sexta-feira, 20 de abril de 2018

Enigma Barbosa



Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Paulo Roberto Gotaç

No mínimo enigmática essa pré-candidatura à presidência, do Senhor Joaquim Barbosa. 

Presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) durante o tumultuado processo do mensalão, envolveu-se, durante várias sessões daquela ação penal, em polêmicas com seus pares, tornando-se até uma figura admirada pela aparente combatividade – que algumas vezes beirou o descontrole – demonstrada ao se apresentar como um valoroso paladino do combate à corrupção do PT, podendo sua conduta ser considerada fundamental no tamanho das penas imputadas a alguns dos responsáveis pelos ilícitos cujas magnitudes, á época, surpreenderam a população. 

Dono de uma carreira de barricada, durante a qual foi obrigado a transpor sérios obstáculos em virtude de sua origem humilde, passou a ser apontado como exemplo de conquista alcançada pelo estudo e esforço próprios. 

Por razões que até hoje permanecem imersas em mistério, no entanto, incluindo a hipótese de ameaças decorrentes de sua atuação na Corte, cujas origens nunca foram devidamente elucidadas, aposentou-se repentinamente do serviço publico, criando na sociedade uma sensação de perplexa orfandade. 

Passou então a curtir uma reclusão salpicada, ao longo do tempo, por manifestações rápidas e esporádicas de posicionamentos políticos até certo ponto surpreendentes e contraditórios. 

Sem nunca ter exercido cargo eletivo, apresenta-se agora como postulante à presidência da República – um “outsider”, segundo ele e seus partidários insinuam – e até já lampeja semáforos ao mercado financeiro. 

Realmente um enigma.

Paulo Roberto Gotaç-  Capitão de mar e guerra reformado.  

2 comentários:

Anônimo disse...

Coitado, lá vai ele participar da corja. Como tem pouco ou nenhum jogo de cintura, será impedido na primeira vez que pisar fora da linha. Aí teremos a Marina, a Louca.

Q disse...

Não podemos esquecer do perfil de Joaquim Barbosa, segue:

Defendeu sistema de cotas, que ele mesmo sancionou quando era sinistro do STF.

Teve voto decisivo para permitir o assassinato, digo aborto, de bebês anencéfalos.

Foi contra o impeachment da Dilma Rousseff, chamado por ele de impeachment mequetrefe.

Salvou Lula e seus pares no mensalão, sequer o incluindo nos processos do mensalão.

Covarde, abandonou o STF pra simular uma suposta ameaça de morte pra sensibilizar o povo e opinião pública.

Na melhor das hipóteses, Joaquim Barbosa é um herói fake, um macunaíma do mundo jurídico.