terça-feira, 27 de março de 2018

STF e TSE deixarão Lula fazer campanha até o fim?



Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

O candidato-fake Lula da Silva é um fator perigosíssimo de instabilidade política e econômica. Águas do mercado lembram que o início da Lava Jato, com a prisão de Paulo Roberto Costa, deu início à recessão em março de 2014. Em função disto, a grande dúvida é o que pode acontecer com a liberação para o condenado Lula continuar na disputa presidencial.

A previsão é que uma eventual absolvição de Lula e a autorização para que ele concorra - jogando no lixo a Lei de Ficha Limpa – mergulhem o Brasil definitivamente no caos político, econômico e institucional. Se for assim, investidores internacionais terão mais motivos para sentir insegurança... A volatilidade cambial tem tudo para se intensificar, para desespero de quem precisa de dólar mais barato para viajar ao exterior ou para fazer negócios. Quem tem dívidas em dólar que se cuide...

Os caríssimos e persistentes advogados de Lula ainda insistem que ele ainda não está inelegível, porque vão recorrer da decisão que confirmou a condenação do ex-presidente no Tribunal Regional Federal da 4ª Região.A lei da Ficha Limpa é claríssima  ao definir que não podem disputar eleição candidatos condenados por órgão colegiado. No entanto, será o Tribunal Superior Eleitoral quem definiram no final das contas, se Lula pode ou não disputar a eleição 2018.

Depois de 15 de agosto, ocorre a definição com impugnação ou não de Lula. O terrível é que, a partir de 16 de agosto, Lula fica livre para fazer campanha, até a decisão final do TSE. Ou seja, teremos instabilidade política, com risco de violência, até a data da eleição (7 de outubro). Metade do mês de agosto e quase todo mês de setembro serão dominados pela polêmica inútil – que tende a tornar ainda mais radical e violentíssimo o processo eleitoreiro.

O STF e o TSE deixarão Lula fazer campanha até 7 de outubro? Tudo indica que sim. E tudo ficará ainda pior se o Supremo conceder a Lula um habeas corpus contra uma prisão que sequer foi decretada oficialmente pelo TRF-4 ou pelo juiz Sérgio Moro. O STF caiu no golpe do “pretérito do futuro” promovido pela defesa de Lula. O espetáculo pornográfico de insegurança jurídica ficou ainda mais canalha no Brasil. 

Por isso, os cidadãos precisam promover protestos gigantescos nas ruas, nos dias 31 de março, 3 e 4 de abril, e, com certeza, um pouco além destas datas. Sem pressão intensa das ruas, o condenado Lula seguirá tumultuando o processo eleitoreiro de 2018. Não podemos permitir que tamanha safadeza aconteça. A não ser que a maioria prefira o Triunfo da Vontade Corrupta...

Ainda bem que a Copa do Mundo de Futebol da Fifa vem antes da eleição, para dar uma acalmada na Pátria de Chuteiras. Do contrário, a coisa ia ficar ainda mais russa por aqui – e não na sede do mundial... Bola pra frente, porque o Lula quer ser Presidente novamente...

Então, lá vamos nós, em clima de barbárie, corrupção impune a divórcio entre o Estado e a Nação...



Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 
A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 27 de Março de 2018.

5 comentários:

Anônimo disse...

De onde vem o dinheiro que paga mutos milhões á extensa comitiva de advogados de Lula? Do bolso dele? Como?

Anônimo disse...

Se STF der HC ao Lula, só tem um jeito: intervenção militar no STF, extraditar os ministros que votaram pelo HC ao Lula, substituí-los por ministros militares, e votar novamente o HC e a prisão em segunda instância. E prendam-se quem reclamar.

Anônimo disse...

Mas não seria melhor dizer que protegerão o boquirroto até que esteja eleito.

Jasmiro Pinto de Jesus Segundo disse...

As coisas vão ficar BEM PUNKS daqui ATÉ OUTUBRO!

Anônimo disse...

É bom lembrar que a Justiça também é, para que todos tenham o mesmo tratamento.