sexta-feira, 11 de maio de 2018

Como Mourão pode blindar Bolsonaro?



Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Até agora, a maior novidade estratégica da campanha eleitoral vem dos militares. Simbolicamente, a Caserna manda o recado de que não vai tolerar uma sabotagem programada contra a candidatura presidencial de Jair Bolsonaro. Embora o Exército, como instituição, não apóie o “Capitão”, os Generais já comentam, nos bastidores, que a Força Terrestre não verá com bons olhos que o Supremo Tribunal Federal ou o Tribunal Superior Eleitoral tentem impedir que Bolsonaro dispute a sucessão temerária de 2018.

Qual o significado político-tático de os Generais Mourão, Paulo Assis e do Brigadeiro Átima Maia terem se filiado ao PRTB - presidido por Levy Fidélix? A interpretação básica é que os militares, em sua estratégia de “aproximações sucessivas”, claramente se antecipam a eventuais golpes institucionais pela via da judicialização. Além de entender a importância da participação direta e legítima na atividade legislativa, com a militância da “reserva-ativa”, os estrategistas nas Forças Armadas querem impedir, neutralizar e agir, antecipadamente, contra novos ataques na guerra ideológica de comunicação que tenta desmoralizá-los politicamente.

A filiação de Hamilton Mourão ao PRTB é encarada como um recado. O militar já avisou que é candidato a Presidente – só que do Clube Militar. Publicamente, o General já avisou que não pretende concorrer ao Palácio do Planalto no pleito de 2018. No entanto, Mourão deixou a porta escancarada para, eventualmente, ser candidato a vice em dobradinha com Jair Bolsonaro – que desponta na dianteira das “enquetes eleitoreiras” (vulgarmente chamadas de “pesquisas”). Mourão seria a blindagem perfeita para Bolsonaro – antes da eleição e na eventual vitória.

O primeiro recado é que, se Bolsonaro sofrer um golpe do Mecanismo e ficar impedido de concorrer à Presidência, o General Mourão é o “plano B”. “Pesquisas” informais já indicam que o nome de Mourão teria até mais força eleitoral que o “mito” abertamente apoiado por ele. Seria quase impossível negar que Mourão seria automaticamente apoiado pelas Forças Armadas – amadas ou não pela mídia de canhota. Além disse, caso venha mesmo como vice do Bolsonaro, quem teria a coragem de, eventualmente, tentar um impeachment do Presidente, tendo Mourão como “substituto eventual”?

O medo da eleição de Bolsonaro (ou Mourão) é o real motivo por trás do mais recente e patético ataque dos inimigos dos militares. Como de mau vício, o Grupo Globo atua como grande porta-voz do cagaço dos bandidos institucionais em relação às Forças Armadas brasileiras. Passando recibo e tentando impor uma “vacina” contra alguma “Intervenção Militar” – cada vez mais defendida publicamente pela maioria da população -, foi desenterrado ontem um dossiê da Central de Inteligência dos Estados Unidos da América (CIA), denunciando que os ex-Generais-Presidentes Ernesto Geisel e seu sucessor, João Figueiredo, comandaram uma “política de execuções de inimigos do regime militar”.

A Globo e O Globo deram exagerado destaque ao memorando de 11 de abril de 1974, enviado pelo diretor da CIA, William Colby, para o secretário de Estado americano na época, Henry Kissinger, descrevendo detalhes de um encontro que aconteceu em 30 de março daquele ano, 15 dias após o general Geisel assumir a Presidência. A denúncia é que deveria continuar a “política” de “eliminação de inimigos subversivos do regime, já que “cerca de 104 pessoas nesta categoria foram sumariamente executadas no Centro de Informação do Exército nos últimos anos”.

Como foi que a CIA captou uma conversa palaciana entre os Generais Milton Tavares de Souza e Confúcio Danton de Paula Avelino, que foram chefes do Centro de Informação do Exército, com o general João Baptista Figueiredo (na época, chefe do Serviço Nacional de Informações (SNI) e o Presidente Geisel? Será que havia alguma escuta ambiental clandestina no Palácio do Planalto? Nem Freud e muito menos a reportagem explicam...

O Memorando da CIA informa que o General Geisel “ponderou a seriedade e os aspectos potencialmente prejudiciais desta política e disse que iria pensar sobre o assunto durante o fim de semana até chegar a uma decisão se continuaria ou não com esta política”. O documento revela que, “no dia 1º de abril, o presidente Geisel disse ao general Figueiredo que a política deveria continuar, mas que cuidados deveriam ser tomados para garantir que apenas subversivos perigosos fossem executados”.

Nenhum dos Generais citados estão mais vivos para se defenderam da acusação. É por essas e outras que os militares não estão de brincadeira com as “aproximações sucessivas” realizadas ultimamente para mandar recados corretivos aos pecadores institucionais em todos os poderes dominados pelo Crime... A tática também vale para a mídia amestrada que cumpre a missão permanente de tentar destruir, sem sucesso, a imagem dos militares, sempre associando-os “a uma ditadura que não pode voltar a se repetir”.

É por isso que o Alerta Total volta a perguntar, recomendando a leitura de artigo aqui publicado recentemente: Quem tem medo dos militares?


Tiro do Tira nos Corruptos


Viraliza na Internet o corajoso e indignado depoimento de um Policial Federal que atuou na recente Operação Prato Feito. A revolta dele reflete o senso comum dos brasileiros prontos para uma explosão de ódio contra os corruptos...

Que homenagem às mães...

O que se pode esperar do Brasil em que o regramento excessivo de leis contraditórias permite o benefício da soltura, no dia das mães, da filha que assassinou os Pais (Suzane Von Richtoffen) e da mãe que matou a enteada (Anna Carolina Jatobá)...

Suzane foi condenada a 39 anos de prisão e Anna pegou 27 anos de cadeia.

Espera-se que elas retornem à Penitenciária de Tremembé até até a próxima terça-feira...

Três Neurônios: O mistério da Garrafa falante


No novo programa dos Três Neurônios, um milagre: a Garrafa fala e fica solidária ao STF que também concorda com a linha do “Cana para Lula”. Imagina o que nosso Presodentro faria com uma garrafa falante... Confira e divulgue em https://youtu.be/3Jcj4KgDNHQ










Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 
A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 11 de Maio de 2018.

5 comentários:

Fêrnandda Moura disse...

Ótima reportagem,uma pequena errata: "Além disse, caso venha mesmo como vice do Bolsonaro"
Precisamos desse apoio que garante nossa liberdade.
A Globo é deveras ridícula, acredito que devemos pensar seriamente em respondê- la à altura.

Anônimo disse...

Tudo para tentar jogar a população contra nossos queridos, patriotas militares. O tal Matias Spektor disse: "O documento mais perturbador que já li em 20 anos de pesquisa" kkkkk e mais kkkkk e kkkkk (que dramático) como a esquerda canhota, desculpe a redundância, gosta de se vitimar. Não duvido nada que esse professorzinho levou uma boa grana pra levantar esse defunto da cova (esquerdista é mercenário e vive em função de dinheiro). E não se deve descartar a possibilidade desse tal memorando ser uma farsa uma vez que os militares citados não estão mais vivos pra se defenderem. Como a esquerda é covarde. São psicopatas, bandidos, ladrões, criminosos de toda espécie que vivem clamando pelos direitos humanos pq nunca quer ser responsabilizados pelos seus crimes. Eu adoraria perguntar para esse professor se ele desconhece as atrocidades genocidas do Stalin, Lenin, Mao, Fidel Castro e do Hitller entre outros genocidas esquerdistas, comunistas. Não venha me dizer que o Hitller é de direita que é mentira. Genocidas são esquerdistas que são psicopatas... esquerdopatas. A tentativa dos esquerdopatas de me jogarem contra os militares com esse tal memorando falharam, e quanto mais eles falam mal dos militares mais eu os amo pq sei que os militares é que são boa gente enquanto os esquerdopatas como bons psicopatas que são, são más pessoas que vive de mentir e enganar, são pessoas desonestas em todos os sentidos. são pessoas sem sentimento, sem compaixão, enfim, são genocidas.

Atenção professor Matias Spektor parece que vc desconhece o Holodomor então procure ler à respeito que vc vai ver o que é perturbador.

Atenção seus esquerdopatas, é melhor JAIR se acostumando.

Contamos com vcs srs militares para nos livrar do comunismo outra vez.

Anônimo disse...

Fake News , estou com GENERAL MOURÃO E BOLSONARO E PARA COMUNISTA " AÇO ".

Anônimo disse...

Quero um país igualitário, então, para os que promoveram a roubalheira desenfreada e generalizada, o tratamento tem que ser igual. Cortem a carne do Lula e de seus amigos, ou ex-amigos, e substituam por ovo. Arroz de terceira e macarrão vencido, vitaminado com bichos. No lanche, um biscoito Maria com "suco" de pacotinho ou leite diluído com água, para render mais.

F Otero disse...

Mataram 104? Esse foi o problema...se tivessem mandado uns 104.000 dessa mesma laia para a vala ou para o fundo do Atlântico, talvez o país não tivesse passado essa desgraça toda das últimas décadas. #SóAcho