quinta-feira, 8 de março de 2018

Amante é prisão em segunda instância?



Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Os brasileiros estão devendo R$ 24,4 bilhões. Essa dívida aumentou 12%, embora o estoque do endividamento tenha diminuído 4,5% nos últimos 12 meses. Certamente, nossos bandidos da politicagem e adjacências não enfrentam tal problema. Nem os familiares deles. Muito menos seus “laranjas”. O Michel Temer, com sigilo bancário quebrado, não enfrenta tamanho perrengue... Ministros do Supremo Tribunal Federal também não ficam sem dormir por causa disto.

Por não terem preocupações profanas, os deuses do supremo investem seu valioso tempo articulando como voltarão atrás na polêmica decisão que manda prender um condenado em segunda instância judicial colegiada. Especula-se que os ministros Edson Fachin e Ricardo Lewandowski podem, a qualquer momento, pautar o plenário do Supremo Tribunal Federal para rediscutir o assunto. Luiz Inácio Lula da Silva é o mais ilustre interessado no assunto.

O livre pensador G. K. Chesterton proclamou que “toda convicção é uma prisão”. A conveniente convicção dos nossos supremos magistrados deseja redecidir aquilo que parecia estar claríssimo na Constituição-Vilã de 1988. Prisões só devem ocorrer após esgotados todos os recursos judiciais. Só no Brasil da insegurança jurídica a mais alta Corte do Judiciário relativiza o princípio constitucional da presunção da inocência. Aqui, se o réu é pobre e não paga advogado milionário, cadeia nele... Já o rico e poderoso só vai preso se for classificado como “inimigo do Estado” ou “desgraçado pelo Sistema”.

Encontra-se jeitinho jurídico para tudo em Bruzundanga. O Regimento Interno do STF determina que, quando a matéria discutida no habeas corpus não for objeto de jurisprudência consolidada no Supremo, o relator ouvirá o procurador-geral da República em dois dias e "apresentará o feito em mesa para julgamento na primeira sessão da turma ou do plenário". Eis a brecha achada para botar em votação o habeas corpus em favor do condenado Lula, aproveitando para rediscutir se vale ou não a prisão logo após decisão em segunda instância.

Lula enfrenta uma situação curiosa. O “Sistema” não quer impedi-lo de ser candidato a Presidente da República. No entanto, o mesmo “Sistema” não tem interesse que ele seja preso, nem que fique na cadeia por muito tempo. Apesar do desgaste inegável de imagem, Lula ainda é muito poderoso: sabe demais e tem um incrível poder de vingança. Por isso, prendê-lo e mantê-lo encarcerado é tarefa tão complicada e complexa. Lula articula, no bastidor, ficar calado e quieto, em troca de uma liberdade vigiada ou uma “prisão domiciliar” (que é um deboche com a cara dos presos comuns que encaram as medievais penitenciárias brasileiras).

Por tanta polêmica é que surge a indagação filosófica do Dia Internacional da Mulher: “Amante é prisão em segunda instância?”... Quem poderia responder é Donald Trump – atacado por denúncias feitas por uma atriz pornô... Sorte de Lula que ele é viúvo e não corre risco de ser sacaneado por alguma amante inconveniente.

O negócio imediato do companheiro $talinácio é apenas desvendar a dúvida cruel: Toda convicção é mesmo uma prisão? Ou nem a prisão dele é uma convicção do Judasciário de um País extremamente injusto?

#prontofalei aos amantes  do futebol...

O Flamengo jogando de uniforme amarelo é o mesmo que mudar a toga dos magistrados para cor de rosa, apenas para comemorar o Dia Internacional da Mulher.


  
*FAÇA SUA INSCRIÇÃO!* - http://AvancaBrasil.vpeventos.com

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 
A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 8 de Março de 2018.

2 comentários:

GRIFÃO disse...

É público e notório que Lullabicha (pederasta ativo, claro que também é "bicha") é cria do regime militar, "cria" criado pelo gal Golbery (não interessa o porque, interessa o fato em si) e ganhou poder debaixo da proteção dos militares fabianos e no caminho, foi sabendo mais e mais, sabendo dos podres escondidos debaixo do poncho; mas suponho que a grande arma delle é a divulgação pública dos enlaces com elementos fabianos das FFAA, hoje generais no comando de importantes unidades e até suponho, do Exército brasileiro. Ah, se elle abrisse a boca e botasse para fora tudo que sabe, quantos generais ativos no teclado não seria envolvidos?

Elesi F disse...

Esses canalhas desse movimento avança Brasil, sempre foi contra a intervenção militar e contra os intervencionistas, além de mentirosos, difamaram vários intervencionistas e páginas, sempre apoiaram eleições e partidos políticos, não são diferente de MBL, Nas Ruas, Revoltados Online et caterva, só porque esse movimento é de maçons, é a direita canhota de sempre.

Entristece é ver o ilustre Dr. Ribas Paiva se misturar com essa gente, infelizmente...

Essa turma são maçons e monarquistas.

A historia Brasileira é uma fraude, projeto maçônico de populistas e oligarcas, e a monarquia fazia parte dela, essa família Bragança serve a interesses de capitais internacionais, não é atoa que seu líder Dom Bertrand está apoiando Geraldo Alckmin para presidência.

Todas essas denuncias estão sendo feitas pelo grande professor Loryel Rocha, que é um exímio professor de iconografia, simbologia e historiador.