segunda-feira, 14 de maio de 2018

A sucessão do corrupto doido



Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

A sucessão presidencial do corrupto doido, com Luiz Inácio Lula da Silva completamente fora do jogo e dentro da cadeia, apresenta uma tendência bem definida. A disputa final será entre extremos, e um centro que pende mais para a esquerda social-democrata. Os favoritos na briga pelo trono absolutista do Palácio do Planalto são Jair Bolsonaro (PSL), Ciro Gomes (PDT) e Geraldo Alckmin (PSDB). O PT segue mais perdido que bandido sem arma em tiroteio.

Bolsonaro conta com um fenomenal apoio popular,, mas tem base partidária fraca e inconsistente. Ciro tentará juntar o que restou da esquerda derrotada por ela mesma, e já se vangloria de contar com palanques em 15 dos 27 estados. Alckmin – que parece a galinha da economia que não decola – espera juntar o velho centrão para ganhar a eleição com a pretensa promessa de que formou uma “base sólida para governar”.

Nem a Velhinha de Taubaté acredita no Geraldo. No entanto, Alckmin aposta em sua força em São Paulo. O tucano avalia que obterá de 30 a 40% dos votos graças ao apoio de dois candidatos ao Palácio dos Bandeirantes: o atual governador Márcio França – que disputa a reeleição pelo PSB e uma aliança de dezenas de partidos – e o ex-prefeito de São Paulo, o também tucano João Dória. Geraldo também confia que, no frigir dos ovos, o Centrão do Congresso Nacional o salvará...

A estratégia de Alckmin expõe uma das maiores fragilidades de Jair Bolsonaro. O PSL é desorganizado e desarticulado demais para lhe servir de base de sustentação partidária. Bolsonaro só deve contar com alianças dos pequenos Patriotas e PRTB (do Levy Fidélix). Uma outra deficiência do “Mito” é ainda não ter um nome forte para a disputa do governo de São Paulo. Nem o filho de Bolsonaro, Eduardo, topou encarar o sacrifício. Ninguém no partido quer segurar a bucha. O prejuízo incalculável. Tal incapacidade de articulação pode ser fatal na hora da dedada final na inconfiável urna eletrônica – que não terá o voto impresso para conferência, descumprindo uma lei proposta pelo próprio Bolsonaro..

O plano de eleger alguns senadores não resolve a fragilidade política de Bolsonaro nem antes e nem depois de uma eventual vitória. Bolsonaro também segue pecando em não deixar claro um eixo consistente de ações para um futuro governo. Meras promessas e um discurso populista vazio, com rótulo impreciso de “direita”, acabam o nivelando por baixo com o já esgotado populismo de esquerda. Bolsonaro também erra ao insistir na geração de polêmicas inúteis (sobretudo na área de segurança) e também por ficar refém dos ataques esquerdistas. O apoio envergonhado dos Generais da ativa também prejudica Bolsonaro.

Ciro confia que, se o PT o apoiar agora, chega ao segundo turno. O azar dele é que a Petelândia segue mais presa que seu candidato Lula. A corrente majoritária e que preside o partido, a “Construindo um Novo Brasil” (KKKKKKKK), insiste na doideira de registrar a candidatura presidencial de Lula, mesmo sabendo que será barrada no Tribunal Superior Eleitoral, com base na Lei da Ficha Limpa. Os petistas fingem, porém não têm plano B algum.

É assim que o Brasil caminha para a sucessão 2018: sem grandes novidades. Michel Temer, no final das contas, deve fechar um acordo com Alckmin, para que o MDB siga sempre governista desde o começo da Nova República de 1985. Ciro faz o papel dele, de fanfarrão na “oposição”. Bolsonaro ainda precisa comprovar que é o candidato com força real para derrotar o Mecanismo. Só discurso inconsistente e brincadeiras no YouTube ou nas demais redes sociais não são suficientes para eleger um Presidente.

Uso da Espada

O General de Exército na reserva, Girão ele

“A espada do Oficial deve ser usada em defesa da Pátria e da honra. Assim o fizemos no passado, fazemos no presente e o faremos no futuro. Nesse momento difícil de nossa história esse uso volta a ser necessário para recolocarmos o Brasil no Rumo certo, à direita. BRASIL!!!".

A cada dia aumenta o sentimento de revolta silenciosa nos quartéis, sobretudo em função da posição de excessiva neutralidade do General-Comandante Eduardo Villas-Bôas – que defende, no máximo, a postura tática das “aproximações sucessivas”, em vez de uma “intervenção militar” direta nas instituições que todo mundo sabe não funcionar normalmente...

Legítima Limpeza


A procuradora de Justiça Eliana Passarelli defendeu o direito de Legítima Limpeza no polêmico caso da policial militar que se antecipou a um ataque e matou um assaltante que tentou atacar mães e crianças na festa de Dia das Mães na qual ela estava com a filha de 7 anos de idade, em Suzano, no interior de São Paulo...

O governador de São Paulo, Márcio França, marcou um golaço ao promover uma homenagem pública à policial Kátia da Silva Sastre em um quartel da PM na Zona Leste da capital paulista.

Releia o artigo de domingo: Prepare-se para a Crise Filha da Mãe



No novo programa dos Três Neurônios, um milagre: a Garrafa fala e fica solidária ao STF que também concorda com a linha do “Cana para Lula”. Imagina o que nosso Presodentro faria com uma garrafa falante... Confira e divulgue em https://youtu.be/3Jcj4KgDNHQ






Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 
A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 14 de Maio de 2018.

4 comentários:

Anônimo disse...

Estes são os 10 anistiados mais bem pagos pelo governo federal, segundo levantamento da revista Veja. Foram todos inimigos do regime militar.

1) José Carlos Arouca. Indenização: R$ 2.978.185,15 - pensão mensal: R$ 15.652,69.
2) Antonieta Vieira dos Santos. Indenização: R$ 2.958.589,08. Pensão mensal: R$ 15.135,65.
3) Paulo Cannabrava Filho. Indenização: R$ 2.770.219,00. Pensão mensal: R$ 15.754,80.
4) Renato Leone Mohor. Indenização: R$ 2.713.540,08. Pensão mensal: R$ 15.361,11.
5) Osvaldo Alves. Indenização: R$ 2.672.050,48.. Pensão mensal: R$ 18.095,15.
6) José Caetano Lavorato Alves. Indenização: R$ 2.541.693,65. Pensão mensal: R$ 18.976,31.
7) Márcio Kleber Del Rio Chagas do Nascimento. Indenização: R$ 2.238.726,71. Pensão mensal: R$ 19.115,17.
8 ) José Augusto de Godoy. Indenização: R$ 2.227.120,46. Pensão mensal: R$ 12.454,77.
9) Fernando Pereira Christino. Indenização: R$ 2.178.956,71. Pensão mensal: R$ 19.115,19.10) Hermano de Deus Nobre Alves. Indenização: R$ 2.160.794,62. Pensão mensal: R$ 14.777,50.

Anônimo disse...

Para o Lula ser levado para um hospital, basta dizer que está em crise de abstinência do álcool. Vai para uma clínica de descontaminação chique. Por mim iria para o Butantan, local de jararaca.

Anônimo disse...

O PT está de parabéns! Vai criar o primeiro holograma de um corrupto condenado virtual. Eles não param de inventar.

FOTO DO FATO disse...

E ainda há quem imagine que o Brasil possa sair do atoleiro com esses atores que vemos no elenco fa política.
Nada fariam, nafa farão e a zorra continuará a mesma com as leis que temos, imoral insegurança jurídica, perversa carga tributária.