quinta-feira, 29 de março de 2018

Vamos acabar com a tributagem, Presidente?



Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

O consolo previsível deste ano eleitoreiro é que haverá uma consistente discussão de tendência liberal, democrática e conservadora para neutralizar e se contrapor ao habitual discurso de promessas vazias e populistas da esquerda – incluindo nela a inconsistente social-democracia. Entre os vinte e poucos pré-candidatos que se apresentam até agora, a pauta de mudanças no modelo está prevista no discurso de pelo menos três: Jair Bolsonaro (PSL), Flávio Rocha (PRB) e João Amoedo (Novo).

Tomara que eles proponham soluções possíveis para desgraças como a insegurança jurídica, a violência e a “tributagem”. A vantagem importante é que a esquerda revolucionária ou a canhota envergonhada não se propõem a tratar destes três temas com um mínimo de seriedade. A canalhice ou a idiotice deles impedem que se trate como prioridade uma revisão do aparato legal, da Segurança Pública e da quase centena de impostos abusivos no Brasil.

A “tributagem” é apavorante. O Brasil tem uma das maiores cargas tributárias do mundo. Parece que os 208 milhões de brasileiros só servem para pagar contas – principalmente as públicas. Os governos Federal, estaduais e municipais nunca cortam ou racionalizam seus próprios gastos e exagerados privilégios. Os governantes repassam, para o cidadão pagar, o alto custo da sua corrupção, incompetência e desperdício. Nunca há recursos suficientes para conter a voracidade tributária da máquina pública.

Circula nas redes sociais uma mensagem que precisa ser lida e relida por todos os pagadores de impostos tupiniquins. Os números são assustadores. O Estado-Ladrão pratica extorsão contra o cidadão e o empresário. Vide o percentual médio do peso dos impostos sobre vários produtos ou serviços:

Medicamentos -36%
Luz - 45,81%
Telefone - 47,87%
Gasolina - 57,03%
Cigarro - 81,68%

PRODUTOS ALIMENTÍCIOS BÁSICOS

Carne bovina - 18,63%
Frango - 17,91%
Peixe - 18,02%
Sal - 29,48%
Trigo - 34,47%
Arroz- 18,00%
Óleo de soja - 37,18%
Farinha - 34,47%
Feijão - 18,00%
Açúcar - 40,40%
Leite - 33,63%
Café -  36,52%
Macarrão - 35,20%
Margarina - 37,18%
Molho tomate - 36,66%
Biscoito - 38,50%
Chocolate - 32,00%
Ovos - 21,79%
Frutas - 22,98%
Álcool - 43,28%
Detergente - 40,50%
Sabão em pó - 42,27%
Desinfetante - 37,84%
Água sanitária - 37,84%
Esponja de aço - 44,35%

PRODUTOS BÁSICOS DE HIGIENE

Sabonete - 42%
Xampu - 52,35%
Condicionador - 47,01%
Desodorante - 47,25%
Papel Higiênico - 40,50%
Pasta de Dente - 42,00%

MATERIAL ESCOLAR

Caneta - 48,69%
Lápis - 36,19%
Borracha - 44,39%
Estojo - 41,53%
Pastas plásticas - 41,17%
Agenda - 44,39%
Papel sulfite - 38,97%
Livros - 13,18%
Papel - 38,97%

BEBIDAS

Refresco em pó - 38,32%
Suco - 37,84%
Água - 45,11%
Cerveja - 56,00%
Cachaça - 83,07%
Refrigerante - 47,00%
Sapatos - 37,37%
Roupas - 37,84%
Computador - 38,00%
Telefone Celular - 41,00%
Ventilador - 43,16%
Liquidificador - 43,64%
Refrigerador - 47,06%
Microondas - 56,99%
Tijolo - 34,23%
Telha - 34,47%
Móveis - 37,56%
Tinta - 45,77%
Casa popular - 49,02%
Mensalidade Escolar - 37,68% (ISS DE 5%)

ALÉM DESTES IMPOSTOS, VOCÊ PAGA:

- DE 15% A 27,5% DO SEU SALÁRIO A TÍTULO DE IMPOSTO DE RENDA;

- BANCA O SEU PLANO DE SAÚDE,

- O COLÉGIO DOS SEUS FILHOS, 

- IPVA, IPTU, INSS, FGTS e por aí vai...
- ETC.

A desgraça nós sentimos no bolso. O problema é que não adianta apenas baixar ou eliminar os impostos. É fundamental mudar o modelo estatal. A única saída é uma Intervenção Institucional que implante o Federalismo pleno no Brasil, junto com uma prática de transparência total sobre as receitas, despesas e tarifas de todos os órgãos e serviços públicos na União, estados e municípios. A fiscalização popular direta – checando em tempo real se não existe nem desperdício ou roubalheira – vai reduzir a praticamente zero a máquina estatal de corrupção.  

O Brasil precisa de atitude do povo para que as mudanças estruturais ocorram da forma mais pacífica e democrática possível! Atitudes imediatas? Reeleja ninguém! Vamos aumentar a pressão sobre os governantes e a classe política. O debate sério sobre a “tributagem” tupiniquim, na campanha eleitoral de 2018, ajudará bastante para acelerar o processo inevitável pelas mudanças. 

Três Neurônios

Quem ainda não viu dê uma olhadinha nos “Três Neurônios”, com H. James Kutscka, Pedro Chaves e o Zé Ruela que edita este blog

  









Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 
A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 29 de Março de 2018.

7 comentários:

Anônimo disse...

ótimo!
Decisões do Supremo precisam ser analisadas, devido ao seu “poder ditatorial”
- Jorge Béja
Aqui:
http://www.tribunadainternet.com.br/decisoes-do-supremo-precisam-ser-analisadas-devido-ao-seu-poder-ditatorial/#comments

Anônimo disse...

No Antagonista:
A democracia “de merda” do PT
Carlos Zarattini, codinome Guarulhos, discursou no palanque de Lula, ontem à noite.
Segundo a Gazeta do Povo, ele “disse que, se o PT voltar ao poder, a democracia será ampliada por meio do controle dos canais de televisão que enchem a cabeça das pessoas de merda”.

Jayme Guedes disse...

Serrão, o cérebro brasuca não é afeito a números. Uma comparação entre os mesmos itens tributados entre Brasil e USA talvez, talvez, tenha mais efeito.

Jayme Guedes disse...

Eu li que a OMS estaria estudando os efeitos da corrupção na saúde de corruptos presos. Mas não é a prisão do corrupto que causa a doença e sim a existência de ministros laxantes no STF. Ministros que invocam razões humanitárias para liberarem os corruptos para que sigam desfrutando do que roubaram são a causa da doença do corrupto. Para as vitimas da corrupção, as pessoas que morreram pela falta que o dinheiro desviado fez na medicina pública, não há sentimentos humanitários. A quantidade de sentimentos humanitários não é suficiente para todos e assim se esgota com os autores do crime. Não sobra nada para as vitimas que são, justamente os responsáveis pelos salários dos ministros laxantes. Enfim, a causa da doença do corrupto é o ministro laxante.

Daniel Melo USA disse...

Orgulho de ver pelo menos 1 belíssimo e completo candidato a presidência da república. Este é disparado o mais preparado! Além de ter princípios e valores do belo Partido Novo, ele também não é contaminado como todos os outros dinossauros que querem se candidatar. Excelente! Vamos lá! #amoedopresidente #joaoamoedopresidente #amoedopresidente2018

Daniel Melo USA disse...

Orgulho de ver pelo menos 1 belíssimo e completo candidato a presidência da república. Este é disparado o mais preparado! Além de ter princípios e valores do belo Partido Novo, ele também não é contaminado como todos os outros dinossauros que querem se candidatar. Excelente! Vamos lá! #amoedopresidente #joaoamoedopresidente #amoedopresidente2018

Daniel Melo USA disse...

Orgulho de ver pelo menos 1 belíssimo e completo candidato a presidência da república. Este é disparado o mais preparado! Além de ter princípios e valores do belo Partido Novo, ele também não é contaminado como todos os outros dinossauros que querem se candidatar. Excelente! Vamos lá! #amoedopresidente #joaoamoedopresidente #amoedopresidente2018