quinta-feira, 26 de abril de 2018

Globo, Quero para o Brasil um futuro sem censura



Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Johil Camdeab de Abreu

Bom dia dona GLOBO. Para início de conversa CENSURA NUNCA MAIS.
Sou Johil Camdeab, ativista das redes sociais, para os amigos e inimigos nas três esferas de poder simplesmente Abreu, observador tragicômico panfletário virtual, em matéria digital política, recordista de MEMES no Brasil, combatendo diariamente há mais de 15 anos, a corrupção, impunidade e falta de vergonha que assola o nosso país. 
Infelizmente não posso dizer onde me encontro já que depois de ter meu penúltimo livro CENSURADO e APREENDIDO, fui AMEAÇADO e OBRIGADO a AUSENTAR-ME DA CIDADE DE MANAUS por tempo indeterminado.
Assim Dona GLOBO, o futuro que quero para o Brasil é um país onde ninguém precise apelar para a figura de Hitler para chamar sua atenção, um país sem censura, com um judiciário isento de influências políticas e manipulações, enfim um país onde o direito constitucional de expressão seja respeitado, em conformidade com o pacto constitucional dos direitos civis e políticos da ONU, internalizado no Brasil em 1992.
Mas, vamos aos fatos para que a senhora acione seus jornalistas investigativos para acompanharem este roteiro e quem sabe transformá-lo numa novela, antes que me transformem em mais uma estatística dos crimes insolúveis:
Dia 07 de janeiro deste ano de 2018 da era vulgar, publiquei por minha conta e risco, um livro AUTOBIOGRÁFICO, DIDÁTICO, DOCUMENTAL, ESCLARECEDOR e HISTÓRICO, denunciando a BANDA PODRE DA MAÇONARIA AMAZONENSE, hoje resumida a 4 MAUS ELEMENTOS, todos com seus DIREITOS MAÇÔNICO SUSPENSOS.
Tais elementos têm utilizado todos os recursos possíveis e INIMAGINÁVEIS para prejudicar a atual administração do GOBAM – GRANDE ORIENTE DO BRASIL AMAZONAS, administração essa que vem há 3 anos trabalhando arduamente para sanear o caos administrativo e financeiro encontrado em junho de 2015.
O livro CENSURADO e APREENDIDO trazia na capa o líder da Bandalheira, PAULO ROBERTO FURTADO DE MIRANDA, médico pediatra do SUS, que pelo fato de ser casado com uma advogada, procuradora da prefeitura de Manaus, não tem escrúpulos em alardear influência e poder no meio político e judiciário do Amazonas.
O vice líder e testa de ferro responsável pela apreensão e censura do meu livro é CID PEIXOTO SOARES, marqueteiro de quinta categoria, atualmente desempregado, que candidato a vereador da cidade de Manaus, conseguiu amealhar apenas 304 votos.
Dizendo-se primo de um dos advogados mais importantes e influentes do estado do Amazonas, segundo ele futuro desembargador, o medíocre marqueteiro com apoio de mais dois asseclas, MARIO LUCIO VENTURA e MIGUEL SINÁRIO DE SÁ, têm articulado ações com o único e exclusivo objetivo de desestabilizar o Grão Mestre Estadual, ainda com um ano de mandato.
Com o relativo sucesso alcançado na justiça comum,  o MARIO LUCIO VENTURA, atualmente também desempregado, vinha fazendo alarde nas redes sociais deturpando as decisões interlocutórias do juizado civil, enquanto MIGUEL SINÁRIO DE SÁ se dava ao trabalho de aliciar e comprar irmãos maçons para, no âmbito da maçonaria, assinarem processos padronizados com acusações as mais banais e sem fundamento possíveis, em desfavor do Grão Mestre, conforme troca de mensagem dos dois - MARIO LUCIO VENTURA e MIGUEL SINÁRIO DE SÁ, divulgadas nas redes sociais.
Voltando ao fio da meada, depois de publicar em 07 de janeiro deste ano de 2018, meu livro, repito AUTOBIOGRÁFICO, DIDÁTICO, DOCUMENTAL, ESCLARECEDOR e HISTÓRICO, tomei conhecimento por meio de um site sensacionalista da cidade de Manaus, que um juiz plantonista Dr. RÔMULO GARCIA BARROS SILVA, no seu primeiro dia como magistrado (10 de janeiro de 2018) DETERMINOU BUSCA E APREENSÃO dos exemplares que estavam à venda numa banca de revistas e mais que me ABSTIVESSE DE EDITAR, COMERCIALIZAR OU FAZER CIRCULAR referido livro em qualquer tipo de mídia, sob pena de multa de 5.000 reais por violação e crime de desobediência(?!?!?!?!).
Decisão Judicial cumprida, já requeri ao CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA investigação referente à decisão esdruxula, inusitada e inconstitucional do juiz, cujo trabalho e relatoria está a cargo do Excelentíssimo Corregedor, Ministro João Otávio de Noronha em processo número RD nº 2004-10.2018.2.00.0000.
Na Justiça de Manaus cujo processo número 0600935-73.2018.8.04.0001, não sei porque cargas d’agua, corre  em segredo de justiça, desde 26 de fevereiro que entrei com agravos de instrumento junto ao Desembargador Presidente do Egrégio Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas e juizado da 13ª Vara Cível, sem nenhuma solução até a data de hoje 26 de abril de 2018.
Descrente de qualquer solução a médio prazo, acabo de editar nos Estados Unidos da América, país que respeita as liberdades democráticas e o direito de expressão, um novo livro intitulado “OS PEQUENOS ARQUITETOS DA MAÇONARIA” com subtítulo “ARAUTOS DA MAFIONARIA BRASILEIRA INFILTRADOS NA ORDEM MILENAR UNIVERSAL, onde a senhora DONA GLOBO vai encontrar os subsídios necessários para fazer uma FANTÁSTICA reportagem. TUDO COM FINAL ESCRITO por autoridades que, detendo uma parcela de poder, têm o compromisso, o dever e a obrigação de HONRAR AS INSTITUIÇÕES A QUE SERVEM.
Pela objetividade da narrativa e abrangência do seu conteúdo, o novo livro interessa a maçons de um modo geral, sociólogos, médicos, psicólogos, estudantes de todas as áreas, especialmente a jurídica.
Para ter acesso ao site americano encarregado da distribuição do livro, clique aqui:

Johil Camdeab Abreu é o observador tragicômico panfletário virtual, colaborador do Alerta Total.

Nenhum comentário: