quarta-feira, 25 de abril de 2018

STF soltará Lula brevemente?



Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Os supremos ministros Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski e José Dias Toffoli nunca esconderam que jogam a favor do “paciente” (kkk) Luiz Inácio Lula da Silva. As motivações deles parecem diferentes. Lewandowski sempre demonstrou gratidão à Família da Silva pela nomeação ao STF. Próximo presidente do STF, a partir de setembro, Toffoli foi advogado Geral a União na Era Lula, depois de ter sido Advogado Geral do patrão José Dirceu. Já o objetivo maior de Gilmar parece ser sacanear a tal “República de Curitiba”, sobretudo o juiz Sérgio Fernando Moro.

A segunda turma do STF decidiu tirar da alçada do juiz Sérgio Moro trechos da delação da Odebrecht sobre o sítio de Atibaia e a sede do Instituto Lula. Por duas vezes o STF já tinha deixado os trechos com Moro. Em abril do ano passado, por decisão monocrática de Edson Fachin. Em outubro, por referendo da 2ª turma. Ontem, três ministros mudaram de idéia. Toffoli alegou que não havia relação entre as revelações da Odebrecht e as fraudes na Petrobras. As delações de Antônio Palocci e de Emílio Odebrecht deixam clara tal relação.

A caríssima defesa de Lula tem obsessão judicial por tirar da 13ª Vara Federal em Curitiba a maioria dos processos contra Lula. Os advogados alegam que Moro age motivado por “perseguição judicial” contra o ex-Presidente. Os favoráveis a Lula no Supremo não ousam fazer a mesma acusação sem provas objetivas. No entanto, já sinalizaram ontem que beneficiarão Lula. Em entrevista, sem toga, Gilmar Mendes pregou que a decretação da prisão de Lula (por Sérgio Moro) foi “precipitada”, prevendo que “o STF poderá rever os crimes pelos quais o petista foi condenado em segunda instância”. Gilmar agora também é vidente? Ontem indicou que tem poderes judiciais mediúnicos.

A Polícia Federal pediu ao Ministério Público Federal que transfira Lula da Superintendência em Curitiba. Como o caso está em “sigilo de Justiça”, o Judiciário Federal, corretamente, não comenta o assunto no picadeiro da imprensa. Manifestações ruidosas de políticos e “profissionais-mortadelas” da petelândia causam transtornos à rotina da PF. Os bárbaros também prejudicam a vizinhança – que tem saudade da antiga calma antes do encarceramento de Lula. O problema objetivo é: não existe local mais seguro para abrigar o ex-Presidente, a não ser na salinha improvisada da PF curitibana.

Quem precisa agora de uma grande corrente do bem para defendê-la de ameaças e malvadezas da petelândia e afins é a juíza Carolina Moura Lebbos. A responsável pela execução da pena de Lula ontem foi alvo de uma ameaça explícita feita pelo deputado petista Paulo Pimenta, coordenador de um grupo que foi proibido de vistoriar a cela improvisada de Lula. Pimenta esculachou: “Vamos representar contra essa juíza no CNJ. O Poder Legislativo tem autonomia e tem certas prerrogativas determinadas pela Constituição Federal. Ela jamais poderia ter tomado essa decisão”.

Ao barrar as visitas espetaculosas a Lula, a juíza Carolina Lebbos deixou bem claro que já houve uma diligência na cela de Lula realizada pela Comissão de Direitos Humanos e Participação Legislativa do Senado Federal. A magistrada ressaltou, em sua decisão, que não há nem houve nenhum indício de desrespeito ou maus-tratos praticados contra o Presidente Lula que justifiquem uma nova inspeção. Só faltou a doutora Carolina finalizar com um “PT, saudações”...

Os petistas continuam desrespeitando e ameaçando o Judiciário... O terrorismo psicológico não deve afetar a juíza. Carolina Lebbos é completamente avessa aos holofotes midiáticos. Recusa-se a dar entrevistas para falar de qualquer coisa, inclusive do caso Lula. Carolina também cuida da execução da pena de Marcelo Odebrecht – atualmente em regime de “Home Prision”.

Até agora, Carolina Lebbos agüenta firme... No entanto, nada custa uma mobilização das pessoas de bem, sobretudo nas redes sociais, para impedir que a petelândia e seus mecanismos criminosos infernizem a vida de mais uma magistrada, além do que já acontece com o juiz Sérgio Moro.     

Releia o artigo de terça: Lula e “defensores” têm de parar com ameaças




Três Neurônios


Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 
A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 25 de Abril de 2018.

Nenhum comentário: