terça-feira, 13 de março de 2018

A esquerda segue forte para Presidência?



Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Enquetes eleitorais são como bruxas. Pode-se não acreditar nelas, porém elas existem. Mesmo com resultados que possam ser manipulados para criar tendências, às vezes elas trazem indicativos que não são explorados pelos divulgadores. A recente pesquisa CNT/MDA, realizada entre os dias 28 de fevereiro e 3 de março com 2002 entrevistados em 137 municípios, permite uma leitura básica: a esquerda tem chances de vitória, mesmo desmoralizada pelas Lava Jatos da vida e aparentemente dividida pelas vaidades e interesses dos candidatos.

Acredite-se ou não, a maioria dos ouvidos indica tendência ou vontade de votar em Luiz Inácio Lula da Silva - um candidato que provavelmente não terá condições legais de disputar a corrida pelo Palácio do Planalto, além de correr o risco de ser preso no próximo dia 26, após audiência judicial. Na intenção de voto espontânea, Lula teria 18,6%. Na estimulada (em que um quadro com candidatos é apresentado), Lula aparece com 33,4%. Se Lula realmente ficar de fora, um candidato de esquerda ou centro/esquerda tem potencial para herdar a maior parte de seus votos.

Quem aparece muito bem na pesquisa é Jair Bolsonaro. Na espontânea, ele tem 12,3% dos votos, enquanto na estimulada fica com 16,8%. Os demais candidatos tem menos de 2% na espontânea. Já na estimulada, no cenário em que Lula concorre, Marina Silva aparece com 7,8%, Geraldo Alckmin (6,4%), Ciro Gomes (4,3%), Álvaro Dias (3,3%), Fernando Collor (1,2%, Michel Temer (0,9%), Manuela D’Avila (0,7%) e Rodrigo Maia (0,6%).

O jogo segue totalmente aberto. Pouco adiantam torcidas precipitadas para uma eleição sem resultado seguro. A pesquisa também constata um outro fenômeno esperado: a indiferença do eleitorado e a bronca com os políticos (sinônimos de corrupção). Na enquête espontânea para Presidente, Nulos e brancos atingem 20,4%. Indecisos somam 39,7. Ou seja, 60% do eleitorado pesquisado não querem votar ou não definiram em quem votariam.

O dado assustador é que a retórica populista de canhota ainda seduz – e muito – o eleitorado. Quem se posicionar na “centro-esquerda” pode se dar muito bem – se a pesquisa estiver minimamente correta. Nada de anormal em um Brasil Capimunista, com grande parte do povo acostumado a ser “estadodependente”. A esquerda fracassa governando, porém triunfa na eficácia do discurso demagógico e messiânico. Eis o resultado dramático de décadas de guerra cultural...

Até a eleição, se nada ocorrer de diferente e surpreendente, vamos seguindo com um Presidente altamente impopular e investigado por suspeitas de corrupção, com autorização do Supremo Tribunal Federal. Temer tem 73,3% de avaliação negativa de governo, 20,3% consideram regular e apenas 4,3% consideram seu governo positivo. O desempenho pessoal do marido da bela Marcela é desaprovado por 83,6%. Apenas 10,3% aprovam.

Os números confirmam que não podemos perder tempo com “fla-flu” eleitoreiro. Temos de focar em soluções para mudar o Brasil. Não será fácil, porque a maioria da galera capimunista rentista, conivente com as diversas formas de corrupção, segue jogando contra, com alta habilidade e capacidade de sabotar a transformação estrutural do Brasil em um País Liberal, Democrático e Capitalista.

#votoauditavel

O Senado promove nesta terça-feira, às 10 horas, a Audiência pública do Voto Impresso.

Juntos podemos forçar o TSE cumprir a lei e termos eleições com o voto auditável.

O Movimento Avança Brasil apresenta sugestões para cada um colaborar na onda irrefreável em favor do voto auditável.

Visite o site http://bit.ly/2FCv5mS e siga os passos indicados!!!





*FAÇA SUA INSCRIÇÃO!* - http://AvancaBrasil.vpeventos.com

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 
A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 13 de Março de 2018.

9 comentários:

Anônimo disse...

Quem vive à custa do estado-ladrão deveria ser impedido de votar por parcialidade.

Anônimo disse...

Arre égua, será verdade que a nobre senadora Gleisi Hoffmann, falou que: "Não vamos aceitar mansamente a prisão de Lula?E que o partido irá com Lula "até as últimas consequências" e não aceitará de braços cruzados a prisão?Essa reação dos militantes na rua, não poderia gerar também uma reação contraria?Só relembrando ao grande LULALÁ, quem fala de mais dá bom dia a cavalo.

Anônimo disse...

Se no Face Bolsonaro ganha disparado no primeiro turno, como podemos acreditar nessas pesquisas fajutas?

Jayme Guedes disse...

A questão, Serrão, é que o povo brasileiro não está dormindo, o povo brasileiro está em coma profundo ou, quem sabe, morte cerebral. Se fosse apenas sono você não acha que esse povo já teria acordado com o barulho ensurdecedor produzido pela corrupção e pela reação dos corruptos que exibem a audácia de ameaçar investigadores e juízes? Considere as recentes declarações do Marun. A cada vez que ele abre a boca para defender o Temer mais me convenço da culpa do Temer. Enfim, se for apenas coma ainda teremos esperança mas meu temor é que seja mesmo morte cerebral.

ALMANAKUT BRASIL disse...

O lugar do Lula é no Inferno!

E quem quiser que vá com ele!

Anônimo disse...

Realmente o Brasil morreu de morte cerebral, somente daqui a n/gerações poderá ressuscitar e criarmos um novo Brasil. Por enquanto continua sendo o país do futuro. Acredite se quiser !!!

Anônimo disse...

Capitão Durval Ferreira viaja pelo interior do Brasil e constata que essa população quer votar em Jair Bolsonaro, porque o associa à credibilidade que as FFAA têm, mas se diz obrigada a votar no PT ou outro partido de esquerda que comande a administração porque todos dependem da prefeitura para manter seus empregos públicos ou obter licença municipal para exercerem suas atividades. Diz que esse insulamento dos residentes é resultado da privatização das estradas, cujo pedágio torna extremamente oneroso o deslocamento dos munícipes para o emprego em outras cidades. Também por esse isolamento forçado, recebem apenas a versão dos fatos que a Rede Globo lhes apresenta. Donde concluímos que o liberalismo (privatizações) possibilita o voto de cabresto do novo coronelismo de esquerda.

Anônimo disse...

Capitão Durval Ferreira viaja pelo interior do Brasil e constata que essa população quer votar em Jair Bolsonaro, porque o associa à credibilidade que as FFAA têm, mas se diz obrigada a votar no PT ou outro partido de esquerda que comande a administração porque todos dependem da prefeitura para manter seus empregos públicos ou obter licença municipal para exercerem suas atividades. Diz que esse insulamento dos residentes é resultado da privatização das estradas, cujo pedágio torna extremamente oneroso o deslocamento dos munícipes para o emprego em outras cidades. Também por esse isolamento forçado, recebem apenas a versão dos fatos que a Rede Globo lhes apresenta. Donde concluímos que o liberalismo (privatizações) possibilita o voto de cabresto do novo coronelismo de esquerda.

Anônimo disse...

Kkkkkkk...a esquerda tem chances de ganhar????!!! Kkkkkkkkkkkk. O editor se esqueceu do banho que a esquerdalha levou em 2016! E não se sabia nem metade do que se sabe hoje dos pilantras que desgovernaram o país por 13 anos!?