quarta-feira, 7 de março de 2018

Lula já negocia sua prisão domiciliar



Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Até o mais otário fanático da petelândia já constatou que Luiz Inácio Lula da Silva, há muito tempo, é um cadáver politicamente insepulto. O “Sistema” já decretou o Atestado de Óbito do The Walking Dead de São Bernardo do Campo. O detalhe importante é que não haverá enterro para $talinácio. Ninguém se iluda: costura-se um acordo indecente, por debaixo das togas, para encurtar a inevitável condenação à prisão. A goleada de 5 a 0 no Superior Tribunal de Justiça é apenas um capítulo de novela encenada no inferno...

Aliás, os diabos (convivemos com muitos) não querem concorrência. Por isso, Lula não deve ser mandado ao inferno de um cárcere. O regime prisional fechado tende a ser atenuado para alguém ainda tão poderoso e que sabe muito e um pouco mais, como é o caso de Lula. Negocia-se um regime de purgatório. O mais provável é a decretação de uma “prisão” em regime domiciliar, com ordem para ficar de boca calada. O silêncio forçado será a morte em vida do Operário Patrão do PT.

Atores ultra-bem-pagos, os advogados de Lula encenarão o teatrinho de horrores. O companheiro $talinácio e seus caríssimos defensores já sabem, há muito tempo, que o tal do “sistema” é um inimigo implacável e imperdoável. Quando interessava aos gestores do Capimunismo tupiniquim, Lula foi inventado, iniciado e elevado ao poder. Enquanto interessou, foi uma espécie de dama de luxo no bordel do presidencialismo de colisão e coalizão. Vacilou e exagerou na dose (sem trocadilho etílico), o “sistema” o descartou para a lata de lixo da História.

O drama de Lula é que ele experimenta do próprio veneno que ajudou a fabricar. O regime nazicomunopetralha e seus dirigentes com inspiração stalinista-soviética cometeram dois pecados. Foram com muita fome e sede aos potes de ouro que sustentariam o a manutenção deles no Poder. Além disso, aparelharam exageradamente a máquina estatal nos quatro poderes (executivo, legislativo, judiciário e militar), preparando o terreno para uma fase de perseguição dos inimigos. Por ironia histórica, eles agora são engolidos-vivos pelo monstro que ajudaram a conceber.

Chupa, petelândia! Aparelhou, agora tem que rezar (mesmo que vocês não acreditem em Deus e já não consigam mais cumprir tantos acordos que fizeram com os diabos que agora queimam vossos rabos)... A decadente esquerdalha terá de suportar e superar o ocaso de Lula. Será obrigada a disputar a eleição – sabendo que irá perder feio – usando qualquer poste como candidato. O PT tem a alternativa amarga e indesejável de se juntar ao Ciro Gomes. Ou, então, encenar uma campanha de teatro intelectualóide com Fernando Haddad...

O purgatório petralha, no entanto, é o que menos importa agora. O projeto nazicomunopetralha de poder foi interrompido porque contrariou os interesses dos aliados e eternos concorrentes do MDB e afins. Todos agora parecem perdidos, tentando descobrir como não terminarem engolidos pelo esgotamento da tal “Nova República de 1985 – um regime que opera a corrupção sistêmica com a conivência do que foi escrito na Constituição-vilã de 1988.

Lula goleado? Melhor comemorar com moderação. A missão brasiliana vai muito além de cobrar, torcer e comemorar com a punição (que deve ser nada exemplar) a Lula. A prioridade é elaborar um novo modelo estatal para o Brasil. No regime atual, é gigantesca a chance de ser inventado uma espécie de “Novo Lula” – mesmo que de sinal ideológico invertido. O fantasma do autoritarismo e do abuso estatal de poder nunca deixou de rondar o Brasil.

Resumindo: o “Sistema” se reinventa. Os cidadãos de bem e do bem precisam propor e debater, longamente, um Projeto Estratégico de Nação para o Brasil. Não basta ficar na tradicional punhetinha intelectual que acaba com a conta caríssima no botequim. Precisamos de propostas viáveis, conceitos corretos e soluções práticas que possam ser implantadas a partir de um cronograma político e econômico.

“Que Brasil queremos de verdade?” não é uma pergunta apenas para a Rede Globo  fingir que pratica cidadania em ano eleitoreiro, no qual você pode até saber em quem vai votar, porém quem vai eleger é um inconfiável sistema eletrônico de votação sem conferência do voto. Apostar neste modelo de escolha dos representantes é o mesmo que apostar todo o dinheiro no cassino do Al Capone...

Por isso, a prioridade tem de ser Política-Estratégica: O que, como, quando e com quanto fazer para mudar o Brasil para torná-lo uma Nação rumo ao desenvolvimento. O caminho é a Intervenção Institucional para implantar o Federalismo Pleno, com Voto Distrital e Seguro no resultado, através de uma Constituição enxuta que garanta a Liberdade e a Democracia, sob regência de uma máquina estatal transparente e controlada diretamente por cidadãos.  




Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 
A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 7 de Março de 2018.

2 comentários:

Anônimo disse...

Disse LULALÁ:"Se eles não me prenderem
logo, quem sabe um dia eu mando prendê-los pelas mentiras que eles
contam”."Eles que enfiem no c... todo o processo".
Depois desse palavreado ofensivo elle queria o quê?
Disse minha vó, lá do além,"quem fala demais dá bom pra cavalo, e até pro jumento".

Flavio Guerra disse...

O que mais me impressiona é o fato de que todos sabem, todos vêem, todos escrevem, todos lêem, todos falam sobre a situação politico-administrativa do Brasil mas de pratico, ninguém faz nada !!!