepcionados porque o General não fez a mera apologia do discurso repressivo (que permitiria à esquerda desvairada acusar as Forças Armadas de “planejarem um golpe”. Como Braga Netto não entregou o jogo aos bandidos, não revelando que ações tomará como interventor, os inimigos das “Legiões brasilianas” não puderam vomitar a mentira de que os militares não tem competência para planejar. A turma da fracassomania, no entanto, se ferrou novamente.

Braga Netto foi prudente e sincero: “Vejo essa intervenção como uma janela de oportunidades para a Segurança Pública do Rio de Janeiro. Nos objetivo é reestruturar, fortalecer e apoiar logisticamente a segurança pública do Rio de Janeiro. A intervenção é gerencial. Nosso objetivo é integrar e cooperar. É uma oportunidades para a segurança aproveitar essa expertise de gerenciamento que as forças armadas possuem".

Se o militar foi cauteloso, o mesmo não se pode dizer do novo ministro extraordinário da Segurança Pública. O ex-ministro da Defesa, Raul Jungmann, jogou para galera com seu discurso populista. Jungmann encenou um ator de Tropa de Elite: “Pela frouxidão dos costumes, pela ausência de valores, pela ausência de capacidade de entender o que é lícito e ilícito, passam a consumir drogas Me impressiona no Rio de Janeiro, onde vejo as pessoas durante o dia clamarem pela segurança, contra o crime. E estão corretas. E à noite financiarem esse crime pelo consumo de drogas. Não é possível! São pontas que muitas vezes se ligam e precisam de estratégias diversas para serem devidamente combatidas”.

O discurso defensivo de Jungmann foi patético: “Estamos prendendo, mas estamos perdendo essa corrida. Prendemos muito, mas prendemos mal. Além disso, nossa justiça criminal apresenta uma face, em que pese o trabalho de todos os operadores da justiça, muito negativa. Aproximadamente 27% a 30% de quem se encontra atrás das grade estão lá por causa das drogas. Apenas 8% dos homicídios cometidos chegam à fase da denúncia. O resto praticamente não é julgado, não tem continuidade”.

Raul Jungmann ainda choveu no molhado aos listar os problemas da segurança que todo mundo já sabe de cor: “Jungmann também apontou os problemas na segurança no Brasil, como os 61 mil assassinatos anuais, o crescente déficit de vagas no sistema penitenciário, o baixo índice de solução de homicídios, e o fato de líderes criminosos comandarem seus grupos mesmo presos, transformando o presídio em home office.

Raul deu a entender que não sairá do governo na reforma ministerial de abril, para ser candidato ao Congresso Nacional: “Encerro minha carreira política para me dedicar integralmente ao ministério. Estarei encaminhando um pedido de suspensão de minhas atribuições, todas ,do meu partido (PPS). Pela razão de que uma população vulnerável, encurralada, uma população indefesa é presa fácil da demagogia, do autoritarismo, do desrespeito”.

Pelo visto, ganhamos mais um futuro “consultor” em Segurança. Na nova carreira, Jungmann certamente vai ganhar muito dinheiro na segurança pública. Antes que tal futuro promissor chegue, logo como primeiro ato Raul Jungmann promoveu a exoneração do Diretor-Geral da Polícia Federal. O delegado Fernando Segóvia foi trocado por Rogério Galloro.

Notícia melhor que esta? Só que o pedido de habeas corpus em favor de Lula será julgado na quinta-feira pelo Superior Tribunal de Justiça. O mérito do pedido será definido pelos membros da 5ª Turma do STJ, a partir das 13 horas. Lula morre de medo da prisão imediata depois da condenação por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do Triplex. Os advogados de Lula desejam que o STJ resolva logo o caso, ganhando tempo, para que possam recorrer ao Supremo Tribunal Federal, onde avaliam que Lula tem mais chances de vitória... Será?

Releia o artigo: “Policial Bom é Policial morto por Bandido?”



Poder Presidiário...



Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!


O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 
A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 27 de Fevereiro de 2018.

Nenhum comentário: