quinta-feira, 8 de março de 2018

Fraude Eleitoral



Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Antônio José Ribas Paiva

A FRAUDE ELEITORAL sempre aconteceu na totalização dos votos.

A urna eletrônica só acelera a totalização. Com ou sem voto impresso, a fraude continuará!

É preciso mudar o sistema político eleitoral e os mecanismos de escolha (lei eleitoral) para garantir a liberdade de escolha do eleitor.
     
Por exemplo, a adoção do VOTO DISTRITAL SOBERANO com MOÇÃO DE DESCONFIANÇA, onde os eleitos podem ser cassados pelo conselho de eleitores( distrital), sempre que necessário, mediante representação no próprio conselho distrital, aprimora o processo.
     
A Extinção da Justiça Eleitoral (partícipe das fraudes)e a permissão de candidaturas independentes bem como, a suspensão da diplomação dos eleitos , caso descoberta alguma fraude, para auditoria do pleito, e outras medidas saneadoras são algumas sugestões, para aperfeiçoar o sistema eleitoral .
     
A simples adoção do voto impresso, apenas coonestará o processo fraudulento, e as urnas continuarão sendo as cartolas de mágicos, que sempre foram.
     
Antes de se falar em eleição, é imprescindível aprimorar os métodos de escolha. Todavia, a classe política jamais fará isso. 
     
Daí a necessidade da IMEDIATA INTERVENÇÃO INSTITUCIONAL!
MOURÃO É INTERVENÇÃO!!!

Antônio José Ribas Paiva, Jurista, é Presidente do Nacional Club.

Nenhum comentário: